Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 15 de novembro de 2016

URGENTE! DELEGADO DA POLÍCIA CIVIL É MORTO A TIROS EM FORTALEZA


Delegado voltava da igreja com a filha quando foi assassinado.
Um delegado da Polícia Civil foi morto a tiros na manhã desta terça-feira (15), durante uma tentativa de assalto, no bairro Maraponga, em Fortaleza. O agente, identificado como Audízio Ferreira Santiago, estava com a filha no momento do crime.

De acordo com informações, Audízio voltava para casa a pé, após ter saído da igreja. Ele notou a ação de um casal de criminosos contra seus familiares e, desarmado, tentou intervir, mas acabou atingindo com um tiro na cabeça.

O policial não resistiu ao ferimento e morreu no local. Os suspeitos deixaram o local após o crime.

Viaturas das Polícias Militar e Civil foram acionadas ao local do crime.

Buscas foram iniciadas na região, a fim de identificar e prender os responsáveis pelo homicídio. Até o momento, ninguém foi preso.

Mortes no Estado em 2016.

Com a morte do delegado, chega a 29 o número de agentes de segurança mortos no Ceará em 2016.

Na última sexta-feira (11), um policial militar reformado, identificado como Carlos Alberto Ribeiro Gomes, foi morto a tiros no bairro Parque Leblon, em Caucaia. O corpo do militar tinha ferimentos de bala e, ainda, marcas de pedradas. Já na noite de sábado (12), em Horizonte, o PM Gilmar Almeida Queiroz foi assassinado quando chegava em sua casa. Ele foi abordado por dois homens em uma moto, que realizaram o ataque.

Mais detalhes em instantes.

CNEWS

POLICIA CIVIL DO CEARÁ ENCERRA GREVE!



Categoria encerra paralisação após 18 dias. Grupo que estava acampado em frente a sede do governo deixou o local.
A Polícia Civil decidiu encerrar a greve da categoria na noite desta segunda-feira (14) após a realização de uma assembleia. O grupo que estava acampado em frente ao Palácio da Abolição - sede do governo - já deixou o local, segundo o Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol). Cerca de 300 policiais compareceram ao ato, incluindo policiais do interior do estado.

A paralisação já estava no 18º dia. Os policiais civis decidiram iniciar uma nova greve no dia 27 de outubro. Um grupo de policiais ficou acampado em frente a sede do Governo do Ceará. A categoria informou que vai continuar com as reivindicações, como a desativação das carceragens nas delegacias, melhorias nas condições de trabalho e melhores salários.

À época do início da nova greve, a Casa Civil, por meio de nota, disse que "estranha o posicionamento de parte da categoria dos policiais civis". Segundo o órgão, todas as reivindicações estão sendo levadas à constante mesa de negociação. E que segue com diálogo permanente com a categoria.

Balanço
De acordo com a diretoria do Sinpol, durante o período da greve houve uma redução de 50% de registros de BOs e aproximadamente 600 inquéritos deixaram de ser instaurados.

Fonte: G1 CE