Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 13 de novembro de 2016

Unicamp cria colírio que evita perda de visão por diabéticos


Um grupo de pesquisadores das faculdades de Ciências Médicas (FCM) e de Engenharia Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveu um colírio para a prevenção e combate da degeneração gradativa que ocorre com frequência nos olhos das pessoas com diabetes, a chamada retinopatia diabética.

"A grande vantagem desse achado é o fato de não ser invasivo. Por ser tópico não implica em riscos e cria uma barreira contra as alterações neurodegenerativas que afeta os diabéticos", explicou a pesquisadora da FCM Jacqueline Mendonça Lopes de Faria.

A cientista disse que a descoberta foi feita a partir de uma pesquisa que já dura cerca de duas décadas. "É consequência de um estudo de 20 anos para entender o mecanismo de ataque das células nervosas e de irrigação sanguínea no tecido ocular."

De acordo com a pesquisadora, por causa da hiperglicemia - excesso de açúcar no sangue no organismo dos diabéticos - vários órgãos podem ser comprometidos. Em cerca de 40% dos casos, a doença leva a complicações na retina provocadas pelo efeito tóxico da glicose. O sistema nervoso e vascular da retina passam a ter alterações progressivas que podem levar a cegueira. "Isso ocorre, muitas vezes, justamente no momento em que a pessoa está em idade ativa."

Atualmente, o tratamento da retinopatia diabética é feito com opções invasivas, como a fotocoagulação com laser, injeções intravítrea ou mesmo cirurgia. A expectativa dos pesquisadores da Unicamp é que, além de servir para a cura da retinopatia diabética, a descoberta dessa tecnologia possa ser benéfica também no tratamento de outras anomalias da visão, como o glaucoma.

Eficácia

Testes em laboratórios da Unicamp comprovaram a eficácia da fórmula. No entanto, antes de ser transformado em medicamento para a distribuição e comercialização, o colírio tem de ser submetido à fase clínica de tetes, com os ensaios em seres humanos. Ainda não há previsão de quando isso vai ocorrer porque os testes dependem do interesse de empresas em fazer o licenciamento da tecnologia junto com a agência de inovação da universidade, a Inova Unicamp.

No teste com os roedores, não foram observados efeitos adversos e o colírio mostrou-se eficaz na proteção do sistema nervoso da retina.

Também participam da pesquisa a professora Maria Helena Andrade Santana; a pesquisadora Mariana Aparecida Brunini Rosales e a aluna de mestrado Aline Borelli Alonso. Os estudos receberam financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério de Educação.

Agência Brasil

VIOLÊNCIA SEM FIM NO CEARÁ: TERCEIRO POLICIAL É ASSASSINADO EM UMA SEMANA



Gilmar Almeida reagiu a um assalto. Foi atingido e sua arma foi roubada.
Um soldado da Polícia Militar foi morto durante um assalto ocorrido na noite de sábado (12), no município de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza. A vítima, identificada como Gilmar Almeida Queiroz (36), chegava em sua residência, quando foi abordado por uma dupla em uma motocicleta. Este foi o terceiro profissional da Segurança Pública morto em uma semana, no Ceará. 

Segundo testemunhas, quando chegou em casa, o suspeito foi chamado pela dupla, que parou bem próximo. A esposa do militar estava dentro de casa. Ao ser abordado, Gilmar reagiu e houve troca de tiros. O soldado foi atingido por três disparos nas costas, na perna e no ombro. Socorrido, foi encaminhado às pressas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e em seguida, transferido para o Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro. 

Entretanto, o policial estava inconsciente e apesar de ter dado entrada com emergência, não resistiu aos ferimentos. Os suspeitos conseguiram fugir com a arma da vítima. 

Terceiro policial

Em uma semana, três policiais foram mortos no Estado. No domingo (6), um agente da Polícia Rodoviária Federal foi morto em uma tentativa de assalto. O crime ocorreu no bairro Jangurussu, em Fortaleza. Leomar Saraiva de Aquino (73), foi baleado na cabeça. 

Na sexta-feira (11), um militar reformado foi morto em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. O corpo de Carlos Alberto Ribeiro Gomes foi encontrado com diversas marcas.

Com informações do Cnews