Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Paracetamol inibe a dor e as emoções, diz estudo


Os cientistas da Universidade de Ohio concluíram que o Tylenol pode tornar as pessoas insensíveis (Foto: Divulgação)

O paracetamol (Tylenol) é um dos medicamentos mais usados pelos brasileiros. Popularmente usado para inibir a dor, o remédio pode ter efeitos colaterais muito mais intensos e inibir muito mais do que apenas a sensação física, revela um estudo publicado no periódico "Psychological Science". Os cientistas da Universidade de Ohio concluíram que o Tylenol pode tornar as pessoas insensíveis a emoções positivas e negativas, revela o UOL.

A pesquisa foi feita com base em um experimento com 85 pessoas, que ingeriram 1.100 mg de Paracetamol ou placebo. Após uma hora, foi pedido que os participantes analisassem 40 imagens dispostas em ordem aleatória, e classificassem em: muito agradáveis (por exemplo, crianças rindo com gatinhos em um parque), neutras (um rolo de macarrão em cima de uma mesa) ou muito desagradáveis (um vaso sanitário cheio de excrementos).

Resultado: os participantes que ingeriram Tylenol se mostraram 20% menos propensos a classificar as imagens como "muito desagradáveis" e 10% menos propensos a classificá-las como "muito agradáveis" quando comparados aos voluntários que ingeriram placebo.

"Recomendamos seguir o conselho de seu médico para o controle da dor com o Tylenol", afirmou Geoffrey R.O. Durso, doutorando de psicologia e autor do estudo.


noticiasaominuto

Com situação indefinida, Gugu é ignorado pela Record


O contrato do apresentador está para se encerrar e ainda não foi renovado (Foto: Divulgação)

A record bateu o martelo e o apresentador Geraldo Luis não vai mais assumir um programa diário no horário nobre da emissora em 2017. O desafio deverá ficar para outro apresentador, já que o comandante do “Domingo Show”, bateu o pé e disse que queria mesmo ficar aos domingos apenas. Com essa história definida, só agora a Record passará a tratar de outros assuntos.

Gugu é uma das principais situações que precisam ter um desfecho. O contrato do apresentador está para se encerrar e até aqui a Record nem o chamou sequer para conversar. De qualquer forma, o fato que vem chamando a atenção é que se a Record pretende colocar um programa diário no ar e Geraldo Luís seguirá aos domingos, então onde Gugu entrará nessa história?

Segundo informa o jornalista Flávio Ricco, tem muito desrespeito em toda essa história da Record e Gugu segue aguardando uma definição para então pensar em seu futuro na TV.


Lula é intimado a comparecer à Justiça do PR na semana que vem


Ex-presidente deverá acompanhar as audiências da ação penal em que é réu na Operação Lava Jato (Foto: Divulgação)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi intimado hoje (17) a comparecer à sede da Justiça Federal do Paraná, em Curitiba, nos dias 21, 23 e 25 de novembro. A intimação foi feita pela Justiça Federal de São Bernardo do Campo, cidade paulista onde o petista mora, a mando do juiz federal Sergio Moro.

Lula deverá acompanhar as audiências da ação penal em que é réu na Operação Lava Jato. Nos três dias, serão ouvidas as 12 testemunhas de acusação do processo. Na segunda-feira (21), serão inquiridos os empreiteiros Augusto Mendonça, Dalton Avancini e Eduardo Hermelino e o ex-senador Delcídio do Amaral.

Na quarta-feira (23), será a vez do ex-deputado Pedro Corrêa, dos ex-diretores da Petrobras Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa, e do ex-gerente da estatal Pedro Barusco. Os depoimentos do doleiro Alberto Youssef, do pecuarista José Carlos Bumlai, e dos lobistas Fernando Baiano e Milton Pascowitch serão ouvidos na sexta-feira (25).

A esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, ambos réus da mesma ação penal, também foram intimados pela Justiça Federal a comparecer nas audiências da semana que vem.


noticiasaominuto