Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Petrobras o maior aumento no preço da gasolina em dois meses


(Foto: Reprodução/Terra)


A Petrobras elevará os preços do diesel em 0,8% e os da gasolina em 4,2% nas refinarias a partir de 1º de setembro, de acordo com comunicado divulgado pela estatal em seu site nesta quinta-feira.

A alta de 4,2% da gasolina é o maior reajuste concedido desde a implementação da nova política de preços pela companhia, há dois meses, e ocorre após a disparada nas cotações internacionais do produto por causa da tempestade Harvey nos Estados Unidos.

Na quarta-feira, a consultoria Datagro havia informado à Reuters que a gasolina comercializada pela Petrobras nas refinarias apresentava defasagem de mais de 7% ante os preços internacionais.

Terra

Desemprego é de 12,8% e atinge 13,3 milhões de trabalhadores, diz IBGE


O desemprego no país foi de 12,8%, em média, no trimestre de maio a julho (Foto: Reprodução/Internet)


O desemprego no país foi de 12,8%, em média, no trimestre de maio a julho, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A taxa caiu em relação ao trimestre anterior (13,6%), mas subiu na comparação com o mesmo trimestre do ano passado (11,6%).

Ainda segundo o IBGE, o número de desempregados no Brasil de maio a julho foi de 13,3 milhões de pessoas. Isso representa uma melhora (-5,1%) em relação ao trimestre anterior. Na comparação com o mesmo período de 2016, porém, são 1,5 milhão de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 12,5%.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (31) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua. A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio etc.).

Aumento da informalidade

A taxa de desemprego caiu no trimestre de maio a julho puxada pela geração de vagas de trabalho sem carteira assinada, segundo o IBGE.

O período registrou 33,3 milhões de pessoas com carteira assinada, o mesmo número do período anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2016, houve uma queda de 2,9%, com menos 1 milhão de postos de trabalho com carteira assinada.

Para o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azevedo, a tendência à informalidade no mercado de trabalho pode ser observada, por exemplo, no aumento de 15,2% no número de pessoas trabalhando no setor de alimentação.

"Em um ano, o grupamento alojamento e alimentação teve um aumento de 683 mil pessoas", disse. "Esse acréscimo foi, mais especificamente, relacionado à alimentação. Esse é um grupamento voltado, principalmente, às pessoas que, para fugir da desocupação, estão fazendo comida em casa e vendendo na rua".

População ocupada

O número de pessoas com trabalho foi de 90,7 milhões entre maio e julho, aumento de 1,7% em relação ao trimestre anterior, ou 1,2 milhão de pessoas a mais. Em um ano, o total de trabalhadores caiu 0,22%, o que equivale a cerca de 500 mil pessoas.

Rendimento de R$ 2.106

O rendimento real (ajustado pela inflação) do trabalhador ficou, em média, em R$ 2.106. O valor caiu 0,24% em relação ao período anterior (R$ 2.111), mas subiu 3% comparado com o mesmo período de 2016 (R$ 2.045). O IBGE considera que houve estabilidade nas duas comparações.
Comparações

No trimestre de maio a julho de 2017, a taxa de desemprego foi de 12,8%:

- no período de fevereiro a abril de 2017, havia sido de 13,6%;
- no trimestre de abril a junho de 2017, havia sido de 13%;
- no período de maio a julho de 2016, havia sido de 11,6%.

O número de desempregados chegou a 13,3 milhões:

- no período de fevereiro a abril de 2017, havia sido de 14,1 milhões;
- no trimestre de abril a junho de 2017, havia sido de 13,5 milhões;
- no período de maio a julho de 2016, havia sido de 11,8 milhões.

Metodologia da pesquisa

Os dados fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua. São pesquisadas 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios.

O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Fonte: UOL

Menina de 12 anos mata o tio para defender irmã grávida no Paraná


A adolescente contou em depoimento à polícia que o tio chegou embriagado em casa, por volta do meio-dia, e começou uma discussão (Foto: Reprodução)


Uma menina de 12 anos matou o tio, de 50 anos, com uma facada para defender a irmã grávida de cinco meses na tarde desta quinta-feira (31), em Maringá, no norte do Paraná, conforme a Polícia Civil.

A adolescente contou em depoimento à polícia que o tio chegou embriagado em casa, por volta do meio-dia, e começou uma discussão. Em duas casas, no mesmo terreno no Conjunto Ney Braga, moram a menina, duas irmãs, a mãe e o tio.

Segundo a adolescente, o homem pegou um serrote e a agrediu antes de tentar atacar a irmã de 22 anos, que está grávida. Para defendê-la, a menina atacou o tio com uma faca. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ele morreu ainda no local.

De acordo com a delegada Emilene Locateli, a adolescente será liberada ainda nesta sexta-feira porque agiu em legítima defesa. O caso será encaminhado ao Ministério Público do Paraná (MP-PR), segundo ela.

A delegada disse ainda que o homem, que trabalhava como pintor, tinha uma passagem por embriaguez ao volante e outra por violência doméstica por ter agredido a mãe da adolescente, em 2015.

Fonte: G1

Marido flagra mulher na cama com amante e é morto a facadas em MT


Weverton Figueiredo foi morto a facadas nesta quinta-feira (31) (Foto: Reprodução/Facebook)


Um jovem de 20 anos foi morto a facadas após flagrar a mulher com um amante dela em casa, no município de Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, nesta quinta-feira (31). De acordo com a Polícia Civil, Weverton Silva Figueiredo tentou agredir a mulher e foi atingido pelo amante dela enquanto discutiam.

O crime, registrado no Bairro Rio Verde, ocorreu depois que a vítima chegou em casa e encontrou a mulher dele com o suspeito do assassinato na cama.

Segundo a polícia, Weverton tentou agredir a mulher, entretanto, foi impedido pelo amante, que desferiu dois golpes de faca contra ele.

Mesmo ferida, a vítima deixou o local do crime, mas não conseguiu pedir ajuda. Ele foi encontrado pelo pai caído em uma rua em frente à Escola Dom Bosco, em Lucas do Rio Verde. Foi socorrido e levado para um hospital e morreu na unidade.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher e o amante fugiram e ainda não foram localizados. O caso está sob investigação.

Fonte: G1

Reportagem da Globo aponta que Ceará é o segundo estado brasileiro com mais bandidos membros da facção PCC

Reportagem
Reportagem do Bom-Dia Brasil mostrou o avanço das taxas de homicídios no Ceará neste ano
VEJA A REPORTAGEM DO BOM-DIA BRASIL: 
O Ceará é o segundo estado do país com maior número de integrantes de uma organização criminosa que domina o Sistema Penitenciário e comanda ataques a delegacias, bancos e ao sistema de transporte. São cerca de seis mil bandidos. A informação foi revelada em reportagem especial apresentada nesta quarta-feira (30) no telejornal “Bom-Dia Brasil”, da rede Globo de Televisão.
Sem citar o nome da organização criminal, mas se referindo ao PCC (Primeiro Comando da Capital), a reportagem ouviu especialistas em Segurança Pública sobre o avanço do crime no estado. E os números apresentados são assustadores. Nos primeiros seis meses do ano, 2.229 pessoas foram assassinadas no Ceará, um aumento da ordem de 25 por cento em comparação ao primeiro semestre de 2016.
Segundo ainda a reportagem, o Ceará só perde para São Paulo no número de criminosos ligados ao PCC, lembrando que foi nos presídios paulistas onde a organização criminosa se originou. Atualmente, 73 por cento dos bandidos da facção que atuam no Nordeste se concentram no Ceará, Rio Grande do Norte e Alagoas.  Os dados segundo a Globo, foram obtidos junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).
Ordem de ataques
Luiz Fábio Paiva, integrante do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC), diz que entre 40 a 60 por cento dos presos recolhidos nas unidades penais do Ceará estão atrás das grades indevidamente, e quando são colocados nos grandes presídios se vêem obrigados a aderir às facções como forma de proteção.
Também ouvido na reportagem, o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará, Francisco Lucas da Silva , diz que as facções estão, cada vez mais, se organizando e as ordens para os ataques fora das cadeias partem das CPPLs (Casas de Privação Provisória da Liberdade).
Já o promotor de justiça Linconl Gakyia, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao crime Organizado (Gaeco), de São Paulo, afirma que as facções estão ligadas umbilicalmente ao tráfico de entorpecentes e a “guerra” travada entre elas inicialmente apenas dentro das cadeias agora se expandiu para as ruas das cidades e as mortes estão impactando nas estatísticas dos homicídios no País e, em especial, no Nordeste.
blogdofernandoribeiro.com.br

Justiça suspende realização de vaquejada no Ceará


A 28ª Vaquejada de Quixeramobim esta impedida de acontecer, por ordem da Justiça. O evento estava previsto para acontecer nos dias 7, 8 e 9 de setembro, mas foi suspenso por decisão da juíza Kathleen Nicola Kilian, titular da 1ª Vara da Comarca do município. Em caso de descumprimento, a organização da vaquejada deverá pagar multa diária de R$ 100 mil, além de ter todo o equipamento e animais utilizados apreendidos.

A decisão foi proferida nesta quarta-feira (28) a partir de ação ajuizada pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) para que os organizadores do evento não autorizassem, apoiassem ou realizassem qualquer ato que colabore com a realização de vaquejada ou outro evento similar, que envolva maus-tratos e crueldade aos animais.

O pedido foi deferido pela juíza sob o entendimento de que a vaquejada é uma prática inconstitucional. A magistrada explicou que a Constituiçao Federal expõe o direito fundamental da coletividade ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. "Apesar da tradição da prática da vaquejada em algumas regiões do país, como neste Estado do Ceará, entendo que a prática é incompatível com os preceitos constitucionais que impõem ao Poder Público assegurar um meio ambiente equilibrado, evitar desnecessário tratamento cruel de animais e preservar a fauna", ressaltou.

Registro de patrimônio cultural

Embora a Emenda Constitucional nº 96/2016 traga a possibilidade de considerar atividades com animais como manifestação cultural, a magistrada reiterou que a vaquejada não atende nenhuma das duas condições limitadoras para receber essa classificação. A norma constitucional diz que é necessário o registro da atividade como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro, assim como ela deve ser regulamentada por uma lei específica que assegure o bem-estar dos animais envolvidos.

A juíza ainda destacou a falta de um registro de que a vaquejada seja considerada um patrimônio cultural junto ao Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão responsável pelo registro.

Fonte: G1

Impeachment de Dilma Rousseff completa 1 ano


Há um ano, o Senado Federal afastou definitivamente Dilma Rousseff do cargo de presidente da República, em uma sessão histórica de julgamento, por 61 votos a 20. A maioria dos senadores entendeu que ela cometeu crime de responsabilidade contra a lei orçamentária ao descumprir repasses do governo a bancos públicos, as chamadas "pedaladas fiscais", e editar decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso.

O impeachment da primeira mulher a ocupar a função no País se consumou depois de o então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ter iniciado o processo na Casa. Dilma se tornou a segunda presidente eleita após a redemocratização do País a não concluir seu mandato. O primeiro foi o hoje senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL), que sofreu impeachment em 1992.

O segundo mandato de Dilma foi interrompido em um contexto de dificuldades políticas em meio à crise econômica, à queda de popularidade e a escândalos de corrupção envolvendo integrantes de seu governo e de sua base parlamentar. O impeachment também encerrou um ciclo de mais de 13 anos do Partido dos Trabalhadores (PT) no comando do Executivo. Com a saída de Dilma, assumiu o cargo, de forma definitiva, o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP).

Questionamentos

Para o presidente da Associação Brasileira de Ciência Política, Renato Perissinotto, o impeachment de Dilma representou uma ruptura da consolidação da democracia brasileira, interrompendo um processo normal de formação de governo.

"Com o impeachment, houve uma quebra das regras gerando uma desconfiança sobre a seriedade das instituições", analisou o professor dos Programas de Pós-Graduação em Ciência Política e em Sociologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Perissinotto considerou que as justificativas do Congresso para a deposição de Dilma foram "desculpas mal ajambradas", o que ficaria claro, na sua visão, com a atual tolerância do bloco majoritário do Parlamento às denúncias contra Michel Temer.

"As posturas partidárias em decisões da Suprema Corte brasileira, como as do ministro Gilmar Mendes, também exemplificam essa sensação de que as regras da democracia não estão sendo respeitadas", observou o cientista político. Há hoje 24 pedidos de impeachment contra Temer na Câmara dos Deputados, mas estão engavetados por decisão do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, o cientista político Jawdat Abu-El-Haj avaliou que o impeachment colocou em questionamento a democracia no Brasil. "Não foi um golpe, mas um processo muito duvidoso", disse. Pesquisador do Laboratório de Estudos sobre Política, Eleições e Mídia, o professor da UFC apontou a região Nordeste como a mais afetada pela mudança radical nos rumos do governo.

"O Nordeste concentra mais de 60% da pobreza extrema no Brasil. As políticas sociais antes de Temer ajudaram a desenvolver a economia da região. O impeachment deixou o Nordeste mais vulnerável, pois sofre mais pressões pelo clientelismo".

Ele destacou que o atual governo não teria a legitimidade conferida pelas urnas para propor reformas tão drásticas, que trazem um impacto nas próximas três décadas, como as mudanças na legislação trabalhista e nas aposentadorias.

"Não basta ter o apoio da elite política. Ele precisaria de legitimidade maior para tomar medidas de longo prazo. Pelo contrário, a rejeição de Temer é acentuada", comentou o professor.

Fragilização da esquerda

Já o historiador, escritor e professor Airton de Farias analisou que o impeachment mostrou uma fragilidade "grande" das esquerdas no Brasil.

"A esquerda nunca foi hegemônica no Brasil. Tanto que Lula para se eleger teve que fazer concessões e alianças com grupos do poder econômico e político", destacou Airton.

Para o autor do livro "História do Ceará: da Pré-História ao Governo Cid Gomes", os movimentos sociais perderam autonomia durante os governos do PT.

"Havia uma preocupação de controlar os movimentos sociais, que ficaram subordinados à orientação do partido e do governo, perdendo autonomia".

Para o historiador, as reformas sociais implementadas pelo ciclo do PT no poder federal foram "tímidas, mas importantes".

"Como previsto, o impeachment não resolveu a crise política, porque a política não se faz apenas nos partidos nem apenas no Congresso", observou Airton.

Fonte: Diário do Nordeste

Camilo e Roberto Cláudio vão a jantar secreto com Eunício para discutir 2018


O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio jantaram na semana passada em Brasília com o presidente do Senado, Eunício Oliveira. O cardápio teve um único prato: eleições estaduais em 2018.

O encontro sigiloso aconteceu no restaurante Coco Bambu. Eunício confirmou ao Ceará News 7 “não ver nada demais em jantar com duas autoridades de seu Estado”. Até porque tem compromissos em ajudar a sua gente, diante do cargo que ocupa, argumentou.

Camilo e Roberto Cláudio com o aval de Cid Gomes querem que Eunício seja o outro candidato dessa chapa. Na proposta, ele não votaria em Ciro Gomes para presidente. A relação dos dois continua de total inimizade.

Ciro não

Eunício disse ao governador e ao prefeito de Fortaleza que ” não há a menor chance de um acordo com Ciro”. Também relatou que sua prioridade é ser candidato ao Governo do Ceará no ano quem. Para tanto, espera unir as oposições. Contudo, se Camilo romper com os Ferreira Gomes, Eunício foi enfático: “Nesse caso, poderíamos apoiar a sua reeleição, pois pessoalmente não tenho nada contra você. Porém, o boquirroto é meu inimigo” – uma referência a Ciro. Sobre Cid, Eunício não fez comentários.

A surpresa na hora da sobremesa foi o anúncio de Eunício para Camilo e Roberto Claudio. O senador avisou que se Lula for traído por Camilo – num possível apoio de Santana a Ciro -, o palanque da chapa de oposição no Ceará será de Luiz Inácio. Não foi à toa que Camilo não desgrudou de Lula durante sua passagem pelo Estado.

Oposição

Agora, sobre as eleições em 2018, Eunício prefere permanecer ao lado das oposições. Se Tasso for candidato ao Abolição , Eunício será seu senador, em uma das duas vagas.

Antes de qualquer definição, Eunício pretende se reunir com Tasso e outras vozes oposicionistas. Ao final do jantar com Camilo e RC, Eunício deu seu recado: “Não acreditem que vocês vão me usar, prometendo apoio para me reeleger senador em troca da liberação de R$5 bilhões de verbas para o Governo do Ceará e a Prefeitura de Fortaleza”.

Se Camilo e RC tinham essa pretensão em mente, podem esquecer esse jogo.

Fonte: Ceará News 7

Zé Airton, Luizianne e Odorico são barrados de subir em palanque de Lula no Cariri


Os deputados federais José Airon (PT-CE), Luizianne Lins (PT-CE) e Odorico Monteiro (PSB-CE, ex-PT) foram barrados, nessa quarta-feira (30), de subir no palanque de Lula no Cariri.

“Uma atitude discriminatória que, mais uma vez, alguns segmentos do partido praticam contra aqueles que não são aliados seus”, disse Zé Airton.

O deputado petista ainda falou que foi acompanhar a caravana pelo Lula, não pelo PT, porque o partido nem sequer o tinha convidado. “Esse tipo de atitude mancha uma caravana bonita”.

Fonte: Ceará News 7

Polícia prende figurante durante gravação de ‘A Força do Querer’


A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta terça-feira (29) um figurante de A Força do Querer, durante a gravação da novela na favela de Tavares Bastos, onde Bibi (Juliana Paes) comanda o tráfico ao lado do marido, Rubinho (Emílio Dantas). Luis Fernando Ferreira dos Santos é investigado por roubo de veículos e de cargas.

“O mesmo foi preso hoje pela manhã na comunidade Tavares Bastos no Catete, nas gravações da novela A Força do Querer da Rede Globo, onde atuava como um dos figurantes como pertencente ao movimento daquela boca hipotética, não oferecendo resistência”, diz texto da Polícia Civil do Rio.

A assessoria da emissora declarou que o figurante não é um empregado da empresa e que não houve qualquer interrupção nas gravações. “A Globo trabalha com agências de figuração e não possui informações adicionais sobre os fatos relatados”, disse em nota.

Fonte: Veja.Com

Perícia desmente confronto e conclui que policial do Bope matou tenente no MT


Tenente Carlos Scheifer
Um grupo de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Mato Grosso forjou a morte do tenente Carlos Henrique Scheifer, de 28 anos, ocorrida em maio deste ano. Uma perícia da Corregedoria da Polícia Militar comprovou que o tiro que matou o oficial partiu da arma de um dos policiais e não de assaltantes durante um confronto, como defenderam os agentes no primeiro depoimento.
Ao UOL, a assessoria da PM do estado confirmou o resultado do laudo, que será enviado ao Ministério Público Estadual (MPE) ainda nesta semana. Já o inquérito policial militar deve ser enviado para a Justiça Militar.
Segundo o Corregedor da PM no Mato Grosso, coronel Carlos Eduardo Pinheiro da Silva, o disparo aconteceu em uma operação noturna, durante uma tocaia em um matagal na zona rural de Matupá. "Naquela manhã, já haviam capturado quatro homens suspeitos de integrarem uma mesma quadrilha", diz a assessoria da PM.
"Durante o inquérito, o oficial encarregado solicitou exame de balística e constatou, lamentavelmente, que o disparo que vitimou o Tenente Scheifer partiu da arma de outro policial militar que o acompanhava", diz a PM.
[ x ]
Agora, a versão dos oficiais do Bope mudou. De acordo com eles, o tenente teria se levantado abruptamente na ocasião, assustando um dos companheiros, que atirou ao confundi-lo com um criminoso. "Quando perceberam que não era nenhum suspeito, eles inventaram essa história de que seria um confronto", afirmou a assessoria.
Por enquanto, os policiais estão afastados das atividades operacionais do Bope e vão responder criminalmente por mentir no boletim de ocorrência. "O inquérito policial militar busca individualizar as condutas e, após conclusão, será enviado para a Justiça Militar."
Enquanto três policiais serão indiciados por prevaricação, falsidade ideológica e comunicação falsa de crime, o cabo que matou o tenente responderá por homicídio.
Procurada, a assessoria do Bope do Mato Grosso não comenta o assunto.
Fonte: Uol Notícias

Carboidrato causa mais risco para coração do que carne, aponta estudo


As gorduras não são os principais "assassinos" do coração, mas sim os carboidratos, é o que diz um estudo apresentado nessa terça-feira (29) no Congresso Europeu de Cardiologia, que ocorre em Barcelona, na Espanha. A pesquisa "PURE" (Prospective Urban Rural Epidemiology), conduzida pela Universidade de Hamilton, em Ontário, no Canadá, foi publicada na revista científica "Lancet" e questiona dezenas de estudos e trabalhos científicos já debatidos até agora sobre a prevenção da saúde cardíaca.

De acordo com Mahshid Dehghan, pesquisador do Instituto de Pesquisa em Saúde da População da Universidade McMaster, "a redução da gordura não melhoraria a saúde das pessoas".No entanto, os benefícios resultariam da redução de glicídios, ou seja, carboidratos, e "do aumento da gordura total em até 35%".

Os resultados das análises em mais de 135 mil indivíduos de 18 países de baixa, média e alta renda demonstram que a alta ingestão de carboidratos gera um grande risco de mortalidade cardiovascular".

A ingestão de gordura, de acordo com os dados, está surpreendentemente associada a menores riscos. As pessoas que mais consumiram gordura apresentaram uma redução de 23% no risco total de mortalidade, além de ter 18% a menos de chances de sofrer um acidente vascular cerebral.

Cada tipo de gordura foi associada a uma redução no percentual total dos riscos de mortalidade: saturada (-14%); monoinsaturada (-19%), poliinsaturadas (-29%). Entretanto, uma maior ingestão de gordura saturada também foi associada a uma redução de 21% no risco de um acidente cardiovascular (AVC).

Fonte: Ansa