Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

POLÊMICA: Fátima Bernardes perguntou aos seus entrevistados, quem eles salvariam: policial ou traficante



Na internet, usuários se revoltaram contra a escolha dos convidados da Globo.
O programa Encontro com Fátima Bernardes abordou um tema polêmico na manhã desta quinta-feira (17). Para divulgar o filme #sob pressão, Fátima Bernardes pediu para que os convidados e a plateia do programa escolhessem salvar entre um policial, levemente ferido, e um traficante, em estado grave, questões que ocorrerão no longa. De 8 pessoas, 7 preferiram salvar o criminoso. A escolha dos convidados gerou polêmica, levantando uma discussão na internet que teve uma grande repercussão.

Apesar das inúmeras críticas contra a Globo, profissionais da saúde se posicionaram no Facebook,: “Se for aplicar essa pergunta a nós profissionais da saúde, a vítima de maior gravidade é socorrida primeiro, independente de quem seja. Porém, mesmo sabendo disso, eu jamais vou priorizar um marginal”, escreveu um usuário. “Sou profissional, tenho ética, mas sou humano, não super-herói”, opinou outro.


O filme Sob Pressão

Estreia, nesta quinta-feira (17), o filme Sob Pressão, que trata a situação quotidiana difícil da saúde no Rio de Janeiro. Com Júlio Andrade, Marjorie Estiano, Ícaro Silva e Andréa Beltrão no elenco, a produção vai trazer situações complicadas como a abordada pelo programa Encontro com Fátima Bernardes. O Dr. Evandro (Julio Andrade), depois de um dia exaustivo, tem que decidir se opera primeiro um traficante ou um policial, ambos colhidos em mais uma guerra do tráfico. Outro impasse é a chegada de um menino de classe média, filho de um dono de jornal, ferido por uma bala perdida.

Andrucha Waddington, diretor e autor do filme, se inspirou no livro “Sob Pressão – A rotina de guerra de um médico brasileiro”, para narrar os fatos mais complicados que ocorrem em um hospital público do Rio de Janeiro – cenário que não é muito diferente na vida real. O médico Márcio Maranhão, profissional que relatou as experiências no livro, participou das gravações para dar mais realismo as cenas. O longa estreia hoje nas sessões brasileiras.

E você, salvaria um traficante, um policial ou um menino de classe-média atingido por uma bala perdida?

Imagens impressionantes flagram helicóptero da polícia caindo durante tiroteio no Rio



Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero da Polícia Militar, na região da Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, no início da noite de sábado (19). Segundo informações do Posto de Policiamento Comunitário da Cidade de Deus, a aeronave caiu durante uma troca de tiros com criminosos.


Via YouTube

"Rim biônico" está perto de virar realidade, diz cientista



Um feito científico que pode acabar com a necessidade de transplante e hemodiálise. O “rim biônico”, como está sendo chamado o órgão artificial, feito de tubos plásticos e células humanas nunca esteve tão perto de se tornar uma realidade.

Pesquisadores criaram um protótipo de um rim que cumpre perfeitamente o papel de purificação do sangue, cumprida pelos rins. De acordo com o tabloide do Reino Unido The Sun, cientistas holandeses conseguiram após várias tentativas condensar todas as funcionalidades do órgão em uma versão biônica. O estudo realizado por eles será apresentado na Conferência da Sociedade Americana de Nefrologia, em Chicago, no fim de novembro de 2016.

“Esse estudo mostra um desenvolvimento de sucesso da membrana viva do rim. É um passo importante para a criação de um rim bioartificial”, afirmou o pesquisador Dimitrius Stamatialis, da Universidade de Tente, da Holanda. Ainda de acordo com ele, caso a técnica seja comprovadamente funcional, pode ser utilizada para criação de fígados e pâncreas.