Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 20 de novembro de 2016

SAÚDEO NA UTI: Dengue e Chykungunya já mataram 39 pessoas e infectaram outras 35 mil no Ceará somente neste ano


Os dados catastróficos fazem parte do mais recente levantamento feito pela própria Secretaria de Saúde do Estado.
O mosquito Aedes aegypti continua devastando a saúde da população, segundo a Sesa

Os números da Saúde no Ceará seguem catastróficos. Cerca de 65 mil pessoas foram infectadas pelo mosquito Aedes aegypti em todo o Estado. Nada menos que 35 mil casos de dengue foram confirmados e 39 pessoas morreram em conseqüência da doença e da gripe tipo chikungunya. Em, pelo menos, 12 Municípios cearenses é alta a infestação predial do mosquito. Outros 32 apresentam infestação média. Além disso, outras duas mil pessoas apresentaram infecções de zika.

Os dados estão contidos no terceiro Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa) divulgado pelo próprio Governo do Estado, através da sua Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). A estatística revela também que foram registrados 24 casos de microcefalia.

As autoridades revelam que a população ainda não se conscientizou completamente acerca das medidas preventivas que devem ser adotadas para evitar os efeitos devastadores do Aedes aegypti. Cisternas, tambores e tanques d’águia instalados ao nível do solo representam cerca de 60 por cento dos focos do mosquito já identificados nas inspeções dos agentes sanitários. Depois, vêm os depósitos móveis como vasos ou pratos de plantas e bebedouros de animais, com 11,73 por cento. As caixas d’água elevadas representam 11,5 por cento dos focos de infestação. Ralos, vasos sanitários desativados, pneus e lixo são 16,1 por cento dos focos identificados nas vistorias.

O maior índice de infestação do mosquito foi registrado no Município de Capistrano (a 93Km de Fortaleza), seguido de Canindé, São Luiz do Curu e Baturité.

E para completar o catastrófico cenário da Saúde no estado, foi registrado o ressurgimento da Dengue tipo 2, doença que havia sido erradicada no Ceará em 2009. Um paciente da cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi identificado com a doença após seu internamento. 

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

TRAGÉDIA: Helicóptero da PM cai no Rio durante troca de tiros; quatro policiais morrem. VÍDEO



Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero da Polícia Militar, na região da Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, no início da noite deste sábado (19). Segundo informações do Posto de Policiamento Comunitário da Cidade de Deus, a aeronave caiu durante uma troca de tiros com criminosos. Ainda não há informações sobre o motivo da queda.
O helicóptero da PM dava apoio a uma operação policial realizada na região para tentar por fim a um confronto entre criminosos.
Até agora, os nomes dos oficiais mortos não foram divulgados. Também não há informações sobre suspeitos presos.
A Linha Amarela e av. Ayrton Senna, que cortam a região, ficaram totalmente interditadas por mais de uma hora, nos dois sentidos, por causa do acidente. O helicóptero caiu em um local próximo às vias.
Desde a sexta-feira (18) foram registrados intensos confrontos entre criminosos da favela Cidade de Deus. Na manhã deste sábado, eles voltaram a se enfrentar e traficantes bloquearam a avenida Edgard Werneck, que é a principal da Cidade de Deus, onde fica a base da UPP, com pneus e lixeiras incendiados. Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) trocaram tiros com os criminosos. 
Nas redes sociais, moradores relataram o dia de tiroteios. "A bala tá comendo na CDD. Só escuto os cara da Bope [Batalhão de Operações Policiais Especiais] gritando: 'Sai da rua morador'", escreveu um rapaz, uma hora antes de o helicóptero cair. Um traficante postou uma foto, com um fuzil. "Nada mudou. Nós 'tá' na pista", escreveu.
A Linha Amarela foi fechada por duas vezes para o tráfego, ao longo do dia. À noite, voltou a ser fechada novamente, após a queda do helicóptero. Moradores filmaram a movimentação de traficantes sobre um viaduto próximo ao helicóptero. Nas imagens, saía fumaça da aeronave e outros policiais já a cercavam (assista ao vídeo no topo da página).
Em 2009, dois policiais morreram e três ficaram feridos após um helicóptero da Polícia Militar realizar um pouso forçado no Morro dos Macacos. A aeronave, parcialmente blindada, havia sido atingida por tiros durante uma operação policial. Além dos tripulantes mortos, um capitão da PM foi baleado na perna e outros dois policiais tiveram queimaduras leves. (Com Agência Estado; com a colaboração de Alfredo Mergulhão, do Rio-vídeo redes sociais).