Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Homem foi morto a facadas no pescoço esta noite perto do Mercado do Pirajá e acusado do crime está preso


“Tier” foi morto nas imediações do Mercado do Pirajá em Juazeiro (Foto: Ilustrativa/Redes Sociais)

Mais um homicídio foi registrado em Juazeiro do Norte se constituindo no sexto do mês de novembro e o 105º do ano no município. Por volta das 23 horas desta segunda-feira Demontier Brito de Lima, de 39 anos, o “Tier” que residia na Rua José de Alencar, 511 (Romeirão), foi morto com várias perfurações à faca no pescoço. O crime aconteceu em frente ao número 1810 da Avenida Ailton Gomes, imediações do Mercado do Pirajá no bairro do mesmo nome enquanto dormia sobre papelões.

Cerca de uma hora depois, militares do POG (Policiamento Ostensivo Geral) sob o comando do Tenente Oliveira prenderam o autor do crime na Rua Capitão Coimbra, em frente ao número 84, ainda no bairro Pirajá. Cícero Paulo Alves da Silva, de 25 anos, mora na Rua da Paz, 679 e ainda estava com a faca usada no homicídio. Ele foi desarmado e levado pelos PMs à Delegacia de Polícia Civil de Crato, a fim de ser autuado em flagrante para responder pelo crime.

A vítima era usuária de drogas e respondia por uma tentativa de homicídio. No início da tarde do dia 16 de julho de 2012, durante bebedeira na Praça da Bíblia em frente ao Romeirão, “Tier” discutiu com Francisco das Chagas Alves Duarte, de 26 anos, residente naquele bairro. Daí sacou uma faca e o golpeou no abdômen quando Francisco terminou socorrido ao hospital, a fim de ser submetido a uma cirurgia. Na época, &ldquo ;Tier” foi preso no cruzamento da Rua Todos os Santos com a Avenida Castelo Branco (Santa Tereza).

Quanto a Cícero Paulo, este já tem várias passagens pela polícia. Às 23 horas do dia 26 de dezembro de 2007 ainda era menor de idade quando tentou matar outro e foi preso com o revólver cerca de cinco horas depois. Já no dia 29 de agosto de 2013 foi vítima de uma tentativa de homicídio tendo como acusado Francisco Lira de Souza. Enquanto isso, no dia 16 de julho de 2012, Cícero foi preso em uma motocicleta armado com um revólver calibre 38 municiasdo.

Ele responde, também, por crime de calúnia contra Cícero Eduardo de Souza no dia 12 de dezembro de 2012. Já no dia 9 de maio de 2014 foi preso por ter agredido sua mãe Maria de Lourdes Alves Silva, de 43 anos, na Rua da Paz (Pirajá). No dia 5 de dezembro de 2014 Cícero foi baleado na Travessa São Lázaro (Triângulo) e escapou no hospital. Já no dia 29 de junho de 2015 ameaçou e causou danos materiais a Cícera Cleide da Silva Santos./////Fonte: 
miseria.com.br


Garota de 11 anos é estuprada pelo pai e os irmãos dentro de açude


post-feature-image

Um popular de 60 anos, foi preso, no final da manhã desta segunda-feira (14), pela Polícia Militar, na cidade de Piancó, no Vale do Piancó, acusado abusar sexualmente de uma filha de apenas 11 anos de idade. O estupro teria a participação de dois irmãos da vítima: um jovem de 21 anos, e outro menor de 16 anos que também foram detidos.

Segundo a PM, os três acusados e a menina foram encaminhados para o IML de Patos para exame sexológico. Ao retornarem de Patos, os envolvidos serão ouvidos pela delegada Silvia Alencar.

Os suspeitos negam que tenha molestado a menor. O pai da adolescente e um dos irmãos dela sofrem de problemas mentais e são atendidos pelo CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) de Piancó.

Todos os envolvidos foram presos e o menor detido após denúncia de um pescador que teria flagrado o trio abusando da menor no “açude do governo”, que fica nas proximidades da zona urbana de Piancó.

O conselho tutelar foi acionado e acompanha o caso. Apesar dos suspeitos negarem o abuso sexual, o pescador sustenta que viu o trio molestando a menina enquanto pescava.

A mãe da menina, que é separada do acusado, foi ouvida pela PM e Conselho Tutelar e disse que já desconfiava que a filha poderia estar sendo violentada. Segundo ela, o pai pegava a filha para passear. A menor teria relatado os abusos em depoimento.


freelance24horas. /  diario do sertao