Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Caminhão do Exército tomba e deixa um morto no Piauí

pedro-696x520.jpg
Um militar morreu e ao menos 25 ficaram feridos em um acidente com um caminhão do Exército em Barras, no norte do Piauí, neste domingo (9). O veículo tombou e caiu em uma ribanceira às margens da Rodovia PI-113, durante viagem que havia iniciado em Teresina e terminaria no município de Batalha.
O soldado Pedro Henrique Pimentel (foto), natural do Piauí, morreu no local do acidente. Familiares confirmaram a identificação dele através de redes sociais. Os feridos receberam primeiro atendimento em Barras e foram encaminhados a hospitais da capital piauiense. O estado de saúde deles não foi informado.
Em nota, o 2º BEC (Comando do 2º Batalhão de Engenharia de Construção) afirmou que os militares eram encarregados de uma obra do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) na Rodovia BR-222 na região de Batalha. O comboio também era acompanhado por uma ambulância e um veículo do Exército que transportava máquinas.
Em paralelo à investigação da Polícia Civil, a unidade irá instaurar um IPM (Inquérito Policial Militar) para apurar as causas do acidente.

WhatsApp Image 2017-07-09 at 14.17.05.jpeg

Anatel poderá bloquear 40 milhões de celulares no Brasil


foto
Cerca de 40 milhões de brasileiros poderão ter seus celulares bloqueados até o fim deste ano. A informação foi publicada no jornal O Globo deste domingo (9). O objetivo é combater o comércio paralelo, principalmente de celulares.

A medida vai atingir quem comprou aparelhos sem certificação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel, que regula o setor), cujo registro não seja válido. Esse registro, chamado de Imei — sigla em inglês para Identidade Internacional de Equipamento Móvel —, é único para cada aparelho, como o número de chassi de um carro.

Ainda segundo a publicação, a medida se estende a outros aparelhos que utilizam chip para se conectar à internet, como laptops, computadores, tablets e babás eletrônicas. Nos últimos anos, vem crescendo o número de lojas, camelôs e sites que vendem modelos sem homologação, falsificados ou roubados.

O bloqueio poderá ser feito 75 dias após a notificação aos clientes. Para identificar se o seu celular tem o Imei, confira se há um selo da Anatel na bateria do aparelho e/ou no manual.

Símbolo do Nordeste, jumentos sofrem abandono crescente e são risco de acidente nas estradas


Animal sofre 'concorrência' de avanços tecnológicos e são abandonados nas estradas do Nordeste (Foto: Honório Barbosa)

Avanços tecnológicos, modernização dos meios de produção e urbanização são alguns dos fatores apontados para tornar o jumento, símbolo da cultura nordestina, um animal anacrônico. Ambientalistas e defensores do animal afirmam que famílias rurais estão deixando de incluí-lo nas atividades domésticas e econômicas. Reflexo disso é o aumento do número de jumentos recolhidos nas estradas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) este ano.

De janeiro a junho, 6.655 animais foram resgatados pelo órgão. Segundo o Detran, destes, cerca de 90% são jumentos. No mesmo período do ano passado, o número de jumentos deixados nas CEs foi 3.267, e, durante todo o ano de 2016, foram 6.537 abandonos.

O abandono se reflete muitas vezes em acidentes nas estradas. Nas vias federais que cruzam o Ceará, foram 140 acidentes com atropelamento de animais em 2016, ocasionando a morte de cinco pessoas, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Neste ano, até 26 de junho, foram 84 acidentes com 36 feridos e duas mortes de pessoas.

Historicamente, o animal faz parte da construção das cidades do sertão, utilizado como força de tração na construção de barragens, açudes e estradas, conta o jornalista e ambientalista Eduardo Aparício. Para ele, “a cultura nordestina tem uma dívida enorme com o jumento”.


Leia a matéria completa AQUI