Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 25 de julho de 2017

IMAGENS FORTES: Estuprador é colocado em trilho e partido ao meio por trem de carga em São Paulo




Um homem de 51 anos, identificado como Benedito Aparecido do Amaral, foi colocado sobre a linha ferroviária e foi atropelado e partido ao meio pelo trem.
O homem era acusado de ter estuprado três crianças na cidade de Matão, no interior de São Paulo. A polícia estava a sua procura desde a semana passada.
 A suspeita é que a população, revoltada com o crime, tenha feito justiça com as próprias mãos. O caso ainda será investigado pela polícia.

Fonte: Literal News. com

ÚLTIMA HORA: Governo prepara plano de demissão voluntária para servidores



Medida permitirá um corte de cerca de R$ 1 bilhão com a folha de pagamento a partir do próximo ano.

O Ministério do Planejamento prepara um Programa de Demissão Voluntária (PDV) para os servidores públicos federais. A medida, estima o governo, permitirá um corte de cerca de R$ 1 bilhão com a folha de pagamento a partir do próximo ano.

Os detalhes do programa deverão ser publicados em um medida provisória a ser enviada ao Congresso nos próximos dias. Para estimular adesões, o governo pretende conceder 1,5 salário para cada ano trabalhado. Hoje há cerca de 500 mil servidores ativos.

Atualmente, a despesa com o funcionalismo consome cerca de R$ 284 bilhões do Orçamento e só perde para o pagamento de aposentadorias (cerca de R$ 560 bilhões).

Apesar de lançar o programa neste ano, a economia com o pagamento de salários só começará a valer no próximo ano. No entanto, o governo já deve incluir a previsão de redução dessas despesas na proposta de Orçamento de 2018 que será enviada ao Congresso no final de agosto. As informações são da Folhapress.