Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 23 de julho de 2017

'Tenho amor', diz homem que vendeu casa para cuidar de cães abandonados na Paraiba


Amor pelos animais fez Edimárcio Pereira vender a casa onde morava para cuidar de cães na zona rural de Monteiro (Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba)
Amor pelos animais fez Edimárcio Pereira vender a casa onde morava para cuidar de cães na zona rural de Monteiro (Fotos: Rafaela Gomes/TV Paraíba)

Edimárcio sempre gostou de animais, desde criança. Mas foi quando chegou à idade adulta que seu amor pelos bichos levou a uma decisão: ele vendeu a casa onde morava com a família, no município de Monteiro, no Cariri da Paraíba, e se mudou para a zona rural para conseguir cuidar com melhor condições de animais abandonados, que moravam nas ruas da cidade.

Conhecido como Neguinho dos Cachorros, Edimárcio Pereira, de 33 anos, hoje cuida de 28 cães em sua propriedade. Segundo ele, eram mais animais, mas, por falta de remédios, alguns acabaram morrendo.
Edimárcio cuida atualmente de 28 cães (Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba)
Edimárcio cuida atualmente de 28 cães.

“Não tenho dó, não tenho pena, tenho amor. Também já sofri muito, já morei na rua. Sei a necessidade de ter um endereço, ter um teto. Os bichinhos não falam. Não sabem dizer o que estão passando. Quando vejo um animal na rua, lembro como era ruim pra mim e me sinto obrigado a tirar da rua”, garantiu.

Edimárcio já cuidava dos animais abandonados quando morava na cidade. Porém, sem um lugar adequado para abrigar todos, resolveu se mudar. “Tinha a casinha da gente, que conseguimos com muito sacrifício, mas o espaço era pouco. Eu queria ter espaço e condições para abrigar todos os animais, cachorro, gato, jumento...”, brincou.

Mãe e filhos morrem em acidente de trânsito na cidade de Juazeiro do Norte



Uma mulher de 69 anos de idade e seus dois filhos, morreram na noite deste último sábado (22), em uma grave acidente de trânsito, no cruzamento das Avenidas Deputado Duarte Júnior com Virgílio Távora, bairro Aeroporto, neste Município, a 490 quilômetros de Fortaleza. Segundo testemunhas, o acidente teria sido ocasionado após um suposto “racha” entre dois veículos. 

De acordo com a Polícia, a aposentada Maria Angelita da Silva, e sua filha, a professora Socorro Lucilene Marques Silva, 41 anos, tiveram morte imediata. Ambas ficaram presas às ferragens. Elas seguiam num veículo Gol, de placas HVD-2798, que era conduzido pelo segundo filha de Angelita, o jovem Gleyson Wesleu Soares Rocha. Ele foi socorrido por um equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional do Cariri (HRC), no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de ingressar no centro cirúrgico. 

O trio teria sido atingido por um veículo Passat Villace, de placas BRL-9761 (inscrição de Natal-RN), que trafegava pela Avenida em alta velocidade, num suposto “racha” – corrida ilícita praticada em áreas urbanas, também conhecida popularmente como “pega”. O condutor, que ainda não teve seu nome divulgado, está internado, em estado grave.
 

Fonte Diário do Nordeste