Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 30 de julho de 2017

Em Fortaleza, Homem é executado na Praia de Iracema e tiros causam pânico e correria


Segundo o sargento Edilberto, do BPtur, o suspeito chegou a atirar contra um dos PMs, mas a arma falhou (Foto: Reprodução)

Um homem foi morto e uma mulher ferida na Praia de Iracema, em Fortaleza, durante um tiroteio na noite deste último  sábado (29), no trecho conhecido por Praia dos Crush, por volta das 19h45. Os tiros causaram pânico e correria das pessoas que estavam no local e buscavam um local seguro.

Segundo o sargento Edilberto, do Batalhão de Policiamento Turistico (BPtur), ao ouvirem os disparos, ele e outro PM correram ao local e avistaram um homem com arma em punho e o outro baleado. Ainda de acordo com o sargento, o suspeito chegou a atirar contra um dos PMs, mas a arma falhou. O atirador se chama Jefferson, apelidado de Gegê. Ele tem 18 anos e foi preso em flagrante e encaminhado ao 2º distrito Policial. Segundo a PM, ele tem antecedentes criminais. As informações são do Diário do Nordeste

A vítima, Francisco Wildson Silva, foi atingida no tórax, no pescoço e teve múltiplas lesões. Uma mulher que o acompanhava, cujo nome ainda não foi divulgado, também foi baleada e encaminhada ao Frotinha da Parangaba. Uma das supeitas é que o crime tenha sido acerto de contas.

Pelo menos 5 viaturas da Polícia Militar foram ao local. Várias equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram acionadas e prestaram socorro ao baleado, que não resistiu aos ferimentos.

Pesquisadores da Fiocruz desenvolvem nova metodologia para tratamento do câncer


fiocruz
A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) desenvolveu uma nova metodologia, inédita no mundo, para o tratamento do câncer. Análises feitas pelo Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS), responsável pela aceleração de processos de inovação na área, permitiram traçar o perfil molecular do tumor e do tecido saudável de cada indivíduo.

Segundo a instituição, com base no estudo, a escolha de medicamentos relevantes para cada paciente será favorecida, minimizando-se os efeitos colaterais e facilitando o tratamento personalizado da doença.

A iniciativa teve seu potencial reconhecido pelo edital Apoio ao Empreendedorismo e Formação de Startups em Saúde Humana do Estado do Rio de Janeiro, da Federação de Apoio à Pesquisa (Faperj), e ganhou o investimento inicial para que chegue à população. O projeto é inovador, e não há concorrente no mercado para esse tipo específico de diagnóstico, diz a instituição.

“A proposta da Fiocruz permite a indicação de uma terapia mais precisa, o que significa, em termos de benefícios diretos, mais chance de cura, menos efeitos colaterais e melhor sobrevida para os pacientes", diz Nicolas Carels, especialista em bioinformática da fundação, ao citar benefícios da nova metodologia. Carels ressaltou que as terapias atuais são muito agressivas. "Além disso, a economia representada pela escolha adequada do medicamento pode ser revertida para ampliar o acesso da população ao tratamento”, acrescentou.

O método foi desenvolvido para ser aplicado a pacientes com qualquer tipo de câncer e testado em linhagens celulares tumorais e não tumorais, com resultados de máxima eficiência para o câncer de mama,informou Tatiana Tilli, especialista do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde, que divide o desenvolvimento da metodologia em bioinformática.

“Indiretamente, representa uma economia financeira substancial para o gestor hospitalar em termos de despesas com efeitos colaterais, novas internações e ciclos longos de tratamento. Isso é parte da inovação em saúde que estamos propondo”, disse Tatiana.

O novo tratamento não beneficia apenas os pacientes com medicamentos mais específicos para cada caso, mas também os médicos, a equipe médica, os gestores e os laboratórios farmacêuticos, destacou o coordenador-geral do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde da Fiocruz, Carlos Medicis Morel.

Para Morel, a mudança de paradigma com o primeiro edital da Faperj para investimento em inovação e startups é motivo de comemoração. Startups são empresas, geralmente de tecnologia, que começam a operar no mercado. "A tecnologia é objeto de empreendedorismo, de investimentos e parcerias públicas e privadas, e a missão do CDTS/Fiocruz é levar o novo conhecimento gerado pela pesquisa e desenvolvimento tecnológico até a população.”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que os casos de câncer no mundo poderão chegar a 27 milhões até o ano de 2030. O câncer de mama, o mais comum em mulheres, representa cerca de 25% do total de casos da doença. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) é responsável por 70% do tratamento realizado para todos os tipos de câncer.

Show da dupla Simone e Simaria nos EUA termina em confusão


Simone e Simaria
Um show da turnê da dupla Simone e Simaria em Miami, Estados Unidos, acabou em confusão na noite deste sábado. Segundo o jornal Extra, a apresentação terminou antes da hora por conta de pelo menos oito brigas no local do evento, no River Yacht Club. Após a polícia ser acionada, a apresentação foi interrompida sem que as cantoras pudessem se despedir. As informações são do Diário do Nordeste.

Houve ainda reclamações do público em relação a organização do evento. Além da superlotação e do atraso, o som falhou logo nas primeiras músicas, levando Simone e Simaria a improvisarem no estilo acústico.

A assessoria de Simone e Simaria confirmou a confusão. "Faltando quinze minutos para o encerramento do show, a polícia adentrou o local e obrigou o término imediato da apresentação, impedindo até que as cantoras se despedissem do público. A produção de S&S tentou impedir que isso ocorresse, já que a casa tinha a liberação de funcionamento até as 2h, mas os próprios policiais se dirigiram até a mesa de som e desligaram os equipamentos".