Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Decretos assinados por Eunício Oliveira liberam obras de combate à seca no Ceará

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), lembrou, nesta quinta-feira (20), o período à frente da presidência da República, quando usou o cargo para tirar do papel projetos antigos de combate à seca no Estado. Na ocasião, Eunício assinou decretos para a desapropriação de terra para a construção do Lago das Fronteiras, em Crateús, e para iniciar os estudos técnicos para a construção do açude do Barbosa, em Lavras da Mangabeira.

“Nesse período, assinei o decreto que garante recursos para a desapropriação de terras para o início das obras do açude tão esperado, Lago de Fronteiras. Uma demanda bastante antiga que já estava há 28 anos nas gavetas e será fundamental para a segurança hídrica do nosso querido Ceará”.

“Tive a honra de assinar o decreto que determinou ao Dnocs a realização de todos os estudos e procedimentos para a construção do açude do Barbosa na minha querida Lavras da Mangabeira”.

Eunício assumiu a presidência da República devido a viagens simultâneas do presidente Michel Temer à Alemanha e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, à Argentina.

Casos de meningite em 2017 já superam 2016 no Ceará


No primeiro semestre de 2017, os casos de Meningite Meningocócica no Ceará já ultrapassam o que foi registrado ao longo de todo ano de 2016. Até o último dia 8 de julho, a Secretaria da Saúde do Estado confirmou 24 casos da doença, 4 a mais que em todo ano passado. Os dados estão no último boletim divulgado pela sesa. Apesar aumento, este médico infectologista, acredita que a situação esteja sob controle.

"Apesar dos casos, a situação não pode ser considerada uma epidemia. Os casos estão sob controle como no ano passado", diz Robério Leite, infectologista infantil.

O índice de letalidade, ou seja, o percentual de pessoas que morrem de meningite caiu de 35% em 2016 para 29% em 2017. Mesmo assim o percentual ainda é elevado. Por isso, é importante ficar atento aos primeiros sinais de alerta porque quanto mais cedo a doença for tratada, maiores são as chances do paciente.

Os sintomas iniciais são:
-Febre alta
- Dor de cabeça
- Vômitos
- Manchas vermelhas no corpo
- E rigidez no pescoço

Pedro sobreviveu a meningite. Ele teve a doença com cinco anos de idade e lembra até hoje do período em que precisou ficar hospitalizado. Pra ele e pra família, a cura sem sequelas foi um verdadeiro milagre. "Eu e minha família temos certeza que foi um milagre devido a gravidade da doença", diz Pedro Freitas, editor de vídeo. 


Fonte Cnews