Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Polícia Civil apreende mais de 80 kg de maconha e armas de fogo

Quatro pessoas foram presas durante a ação, na praia do Icaraí, em Caucaia.
Uma megaoperação realizada pela Polícia Civil no último domingo (9), em Caucaia, resultou na apreensão de mais de 80 quilos de maconha e de quatro armas de fogo.

O material estava com um grupo vindo do Rio Grande do Norte, que planejava atacar instituições financeiras no Ceará. Além das apreensões, quatro pessoas foram presas e levadas até a Delegacia de Roubos e Furtos, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Foram presos: Francisco Magno da Silva, que seria o líder do bando; Leomar Xavier Costa; Lívio Luís de Araújo Silva e Gabriel Alves Girão. Ao todo, foram apreendidos 82 quilos de maconha, três pistolas e uma arma de grosso calibre.

Fonte: Cnews

BOMBA: Jacó Barata Filho prepara delação premiada entregando políticos do Ceará

O empresário tem provas, segundo confessou ao Ministério Público Federal, incontestáveis sobre o pagamento de propina em trocas de vantagens em seus negócios.
Preso no Rio de Janeiro quando tentava embarcar para Portugal, o empresário Jacó Barata Filho estaria decidido a fazer delação premiada e entregar a relação dos políticos beneficiados por ele e suas empresas de ônibus, que inclui a Expresso Guanabara, com o pagamento de propina.

O alvo prioritário das delações de Jacó Barata Filho será o estado do Rio de Janeiro e seus políticos: Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Garotinho, Pezão e Jorge Piciani. Mas, os depoimentos tendem a se estender para outros estados, como o Ceará, onde o grupo empresarial de Barata Filho é hegemônico no ramo de transportes urbano, intermunicipal e interestadual no Nordeste.

Essa revelação sobre a decisão de Jacó Barata Filho fazer delação premiada promete tirar o sono de políticos poderosos do Ceará, de acordo com jornal O Globo. Jacó Barata Filho tem provas, segundo confessou ao Ministério Público Federal, incontestáveis sobre o pagamento de propina em trocas de vantagens em seus negócios.

Fonte: Cearanews7

Polícia Civil apreende mais de 370 quilos de maconha após investigações



Mais de 370 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) dentro de uma sorveteria localizada no bairro Pirambu – Área Integrada de Segurança 8 (AIS 8) de Fortaleza. A ofensiva se deu na noite desse domingo (09) e resultou de investigações desenvolvidas por policiais civis do 7º Distrito Policial. Durante as diligências, os policiais efetuaram as prisões de um homem e uma mulher, flagrados no imóvel onde o entorpecente estava armazenado. 

De acordo com o delegado Paulo André Maia, titular do 7º DP, os policiais receberam denúncias anônimas sobre a chegada de um carregamento de maconha na região, então, passaram a diligenciar. Os trabalhos investigativos levaram os agentes de segurança a uma sorveteria que fica na Rua Pedro Artur – local do esconderijo da maconha. Ao todo, mais de 370 quilos do entorpecente estavam divididos em 12 fardos com 24 tabletes cada e armazenados no banheiro do imóvel. Ainda segundo Paulo André, as apurações indicam que a sorveteria também funcionava como ponto de venda de drogas.
Acusados
No local, os policiais prenderam um homem identificado como Davi da Silva de Freitas (39), natural de Boca do Acre, no estado do Amazonas; e Vitoria Barros Gomes (19), cearense natural do município de Maracanaú - ambos sem antecedentes criminais no Ceará. Eles foram presos pela guarda do entorpecente e autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Vitoria é companheira do suspeito apontado pela Polícia como proprietário da maconha e chefe do esquema criminoso. Sheldon Luiz de Castro Ângelo (36), que é natural de Rio Branco, no Acre, possui dois mandados de prisão em aberto por tráfico, expedidos pelas cidades de Fortaleza e Caucaia. Considerado foragido, ele é procurado pela Polícia. Davi residia com o casal no imóvel vistoriado.

A droga, juntamente com o casal capturado, foi encaminhada para o 7º DP, que dá continuidade às investigações sobre o fato. A população também pode auxiliar nos trabalhos policiais. Caso alguém tenha informações sobre o paradeiro de Sheldon Luiz, denúncias podem ser feitas para o disque denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), pelo número 181; para o 3101-2232, que é o telefone do 7º DP; ou para o (85) 9.8949-5645, que é o WhatsApp da unidade. O sigilo é garantido.

Fonte: Site Polícia Civil Ceará