Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 8 de outubro de 2016

Petrobras decide fechar usina de biodiesel no Ceará em novembro

A Petrobras informou nesta sexta-feira (7) que decidiu fechar a usina de biodiesel de Quixadá, no Ceará, no dia 1º de novembro. A decisão já foi comunicada a empregados, sindicatos, clientes e fornecedores e, segundo a estatal, está em linha com os planos de sair do setor de biocombustíveis.

"Considerando que de acordo com as projeções, não haveria uma solução para a usina em curto prazo e sem novos investimentos, o Conselho de Administração da Petrobras Biocombustível optou por encerrar a produção de biodiesel no Ceará e, assim, focar recursos em projetos com maior rentabilidade", disse a empresa, em nota.

A desmobilização das operações levará cerca de seis meses. Os empregados da unidade serão realocados em outras operações da estatal. Em março deste ano, a usina de Quixadá já havia reduzido seu quadro de funcionários, demitindo alguns terceirizados e transferindo outros trabalhadores. Segundo dados de fevereiro, a usina operava normalmente, até então, com 164 funcionários em todos os turnos.

Plano de desinvestimento

As operações das unidades de Montes Claros (MG) e Candeias (BA) serão mantidas, enquanto a companhia busca alternativas para essas unidades. No plano de negócios divulgado no mês passado, a estatal anunciou que sairá do negócio de biocombustíveis. A ideia é tentar vender as unidades.

Criada em 2008, a Petrobras combustíveis vem dando seguidos prejuízos à estatal. Em 2015, a perda foi de R$ 955,8 milhões.

Histórico da usina

A usina de biocombustíveis de Quixadá foi inaugurada em agosto de 2008, mas só começou a operar em setembro daquele ano. Um ano antes, em 2007, o então presidente Lula chegou a apontar a mamona, que seria a matéria-prima do equipamento, como a salvação de muitos agricultores do sertão, o que nunca aconteceu.

A baixa produção dos agricultores locais, inclusive, foi um problema desde o início, já que muita gente não acreditava que o modelo de negócio fosse dar certo, e que o plantio de cultivo de oleaginosas, em substituição aos produtos com os quais os agricultores já cultivavam para sustentar a família, fosse se tornar algo rentável.

O descrédito por parte dos agricultores fez com que a produção inicial ficasse em torno de 1% do que era esperado para que a Usina iniciasse sua produção. Com o tempo, a produção cearense de biodiesel até que chegou a crescer, avançando, por exemplo, 17% ao longo de 2015, mas a mamona nunca saiu do limbo. Com a Petrobras em crise e a pouca rentabilidade do equipamento, entretanto, o fim das atividades da usina era questão de tempo.

Diário do Nordeste

Bandidos explodem carro forte

Bandidos explodem carro forte
Um carro forte foi alvo de bandidos na manhã desta sexta-feira (7), na altura do Povoado Gaturiano, em Dom Expedito Lopes, município vizinho a Picos. De acordo com o ex-comandante do 4º BPM de Picos, tenente coronel Wagner Torres, a ação foi realizada por uma quadrilha de quatro homens armados e vestidos com fardas. Os bandidos utilizaram armamento de grosso calibre e dinamite. Mas, apesar da violência da abordagem, não há feridos. Ainda segundo informações de Wagner Torres, a quadrilha fugiu em uma caminhonete S10, branca ou prata, em direção a Teresina. Todo o dinheiro do carro forte foi levado, mas os números ainda não foram divulgados. A Polícia Militar de toda a região está em alerta, conforme Torres, que atualmente chefia o Comando de Policiamento da Capital. Carro forte dinamitado – Foto: Reprodução/WhatsApp Grande Picos

Pescadores matam jacaré em Crateús


Um homem foi flagrado pela polícia na manhã desta sexta-feira (07/11), carregando um animal jacaré nas costas em Crateús. O homem foi conduzido a delegacia, e o animal ficou apreendido. O animal vivia próximo a ponte do 40º Batalhão de Infantaria, e o homem afirma não ser autor da morte do animal, ou seja, havia encontrado o jacaré morto. O homem foi liberado logo em seguida.

 Fontes: Sertões de Crateús