Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Marcelo Crivella é eleito prefeito do Rio de Janeiro

Bispo licenciado da Igreja Universal, o senador Marcelo Crivella (PRB) venceu a disputa para a prefeitura do Rio de Janeiro. Com 88,08% das urnas apuradas, Crivella atingiu 59,07% dos votos válidos e não pode ser mais alcançado por Marcelo Freixo (PSOL), que tem 40,93%.

Essa é a terceira vez que Crivella disputa a prefeitura carioca. Engenheiro civil, com pós-graduação na Universidade de Pretoria, em Joanesburgo, África do Sul, também concorreu ao governo estadual em 2006 e 2014. Começou a trabalhar aos 14 anos como auxiliar de escritório e foi taxista. Ficou oito anos no Exército, foi professor universitário e servidor público.

Com 59 anos, Crivella nasceu na capital fluminense e é filho único de pais católicos. Em 2002, foi eleito para o Senado com mais de 3 milhões de votos. Foi reeleito para o período 2011 a 2019. No governo de Dilma Rousseff, foi ministro da Pesca e Aquicultura. O político publicou contos de cunho religioso e um livro sobre projeto que torna produtivas terras abandonadas pelo governo federal, na cidade de Irecê (BA).

Casado com Sylvia Jane há 36 anos, é pai de três filhos e tem dois netos. Crivella chegou a ser considerado um dos principais intérpretes do gênero gospel no Brasil, com cerca de 16 álbuns musicais gravados. 

Abstenções

Até o momento, as abstenções representam 26,96% dos votos (1.160.633). Somadas aos votos brancos (130.652) e nulos (504.387) superam o total de votos recebidos pelo primeiro colocado. Crivella obteve, até o momento, 1.482.136 de votos. 

Para um candidato ser eleito, são contabilizados os votos válidos.

Fonte: Agência Brasil

ROBERTO CLÁUDIO É REELEITO EM FORTALEZA



Com 100% das urnas apuradas, Roberto teve 53,57% e Wagner 46,43%. Veja histórico da campanha e principais propostas para o segundo mandato.
Roberto Cláudio, do PDT, foi reeleito neste domingo (30) prefeito de Fortaleza para o segundo mandato. 

Roberto Cláudio se candidatou a reeleição à Prefeitura de Fortaleza com o deputado federal Moroni Torgan (DEM) como candidato a vice. Roberto Cláudio reuniu o maior número de partidos na coligação “Fortaleza Só Tem a Ganhar”, com 18 siglas no total (PDT - PP - DEM - PEN - PSC - PSDC - PRTB - PTC - PPS - PTN - PPL - PSL - PV - PTB - PSD - PROS - PMB - PCdoB). Ele teve apoio dos Ferreira Gomes, Cid e Ciro.

No segundo turno, os embates e as trocas de acusações entre os candidatos se intensificaram. Entre os pontos mais discutidos estiveram a distribuição de medicamentos nos postos de Fortaleza, a possibilidade de armar a Guarda Municipal, passe livre estudantil, a qualidade da merenda escolar, e a discussão entre Uber e taxistas.

Durante este domingo, Roberto Cláudio acompanhou a apuração em casa e depois seguiu para o comitê da campanha, no Bairro Cocó.

Perfil
Roberto Cláudio Rodrigues Bezerra nasceu no dia 15 de agosto de 1975, em Fortaleza. É casado e tem duas filhas. É formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e tem mestrado e PHD em saúde pública pela Universidade do Arizona (EUA), com foco no planejamento e na avaliação de políticas de saúde pública, especialmente no Programa de Saúde da Família (PSF).

Foi eleito deputado estadual em 2006. Em seu primeiro mandato, foi vice-líder do governo na Assembleia Legislativa e presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia. Em 2010, foi reeleito deputado estadual. No ano seguinte, em 2011, foi eleito presidente da Assembleia Legislativa, para o biênio 2011-2013.

Em 2012, Roberto Cláudio saiu do legislativo para concorrer à Prefeitura de Fortaleza, e foi eleito no segundo turno, em disputa com o petista Elmano de Freitas. Ele venceu como candidato do PSB, mas no ano seguinte, em 2013, mudou para o recém-criado Pros junto com os irmãos Cid e Ciro Ferreira Gomes. Em setembro de 2015, RC se filiou ao PDT.

Propostas
Em seu projeto de governo, Roberto Cláudio explorou como destaque propostas para as áreas da saúde, educação e mobilidade. O candidato do PDT promete concluir a obra do IJF 2, abrir 110 novos leitos com a ampliação do Hospital da Mulher Zilda Arns; criar 346 novos leitos na rede hospitalar de Fortaleza, implantar novo sistema de distribuição de medicamentos e construir mais três policlínicas, criando a Rede de Policlínicas.

Na educação, prevê a construção de mais 20 escolas em tempo integral, mais 40 creches e três novos Cucas. Outros planos incluem construir mais 30 Areninhas, circuito cultural nas praças de Fortaleza, requalificação (reforma e nova iluminação) de mais 200 praças e Criação de programa de manutenção permanente das praças.

Para mobilidade, quer garantir 100% dos ônibus com ar-condicionado e wi-fi gratuito; fazer mais 150 quilômetros de ciclofaixas e ciclovias; implantar mais 130 quilômetros de corredores exclusivos de ônibus; implantar mais 120 estações do Bicicletar; implantar mais 12 estações do Bicicleta Compartilhada.

Outras propostas incluem despoluição da orla de Fortaleza, da Barra do Ceará ao Rio Pacoti; entregar mais 13 mil unidades habitacionais e 20 mil novos papéis da casa; colocar iluminação branca ou de LED em 100% das ruas de Fortaleza; ampliação dos programas de geração de emprego e renda, aumentando o valor do valor financiado; criação de novo sistema de vigilância em espaços como creches, escolas, praças e areninhas; drenagem e urbanização para mais 60 comunidades; convocar e treinar mais mil guardas municipais.

Com informações do G1