Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

ESTE SABONETE PODE CAUSAR CÂNCER E QUASE TODO MUNDO USA


Hoje em dia, boa parte das pessoas usa sabonetes antibacterianos no dia a dia para higienizar a pele.
O problema é que a maioria desses sabonetes contém uma substância altamente nociva, capaz de produzir em nós problemas muito graves, como o câncer.

E, por falta de informação, as pessoas não têm noção e abusam do consumo de produtos que contém tal substância.

Nós estamos do triclosan. Seu sabonete contém essa perigosa substância?

O problema é que não só sabonetes, mas diversos produtos são produzidos com esse veneno.

Infelizmente o triclosan é utilizado em uma grande variedade de produtos: sabonetes, pastas de dentes, sabonetes bactericidas, desodorantes, sabão para lavar roupas, perfumes, objetos de primeiros socorros com função antimicrobiana, roupas, sapatos, carpetes, plásticos próprios para serem utilizados em alimentos, brinquedos, roupas de cama, colchões, adesivos, em equipamentos como ar-condicionado, tintas, mangueiras de combate a incêndios, banheiras, equipamentos de produção de gelo, borrachas, escova de dente.

Pensa que a lista acabou? Não!

O triclosan também é utilizado como pesticida.

No Brasil, a substância é regulada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a máxima concentração autorizada em produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes é de 0,3%.

"Ah, mas 0,3% é muito pouco, não apresenta risco!", dirão alguns.

O problema é que o triclosan está sendo utilizado em uma grande quantidade de produtos e a exposição está sendo cada vez maior e constante.

O maior risco, sem dúvida, é o do uso desnecessário de sabonetes produzidos com ele, aumentando em muito esse contato.

E mais, o problema do triclosan também está relacionado à falta de informação sobre os riscos associados ao seu uso indiscriminado.

Isso é sério, pois estamos condicionados a utilizar produtos com triclosan o tempo todo, sem a real necessidade e sem limites, e ninguém adverte sobre isso.

Há muitas pesquisas que provam que o triclosan propicia o aumento da resistência bacteriana.

De uma forma simplificada, significa que o uso de produtos que contenham o triclosan pode fazer com que as bactérias que queremos eliminar se tornem cada vez mais resistentes.

Isto é, o triclosan contribui para o surgimento das temíveis superbactérias, altamente resistentes e mortais.

E pode contribuir também para a resistência a antibióticos, trazendo nefastas consequências para a saúde humana.

E mais uma consequência: é possível que, após deixar de usar um cosmético que contém triclosan como principal ingrediente, o efeito causado seja o agravamento daquilo que se quer evitar.

Por exemplo, no caso dos desodorantes, o mau odor na área das axilas será mais forte, já que as bactérias tornaram-se resistentes e agora em maior número.

Mas o pior do triclosan ainda está por vir: a substância, que também é um pesticida, pode afetar o sistema hormonal do corpo, principalmente os hormônios da tireoide, que regulam o metabolismo.

E pesquisadores do Estado da Virginia, nos Estados Unidos, concluíram que o uso de sabonetes antibacterianos e de outros produtos com triclosan pode expor as pessoas a quantidades significativas de clorofórmio.

O que ocorre é que, quando o triclosan, presente em muitos sabonetes, reage com o cloro da água corrente, forma-se o clorofórmio.

E a Agência de Proteção Ambiental dos EUA classifica o clorofórmio como uma provável causa de câncer.

O QUE FAZER

O primeiro passo é procurar diminuir essa exagerada exposição ao triclosan.

Olhe o rótulo do seu sabão/sabonete.

Contém triclosan?

Substitua por outro mais natural.

Já existem no mercado produtos que, em vez do triclosan, utilizam antimicrobianos naturais, como os óleos essenciais de alecrim, pitanga, cravo-da-índia, camomila e canela.

O bicarbonato de sódio é outra boa opção, tanto para fins cosméticos como para higiene.

Essa dica não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Fonte: curapelanatureza

BALA, SANGUE E DOIS MORTOS DURANTE CONFRONTO COM POLÍCIA MILITAR DE TAUÁ/CE


Antônio Agildo Teixeira e Francisco Ariel Cruz Pedroza, 26 e 29 anos respectivamente, naturais de Mombaça e que residiam na localidade de Bom Jesus, zona rural daquele município, tombaram sem vida durante confronto com policiais da Força Tática de Apoio do (FTA) do 13º BPM de Tauá. O confronto aconteceu após um assalto praticado pela dupla em uma fazenda da região do Distrito do Carrapateiras em Tauá. A identificação dos corpos foi divulgada na tarde desta quarta-feira, 26.
O assalto aconteceu na manhã desta quarta-feira (26), na Fazenda Nova Floresta, no citado Distrito. Uma das vítimas identificada por Doralice que trabalha com a venda de milho, estava em sua residência quando foi abordada pelos assaltantes que chegaram numa motocicleta Bros de cor vermelha, ano 2010, de placa NUX 4100, com inscrição de Mombaça-CE, ambos armados de revólveres calibre 38.
Revólveres usados pelos assaltantes e dinheiro das vítimas recuperado
"Eles chegaram dizendo que pretendiam comprar 20 sacas de milho, e em seguida anunciaram o assalto", contou Doralice à reportagem.

No momento em que os meliantes abordaram a dona da casa, um cunhado da mesma identificado por Francisco, chegava na residência e também foi rendido pelos meliantes que a exigiam dinheiro das vítimas e se apoderaram de uma quantia superior a R$ 2 mil reais e um telefone celular. "Fui obrigado a deitar no chão e fiquei sobre a mira de armas, sendo a todo instante ameaçado pelos bandidos", disse seu Francisco ao ser entrevistado pela reportagem da Rádio Difusora.

Enquanto se desenvolvia o assalto um filho da dona da casa identificado por Hugo, chegava no local em um carro Fiat Strada, e a chegada do rapaz deixou os meliantes assustados que fugiram do local levando o dinheiro e um celular das vítimas.

Após a fuga, as vítimas acionaram a Polícia e imediatamente uma composição da FTA, composta pelos policiais Teixeira, Wilker, Bruno Oliveira e Luís Júnior, saíram no encalço dos bandidos que seguiam em direção ao Distrito de Inhamuns.

O confronto

Entre as localidades de Castelo e Assentamento 1º de Setembro os assaltantes foram localizados pela Polícia, houve troca de tiros e os dois meliantes tombaram sem vida em uma estrada vicinal no limite dos Distritos do Carrapateiras e Inhamuns.

A viatura policial também foi atingida com um tiro no parabrisas dianteiro, com o projétil atingindo o encosto do banco do motorista que por sorte não foi atingido.

Com os mesmos a Polícia recuperou todo o dinheiro do assalto, R$ 2.460,00, um celular pertencente a uma das vítimas, a motocicleta em que eles empreendiam fuga e dois revólveres calibre 38, com capacidade para 6 tiros, sendo que uma das armas tinha 4 munições deflagradas e a outra três.

Confirmada a morte dos assaltantes o rabecão do IML e a Perícia Forense de Tauá foram acionados e os corpos foram conduzidos para o Núcleo de Perícia Forense dos Inhamuns.

No início da tarde, os policiais que participaram da diligência, compareceram na 14ª DP de Tauá, entregaram os objetos encontrados com os assaltantes e prestaram esclarecimentos sobre a operação que resultou na morte dos bandidos.

Relembre a notícia! Dupla já havia sido presa em Abril pelo FTA em Tauá

Uma equipe da Força Tática de Apoio, do 13º Batalhão de Polícia Militar de Tauá, composta pelos policiais Teixeira e Bruno, prendeu no início da tarde de quarta-feira, 27 de abril, um trio acusado da prática de vários assaltos na cidade, segundo informou o Cel. Sérgio, que também participou da operação, realizada na Rua Projetada B, no Bairro Bezerra e Souza.

Segundo as primeiras informações, os assaltantes trabalhavam como pedreiros e serventes durante o dia e praticavam os assaltos a noite.

O policial militar Teixeira, do FTA, disse que na residência foram apreendidas duas motos, uma Honda Brós, cor vermelha, placa NUX 4100-Mombaça e uma Honda Titan 124, envelopada também na cor vermelha, placa HXR 5551-Tauá, dois revólveres, munição, celulares, vestes usadas nos assaltos, dentre outros objetos. Eles são acusados de assaltar pelo menos dois postos de combustíveis, mercantil O Valmir e pessoas que manuseavam smartphones pela cidade.

O trio foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para o aprofundamento das investigações.

Com informações do Blog do Wilrismar