Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Corpo 'concretado' era de jovem desaparecida em Piracicaba, diz laudo


corpo encontrado "concretado" na parede de um imóvel em construção, em Piracicaba (SP), é da jovem Jéssica Miranda Flores, de 22 anos, que estava desaparecida desde setembro, segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG). O laudo foi feito pelo exame da arcada dentária da vítima porque o estado de decomposição avançado do cadáver impossibilitava a identificação.

Os familiares da vítima vão prestar depoimento para chegar ao autor do crime, segundo a polícia. A causa da morte também será investigada após laudo necroscópico, de acordo com o delegado Fernando Dultra, da DIG de Piracicaba.
O imóvel em construção onde o cadáver estava fica na Rua Mello Ayres, no bairro Vila Cristina. O forte odor no local chamou atenção dos vizinhos, que chamaram a polícia. A jovem morava a cerca de quatro quadras da casa onde o cadáver foi encontrado.
A jovem foi dada como desaparecida em 9 de setembro de 2016 e, segundo boletim de ocorrência feito pela mãe de Jéssica, ela era usuária de drogas. Em novembro de 2015, a vítima registrou denúncia de estupro. No documento, entretanto, não há indicação de possível suspeito do crime. O enterro do corpo de Jéssica foi realizado na terça-feira (11) em Torrinha (SP).
O caso

Segundo informações da Polícia Civil, os moradores próximos ao local onde a jovem estava "concretada" ligaram para o Centro de Informações da Polícia Militar (Copom) no dia 23 de setembro. No local, os policiais notaram que o corpo estava em avançado estado de decomposição no subsolo da construção.

Conforme boletim de ocorrência, a parte inferior do corpo estava enterrada no chão e a parte superior encostada em uma mureta, escondida por um cobertor.
Fonte: G1

Justiça do DF aceita denúncia, e Lula se torna réu pela 3ª vez


A Justiça do Distrito Federal aceitou, nesta quinta-feira (13), denúncia penal contra s contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o sobrinho da primeira mulher dele, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e outras oito pessoas.

Com a decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, o ex-presidente se torna réu pela terceira vez. Segundo informações do G1, eles são acusados de fraudes em contratos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
De acordo com o Ministério Público Federal, o ex-presidente agiu junto ao banco e a "outros órgãos de Brasília" para favorecer Odebrecht em obras realziadas em Angola. Em resposta, a empreiteira teria pago montantes que chegam a R$ 30 milhões aos envolvidos. Ministério Público pede a condenação do ex-presidente por organização criminosa e lavagem de dinheiro
Na opinião do juiz, análise prévia dos dados indica que os acusados cometeram os crimes. "É o caso desta peça acusatória, que demonstrou até agora a plausibilidade e a verossimilhança das alegações em face da circunstanciada exposição dos fatos tidos por criminosos e as descrições das condutas em correspondência aos documentos constantes do inquérito policial nº 1710/2015- SR/DPF/DF, havendo prova neste juízo perfunctório da materialidade e indícios das autorias delitivas", afirmou o juiz.
A defesa do ex-presidente não foi contatada pela reportagem do G1 para comentar o caso.
Fonte: Notícias ao Minuto

Gerente da Avianca no Cariri foi morto em assalto agora há pouco na Avenida Padre Cícero perto do Banco Itaú


Um caso de latrocínio foi registrado por volta das 13h30min desta quinta-feira na Avenida Padre Cícero, imediações do Banco Itaú (Santa Tereza) em Juazeiro do Norte. O gerente da base da empresa Avianca na região do Cariri, Marcelo José do Nascimento Morais, de 49 anos, tombou morto após ser alvejado com um disparo de revólver na costas praticamente à queima roupa.

Segundo testemunhas, ele conduzia um malote com dinheiro na direção do banco e, provavelmente, já estava sendo aguardado por dois homens em uma motocicleta. As informações são de que não houve reação já que um dos acusados efetuou o disparo e, quando a vítima caiu no solo, teve o malote retirado de suas mãos e a dupla fugiu na moto em alta velocidade.

Uma ambulância do SAMU esteve no local, mas os profissionais de saúde apenas constataram o óbito do gerente. Marcelo é natural de Brasília, onde sua família reside e já estava trabalhando há algum tempo em Juazeiro do Norte. Este foi o segundo homicídio do mês de outubro em Juazeiro e o 96º do ano no município. Na noite de ontem o comerciante Domingos Alves Borges, de 46 anos, foi assassinado em frente ao seu bar no bairro Aeroporto.
Fonte: Site Miséria