Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Indeferido: Raimundo Macedo desiste da candidatura em Juazeiro do Norte

Acuado por denúncias de irregularidades e amargando a quarta colocação nas pesquisas eleitorais, o prefeito Raimundo Macedo anunciou nesta terça-feira, em entrevista à rádio Vale FM, sua desistência de concorrer a reeleição pela Prefeitura de Juazeiro do Norte.

Raimundão alegou perseguições contra ele e familiares. Na semana passada ele havia paralisado a campanha e disse que decidira posteriormente com correligionários se renunciaria ou não. Raimundo disse que decidiu desistir da candidatura, “pois não valeria a pena dar continuidade, diante do quadro de perseguição e discriminação que ele e familiares estavam sofrendo”.

Ele frisou que está aguardando o julgamento do TRE de um processo, que segundo afirmou já tem parecer favorável da procuradoria, para anunciar oficialmente dua renuncia. “A decisão que já está concretizada no nosso coração nossa consciência. Estamos fazendo isso com tranquilidade responsabilidade, por entender que é melhor a paz e a minha e da minha família, do que me submeter a mais quatro anos de turbulência de ataques e criticas que com certeza não é essa a nossa vocação”, pontuou.

Em 22 de junho de 2015, Raimundo Macedo foi afastado da Prefeitura de Juazeiro do Norte por decisão do juiz Gucio Carvalho Coelho, atendendo pedido do Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião, MP acusou o prefeito de ato de improbidade administrativa.

De acordo com a decisão, Raimundo Macedo deveria ser afastado durante, pelo menos, 180 dias. Os representantes do Ministério Público instauraram o Inquérito Civil Público em 22 de abril de 2015 para apurar supostas irregularidades em uma desapropriação realizada pelo município de Juazeiro do Norte, bem como a realização de permuta de imóvel do município com imóvel da mesma empresa.

A decisão foi mantida pelo desembargador Carlos Alberto Mendes Forte, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). Em 5 de agosto, decisão do ministro Francisco Falcão, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, determinou o retorno do prefeito à função.

O filho de Raimundo, Mauro Macedo foi alvo da Operação Fratello que investiga fraudes e desvios de recursos públicos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste para a construção de shopping center no município de Juazeiro do Norte, no Ceará.

Na investigação, a auditoria do Ministério da Transparência constatou modificações no projeto da obra financiada e ampliação da operação de crédito original em mais de 100% do seu valor inicial. A Transparência indica que a obra estava parada, embora houvesse a previsão de conclusão do projeto para 2012, e que haviam sido desembolsados cerca de R$ 12 milhões a mais do que o efetivamente executado.

Foram detectadas, segundo a Transparência, irregularidades como superfaturamento de preços e pagamentos a empresas do mesmo grupo da empresa contratante da operação (sem a devida contraprestação dos serviços pagos); pagamentos a empresas de fachada; e utilização dos recursos do financiamento na execução de obras que não integravam o projeto. Foi identificada também ‘fragilidade no acompanhamento e no controle da operação de crédito’.