Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 17 de dezembro de 2016

Avaliação ruim do governo Temer cresce de 39% para 46%, aponta Ibope

Michel Temer
A avaliação negativa do governo do presidente Michel Temer (PMDB) aumentou para 46% em dezembro, mostra pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta sexta-feira (16). No levantamento anterior, realizado em setembro e divulgado em outubro deste ano, o porcentual dos que avaliavam o governo como ruim ou péssimo era de 39%.

A avaliação positiva do governo Temer caiu de 14% para 13% entre setembro e dezembro. A avaliação regular do governo do peemedebista também oscilou levemente para 35% em dezembro ante 34% na última pesquisa. Os que não souberam ou não responderam sobre a avaliação do governo representaram 6% dos entrevistados em dezembro, ante 12% em setembro.

A aprovação pessoal do presidente também piorou. Em dezembro, 64% dos entrevistados disseram desaprovar a maneira de Temer governar. Em setembro, esse porcentual era de 55%. Já os brasileiros que aprovam o jeito do presidente de administrar o País oscilou de 28% para 26% de setembro para dezembro. Outros 10% não sabem ou não responderam essa questão em dezembro, ante 17% em setembro.

A confiança da população no presidente também diminuiu. Em dezembro, 23% dos entrevistados disseram confiar em Temer, queda de três pontos porcentuais em relação ao levantamento de setembro (26%). Ao mesmo tempo, o porcentual dos que não confiam no presidente aumentou de 68% para 72% entre as duas pesquisas. Os que não sabem ou não responderam essa questão foram 5% em dezembro, ante 6% em setembro.

Temer x Dilma

A pesquisa traz ainda a comparação da administração Temer com o governo da presidente cassada Dilma Rousseff (PT). Em dezembro, o porcentual dos que avaliaram que o governo Temer é melhor do que o da petista diminuiu para 21%, ante 24% em setembro.

Ao mesmo tempo, os que consideram que o governo Temer é pior do que o da petista aumentou de 31% para 34% entre as duas pesquisas. Para 38% os dois governos são iguais, ante 42% na pesquisa anterior. Outros 3% não sabem ou não responderam em dezembro, ante 7% em setembro.

Dilma e Temer

A perspectiva para o restante do governo Temer também piorou, segundo a pesquisa. Aqueles que acreditam que a perspectiva é ruim ou péssima aumentaram de 38% para 43% entre setembro e dezembro, enquanto os que preveem que o governo será ótimo ou bom diminuíram de 24% para 18%.

Os que preveem que o governo Temer será regular oscilaram de 30% para 32% dos entrevistados. Outros 7% não souberam ou não responderam em dezembro, ante 8% na pesquisa anterior.

A pesquisa Ibope/CNI foi realizada de 1º a 4 de dezembro, antes do vazamento da delação premiada do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Claudio Melo, na qual ele citou Temer e ministros do governo. O levantamento ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de 2 pontos e o nível de confiança é de 95%.

Diário do Nordeste

Roberto Carlos e J.Lo lançam música romântica; ouça

roberto
Já dá para ouvir o dueto de Roberto Carlos e Jennifer Lopez. Os dois gravaram, em português, a canção "Chegaste". O aúdio oficial da música foi divulgado, nesta sexta-feira (16), no canal de J.Lo no YouTube.

A canção, uma balada sobre o encontro de um "amor sincero" e sem aviso, foi produzida por Julio Reyes Copello, cujo currículo inclui trabalhos com ícones latinos, como Alejandro Sanz, Ricky Martin e o brasileiro Alexandre Pires.

"Chegaste" fará parte do próximo álbum de estúdio da cantora, a ser lançado só no primeiro trimestre de 2017. Roberto e JLo gravaram a canção juntos, em um estúdio em Los Angeles (EUA). 

A música originalmente é de Kany García, cantora porto-riquenha. A versão em português foi criada pelo próprio Rei e também marca a primeira vez na qual J.Lo se arrisca a cantar na nossa língua. O videoclipe de "Chegaste" será lançado no especial de fim de ano de Roberto Carlos na TV Globo, no ar no dia 23 de dezembro.




Fonte Diário do Nordeste