Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 25 de dezembro de 2016

Honestidade: Desempregada acha carteira com R$ 3 mil e devolve ao dono


Uma mulher achou uma carteira no meio da rua com R$ 3 mil e documentos na cidade de Jacobina, região norte da Bahia. A situação ocorreu na sexta-feira (23). Para encontrar o dono, Valdecy dos Santos Oliveira pediu ajuda nas rádios e sites locais e conseguiu devolver a carteira. Desempregada há dez meses, Valdecy contou que encontrou a carteira no bairro Ladeira Vermelha, quando passava de moto. José Carlos Elias, proprietário da quantia, contou que o dinheiro foi arrecadado para uma festa festa de solteiros e casados do bairro da Serrinha, que ocorre todos os anos no feriado de natal. "Ele ficou muito feliz.

O que eu quero dizer para vocês que estão assistindo é que sejam honestos, porque no momento que eu vi aquela carteira cheia de dinheiro, desempregada, em momento nenhum eu pensei em pegar para mim", disse em vídeo gravado à reportagem. Como recompensa pela honestidade, José Carlos, que estava desesperado pela perda da carteira, deu R$ 100 e duas camisas da festa que ele organiza para Valdecy dos Santos.




Fonte G1

Na TV, Michel Temer diz que Brasil derrotará a crise em 2017


Na TV, Temer diz que Brasil derrotará a crise em 2017Em pronunciamento em cadeia de rádio e TV na noite de hoje (24), véspera do Natal, o presidente Michel Temer disse que o Brasil derrotará a crise em 2017. Ele destacou que os juros estão caindo e continuarão caindo no ano que vem. O presidente também disse que os empresários voltarão a investir e o desemprego vai cair. Durante a sua fala, Temer fez um balanço das suas ações em pouco mais de 100 dias como presidente e disse que está trabalhando para desburocratizar o Estado e atingir uma “democracia da eficiência”.

Em um pronunciamento focado em transmitir uma mensagem de otimismo, Temer abordou as medidas que o governo está adotando para tentar resolver a crise econômica. Ao defender as reformas, Temer disse que as mudanças nas estruturas do Estado é um “desafio complexo” e que buscará o entendimento por meio do diálogo. “Assumi definitivamente a Presidência da República há pouco mais de cem dias. Tenho trabalhado dia e noite para fazer as reformas necessárias para que o país saia dessa crise e volte a crescer”, disse.

O presidente disse que, nesse período, “muito já foi feito” e que os esforços resultaram na volta da inflação para dentro da meta estabelecida pela equipe econômica. Temer listou entre as iniciativas de sua gestão a aprovação da proposta da emenda à Constituição que limite os gastos públicos por 20 anos, a lei de transparência das estatais e a aprovação, na Câmara, da medida provisória que reforma o Ensino Médio.

“Tenho a perfeita consciência dos problemas do país e da missão que me foi dada. Os brasileiros pagam muitos impostos e pouco recebem em troca. Meu desafio é desburocratizar o Estado e melhorar a qualidade da administração pública. É o que eu chamo de democracia da eficiência”, disse.

Temer disse que ampliou em mais de R$ 8 bilhões o Orçamento da saúde e voltou a defender a proposta de reforma da Previdência, que estabelece a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria e o tempo mínimo de contribuição de 25 anos. “Estamos começando a reforma da Previdência, para que sua sagrada aposentadoria esteja garantida agora e no futuro”, disse.



Fonte Cnews

Ex-presidente do STF estuda ação contra extinção do TCM



A Associação dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) já encaminhou ao advogado Carlos Ayres Britto, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), toda a documentação relacionada ao caso da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). A decisão do fim do TCM foi sacramentada nesta semana pela Assembleia Legislativa, sob o manto de economia aos cofres do Estado.

Caberá a Ayres Britto estudar toda a matéria para ingressar com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin). Entre as questões passivas do debate jurídico, há o fato de servidores terem concurso público para um órgão, no caso o TCM, e, com a extinção, serem colocados à disposição de outro órgão – o Tribunal de Contas do Estado (TCE), sem previsão de cargo para fins de lotação.

Trata-se de um direito adquirido desses servidores desrespeitado pela emenda do deputado estadual Heitor Férrer (PSB), apoiada pelo Governo numa ofensiva aos conselheiros Chico Aguiar e Domingos Filho – que tentaram eleger Sérgio Aguiar (PDT) contra o atual presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque (PDT).

A expectativa é de que a Adin entre no início de janeiro, durante o plantão forense.

Fonte: Blog do Eliomar de Lima