Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 31 de dezembro de 2016

Primo de PM diz que embaixatriz ofereceu R$ 80 mil por morte de embaixador da Grécia

Embaixatriz, PM e primo tiveram a prisão decretada. Crime foi passional, diz polícia.
Eduardo Melo, primo do PM Sérgio Gomes, disse que, em depoimento, Brasil, Kyriakos Amiridis, lhe ofereceu R$ 80 mil pela morte do marido caso "nada desse errado", afirmou a Polícia Civil durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (30). Ela nega participação no crime.

O dinheiro não teria sido entregue.

Melo, Gomes e Françoise tiveram a prisão decretada sob a suspeita de participação na morte do embaixador. A polícia considera que o crime foi passional, pois a embaixatriz e o PM teriam um relacionamento amoroso.

O diplomata desapareceu na segunda-feira (26), quando saiu da casa da família de sua esposa, no município de Nova Iguaçu. Amiridis mora em Brasília e passava férias no Rio de Janeiro, onde foi cônsul-geral de 2001 a 2004.


O corpo do embaixador foi encontrado nesta quinta-feira (29) dentro de um veículo alugado embaixo de um viaduto do Arco Metropolitano, também em Nova Iguaçu.

Segundo fontes da DHBF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense), o PM teria confessado participação no crime ao ser confrontado com imagens dele entrando e saindo da casa onde Amiridis estava em Nova Iguaçu. Ele também acusa Françoise de ser a mandante do crime. Em depoimento, Sérgio Gomes teria dito ainda que o primo e outro homem teriam participado do crime.

O PM era responsável, segundo a polícia, em fazer a segurança da casa do embaixador, sobretudo quando o embaixador estava em Brasília. Ele tinha acesso privilegiado à residência e acabou envolvendo-se com Françoise.

A embaixatriz a firma que só no dia seguinte ao assassinato percebeu o sofá de sua casa "molhado", supostamente de sangue, e questionou o PM, que lhe teria contato sobre o homicídio.

Fonte: R7

Cientistas ALERTAM: "Enorme cratera descoberta no fundo do mar poderá desencadear o apocalipse no mundo"



Os cientistas emitiram um aviso arrepiante sobre uma enorme cratera na crosta terrestre, localizada no Mar Banda, que eles acreditam que poderia desencadear uma onda de terremotos cataclísmicos e erupções vulcânicas através do infame Anel de Fogo do Pacífico.

A cratera é descrita medindo aproximadamente 60.000 quilômetros quadrados e é cerca de 7 quilômetros de profundidade, tornando-se em torno do mesmo tamanho da ilha australiana da Tanzânia. Os cientistas afirmam que a cratera foi causada por um processo chamado de subdução que envolve o movimento de uma placa tectônica sob a outra. Isso faz com que uma placa tectônica se mova para baixo e se torne submersa no magma embaixo da crosta terrestre. Este rasgo seria um motivo de preocupação em si, mas os cientistas estão particularmente preocupados porque o Mar de Banda encontra-se com o Anel de Fogo do Pacífico, a área sísmica mais ativa em todo o mundo. Os freqüentes terremotos que ocorrem na proximidade da cratera podem levar a tremores incrivelmente violentos que podem afetar toda a enorme região que se encontra na infame linha de falha. Nos últimos anos, esta região tem experimentado uma ascensão fenomenal na atividade sísmica. Mais de cem pessoas foram mortas e 84 mil pessoas ficaram desabrigadas após um terremoto de 6,5 na escala de Richter no oeste da Indonésia no início deste mês. Este evento catastrófico veio quente nos saltos de um terremoto poderoso na área propensa a desastres de Fukushima, em novembro e a Austrália recentemente experimentou o maior terremoto em décadas. Teme-se que os elementos relativos aos pólos magnéticos da Terra e do enorme rasgo no Mar de Banda só poderia intensificar a frequência de incidentes como estes. A probabilidade da intensidade de desastres naturais em uma área tão vasta do mundo já é profundamente preocupante, mas isso é apenas uma parte do problema. Outro grande motivo de preocupação é a presença de centrais nucleares ao longo de falhas. O tsunami que atingiu a usina de Fukushima-Daiichi pode muito bem dar aos cientistas, engenheiros e decisores políticos um exemplo do que poderia vir a acontecer se a região experimentasse terremotos mais freqüentes e sem precedentes. A usina em Fukushima não foi construída para resistir a um terremoto que medisse mais de 7,9 na escala de Richter e foi pavimentada pelo terremoto que atingiu a área que mediu 9,0. A usina ainda não foi devidamente reparada e os pesquisadores internacionais estão convencidos de que o equipamento danificado está contaminando resíduos radioativos no oceano Pacífico. Os californianos têm uma causa particular para se preocupar com eventualmente de desastres nucleares irreparáveis ​​causados ​​por desastres naturais. O estado tem dois reatores nucleares que estão na zona de perigo San Onofre e Diablo Canyon, ambos foram construídos para suportar terremotos muito mais fracos do que Fukushima.

Via Sempre Questione