Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Advogada é presa ao levar 5 celulares para cliente na prisão



post-feature-image

Cinco aparelhos celulares na bolsa causaram a prisão de uma advogada nesta terça-feira (4), na Paraíba. A jurista de 40 anos confessou, segundo a Polícia Civil, que entregaria os telefones a um cliente, detido na penitenciária Padrão de Cajazeiras. Delegado responsável pelo caso, Sílvio Rabello disse a mulher foi abordada por agentes penitenciários por apresentar uma atitude suspeita.

Flagrada com os cinco aparelhos, a advogada teria confessado o crime, previsto no artigo 349 A do código penal. “Eram cinco celulares e ainda carregadores”, disse o delegado.

Depois de ser encaminhada para a delegacia de Cajazeiras, a advogada assinou um termo e foi liberada para responder a processo da Justiça em liberdade.
Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos:  Notícias ao Minuto Brasil

Atrizes da Globo protestam após escândalo de assédio de José Mayer




Como forma de protesto, após o ator José Mayer ter assediado sexualmente a figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, funcionárias da globo foram trabalhar vestidas com uma camisa com a seguinte frase: “Mexeu com uma, mexeu com todas”.

A assistente de figurinista diz que o assédio começou há oito meses, com frases do tipo “Como você é bonita” e “Como você se veste bem”, que logo evoluíram para “Fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho”. E que ele já chegou a chama-la de “vaca” e de passar a mão em sua genitália.

Em sua defesa, Mayer afirmou que respeita “muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade”. Ele deu a entender que houve uma confusão entre sua personalidade e a do personagem que interpretava em A Lei do Amor. “As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra, não são minhas!”, afirmou em nota.

Fonte: ZH e Notícias TV