Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 23 de abril de 2017

Casos de Dengue, chikungunya e zika aumentam 21% em uma semana no Ceará


Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika (Foto: Divulgação/Fiocruz)
Os casos confirmados de dengue, chikungunya e zika chegam a 10.323 até o momento em 2017, no Ceará, conforme a semana epidemiológica (SE) 16. Os números divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) tiveram um aumento de 21% em uma semana. No boletim passado (SE 15), os casos confirmados foram de 8.505. 

Das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, a febre de chikungunya registrou o maior número de casos confirmados, com 6.217. Os municípios com as maiores taxas de incidência dos casos confirmados (acima de 300 por 100 mil habitantes) são Baturité, Catarina, Tejuçuoca, Aracoiaba, Ocara e Pentecoste. Fortaleza confirmou, até o momento, 3.690 casos e um óbito por causa da doença, o único do Estado. 

As confirmações de dengue no Ceará chegam a 4.052, segundo o boletim da Sesa. os municípios de Alto Santo, Farias Brito, Iracema e Tabuleiro do Norte apresentam alta incidência dos casos confirmados. Até o momento em 2017, a doença matou duas pessoas nos municípios de Fortaleza e Maracanaú. 

De acordo com o boletim, foram confirmados 54 casos de zika no Ceará. Destacam-se os municípios de Caucaia, Independência, Fortaleza e Brejo Santo com 181, 88, 69 e 22 casos notificados, respectivamente, o que resulta em 68,2% (382/560) das notificações do Estado.



Fonte O Povo

Palco do sertanejo Luan Santana desaba e deixa fãs feridos em São Paulo


Seis fãs de Luan Santana ficaram feridas (Foto: Divulgação)

Minutos antes da apresentação do sertanejo Luan Santana no Rodeio de Catanduva, em São Paulo, na madrugada deste domingo, 23, uma parte do palco cedeu e feriu seis fãs do cantor. As informações são do portal G1.

O Corpo de Bombeiros informou ao portal G1 que as vítimas estavam em uma área reservada do palco, no canto direito atrás, quando o acidente aconteceu, por volta das uma da madrugada.

O organizador do Rodeio de Catanduva, Cláudio Ramanholi, disse à publicação paulista o que pode ter acontecido para parte do palco ceder. Segundo ele, uma forte chuva que atingiu a cidade no dia do show pode ter ocasionado o acidente. Ao portal G1, Cláudio informou que tem todas as autorizações para a realização do evento.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a parte do palco que cedeu era um minicamarote, onde 20 fãs iriam acompanhar a apresentação de Luan Santana de cima do palco. O show tinha autorização e vistoria aprovada do Corpo de Bombeiros e o palco tinha um laudo técnico do engenheiro responsável. Uma perícia será feita no local para identificar o que provocou a queda.

As vítimas tiveram ferimentos leves e foram socorridas pelas equipes dos Bombeiros, Samu e ambulâncias do evento. A apresentação de Luan Santana atrasou cerca de uma hora.

Ao portal G1, o Corpo de Bombeiros informou que a área foi isolada e um engenheiro da prefeitura autorizou que o show fosse realizado na parte da frente do palco e no espaço ampliado, mais perto do público.



Fonte O Povo