Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 21 de abril de 2017

17 suspeitos de participar de ataques são presos no Ceará


Ação conjunta dos órgãos do Sistema de Segurança do Estado e de Fortaleza, Etufor, Sindiônibus e Sindivans garantiu circulação de ônibus na quinta.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (?SSPDS) informou que 17 pessoas foram detidas até o momento em virtude dos ataques ocorridos, nesta quarta-feira (19) e quinta-feira (20). De acordo com a SSPDS, diligências continuam a acontecer, no intuito de identificar e prender os envolvidos. 

Além dos seis suspeitos detidos ontem, outros onze foram capturados pelos agentes de segurança hoje. Ação conjunta dos órgãos do Sistema de Segurança do Estado, Guarda Municipal de Fortaleza, Etufor, Sindiônibus e Sindivans garantiu a circulação de ônibus hoje. As investigações estão a cargo da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), com o apoio do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Civil do Estado do Ceará.

Durante a tarde de ontem, três suspeitos foram capturados, em Horizonte. Mais dois homens foram flagrados e presos, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, com um carro roubado, um galão com gasolina e crack. O último preso de quinta-feira foi um homem abordado, no Caça e Pesca, em Fortaleza, no início da noite. Ainda na quinta-feira, Francisco Wellington da Conceição Oliveira (18), que responde por tráfico de drogas, também foi flagrado com um galão com gasolina e um isqueiro. Ele estava na companhia de duas adolescentes de 15 e 17 anos e todos foram encaminhados à Draco. A ação policial, efetuada por militares do 8º Batalhão da PM, se deu na Avenida Via Expressa, na comunidade conhecida como Saporé.

Francisco Cleiton Nascimento Sousa (24), que responde por receptação, foi detido pela Polícia Militar no bairro Vila Velha. O homem foi conduzido a Draco, onde foi autuado por organização criminosa, dano ao patrimônio, por causar incêndio expondo a perigo à vida, a integridade física ou ao patrimônio de outrem. Ele é suspeito de envolvimento em ocorrências no bairro Vila Velha.

Na madrugada desta quinta-feira (20), mais um homem foi preso sob suspeita de envolvimento nos ataques ocorridos no bairro Edson Queiroz, na tarde de ontem. Francisco Bruno Pacheco da Silva (26) – sem antecedentes – deu entrada em uma unidade de saúde com queimaduras no corpo e foi autuado pela Polícia por associação criminosa, dano e também no crime de causar incêndio expondo a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem. O homem está internado sob custódia policial.

Outros suspeitos também foram detidos ontem. Um homem foi preso em flagrante pelo Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), após uma tentativa de incêndio a coletivo, ocorrida no bairro José Walter.

O primeiro capturado – Fábio Tomé de Souza (18) – que já responde por tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo – foi conduzido para a sede da Draco, onde foi autuado em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e dano. Um segundo suspeito foi ouvido, também na especializada, onde foi lavrado um boletim de ocorrência e, em seguida, foi liberado. Um terceiro investigado, identificado por Raimundo Aliçon Caetano da Silva (19) deu entrada em uma unidade de saúde apresentando queimaduras. Ele está sob custódia policial e também foi autuado em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e dano. A companheira do suspeito foi conduzida a uma unidade da Polícia Civil para ser ouvida. Um quarto suspeito foi preso por uma equipe do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da PM e foi conduzido também para a Draco. Mais dois suspeitos, o quinto e o sexto de ontem, foram detidos na cidade de Horizonte, no início da noite. Outros envolvidos já foram identificados.

Na noite de ontem, um veículo pertencente à Secretaria do Desenvolvimento Agrário foi atacado no bairro Passaré. O fogo foi debelado pelo próprio condutor, que quebrou os vidros do carro e apagou as chamas. Um ônibus particular foi também foi atingido por incêndio criminoso em Aquiraz. Em Fortaleza e Maracanaú, duas agências bancárias foram atacadas. A primeira foi no bairro Vila Velha, quando suspeitos efetuaram disparos de arma de fogo contra as vidraças, e em seguida, atearam dispositivos inflamáveis, que foram debelados pelo Corpo de Bombeiros. O segundo caso ocorreu em uma agência no Distrito Industrial, em Maracanaú. Suspeitos também efetuaram disparos contra as vidraças do banco. Ainda em Maracanaú, suspeitos atiraram contra a fachada do 29° Distrito Policial, no bairro Pajuçara, vindo a atingir alguns veículos que estavam apreendidos. 

Na madrugada desta quinta-feira (20), um veículo apreendido foi incendiado defronte ao 8° Distrito Policial, no bairro José Walter. Já no 33° Distrito Policial, no bairro Goiabeiras, o portão da delegacia foi alvejado com disparos de arma de fogo. Na cidade de Itapiúna, um ônibus escolar da prefeitura da cidade também foi atacado e homens atearam fogo no automóvel. Nesta quinta, cinco ônibus foram incendiados nos bairros Vila Velha, Mucuripe, Álvaro Weyne, Canindezinho e Planalto Ayrton Senna. 

Terminais de Fortaleza

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa; e o secretário adjunto da Pasta, Alexandre Ávila, visitaram terminais de ônibus na noite de quarta-feira e nesta quinta-feira. O intuito da presença dos gestores foi acompanhar o policiamento composto por equipes da Polícia Militar e também da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), que trabalham para garantir a segurança dos usuários, que transitam pelos terminais da Capital.

Fonte: Portal Cnews

Capitão Wagner chama Camilo Santana de "frouxo"; Governador rebate com "moleque"

“Frouxo’ é quem nunca pegou em uma arma e foi combater um bandido no Ceará”, respondeu Camilo às críticas do deputado estadual.
Em meio a uma das mais graves crises na Segurança Pública enfrentada pelo governo do estado, o deputado estadual Capitão Wagner (PR) rompeu o silencio e veio a público criticar as ações do governo.

O parlamentar chamou Camilo Santana (PT) de “frouxo” por não concordar com a estratégia adotada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para normalizar a situação. Camilo não ficou calado e rebateu a declaração chamando o deputado de “moleque”. O bate-boca ocorreu nesta quinta-feira (20).

Capitão Wagner acredita que o trabalho que está sendo realizado pela SSPDS não traz bons resultados e que o governo estadual deveria agir para complementar as atividades comandadas por André Costa, titular da secretaria. “O secretário de Segurança pode ser um super-homem, mas sozinho, ele não irá conseguir sanar os problemas de violência que o Estado vem sofrendo. Governador, está na hora de agir!”, declarou Capitão em uma publicação no Facebook.

“Se o que está sendo feito não está dando bons resultados, a estratégia precisa mudar. Na coletiva da Secretaria de Segurança Pública, ontem, afirmaram que continuarão fazendo o mesmo trabalho. Ora, o mesmo trabalho só irá gerar os mesmos resultados que não estão sendo bons. Não dá para ter um secretário valente e um governador ‘frouxo'”, disse o parlamentar.

O governador não ficou calado e rebateu a declaração de Capitão Wagner. “Eu acho que isso é coisa de moleque. Eu acho que se aproveitar do momento para querer tirar vantagem política, infelizmente eu não vou entrar nesse jogo. Agora ‘frouxo’ é quem nunca pegou em uma arma e foi combater um bandido no Ceará, isso é que pra mim é ”frouxo”, respondeu Camilo.

Ele ainda justificou a onda de ataques dizendo que é uma reação às ações que o governo tem adotado para enfrentar os bandidos no estado. “O que está acontecendo aí é a reação às ações que o governo tem tido para enfrentar os criminosos, porque nós vamos enfrentar os criminosos e vamos botar para fora do estado do Ceará. Então, eu lamento esse tipo de oportunismo nesse momento”, concluiu o governador.

Reforço policial

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, em entrevista à Tribuna Band News FM, informa que a Polícia Militar está realizando ações para que a situação se normalize. “Ontem, alguns ônibus saíram em comboio. Nós colocamos viaturas da Polícia Militar junto à Guarda Municipal fazendo esse acompanhamento. Na madrugada, cada ônibus da Linha Corujão foi acompanhado por uma viatura da Polícia Militar”, explicou o titular da SSPDS.

André Costa descartou momentaneamente o reforço de tropas federais para conter a série de ataques a ônibus. Ele disse que policiais lotados no serviço administrativo da Polícia Militar foram convocados para reforçar o patrulhamento nas ruas.

No final da tarde desta quinta, os ônibus passaram a circular em comboios e com escolta da polícia em Fortaleza. A decisão foi tomada pelo Sindiônibus, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Etufor e da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos.

Os ataques a ônibus resultaram em prejuízo de, pelo menos, R$ 1,5 milhão, de acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará. O número é referente apenas à diminuição da venda de passagens no primeiro dia de incêndios aos coletivos. Cada ônibus custa, em média, R$ 365 mil. Nesta quinta-feira (20), outros cinco veículos foram alvos dos bandidos, totalizando 23 ônibus nos dois dias.

O presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará (Copen-CE), Cláudio Justa, em entrevista à Tribuna BandNews FM, explicou que os ônibus incendiados nesta quarta-feira (19) na capital cearense podem ser um suposto anúncio de declaração de guerra entre as facções criminosas.

Cláudio relata que houve alguns confrontos na CPPL II e na CPPL IV, porque estão expulsando, na linguagem dos presídios estão “espirrando”, os detentos da facção do Comando Vermelho, o que segundo ele significa uma aparente ligação entre as facções PCC (Primeiro Comando da Capital) e GDE (Guardiões do Estado).

Fonte: Tribuna do Ceará