Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 26 de abril de 2017

CRUELDADE: Família se muda e abandona cães de raça em SP

As prisões são desdobramento de uma investigação que começou após a prisão de um policial.
Cinco policiais rodoviários federais foram alvo de mandados de prisão preventiva, durante a Operação Déjà Vu, deflagrada nesta terça-feira (25). Os mandados foram expedidos pela 23ª Vara da Subseção Judiciária da Justiça Federal de Quixadá. 

De acordo com a PRF-CE, “os policiais são suspeitos de praticarem atos de corrupção contra usuários da rodovia. O grupo criminoso solicitava “pedágio” (propina) de cidadãos que transitavam de forma irregular, deixando de lavrar autos de infração e demais sanções administrativas cabíveis”. 

Todos os policiais integravam a Unidade Operacional de Boa Viagem, na rodovia BR-020. Foram cumpridos mandados em Fortaleza, Sobral, Boa Viagem e Maracanaú. 

Os levantamentos iniciados pela Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal em 2016, como desdobramento da prisão em flagrante de policial rodoviário federal em 2015 pelo crime de corrupção passiva, ocorrida na mesma unidade policial de Boa Viagem, levaram à instauração de inquérito na Polícia Federal que culminou na expedição dos referidos mandados.

Os presos foram encaminhados à Polícia Federal no Ceará e serão indiciados pelos crimes de corrupção passiva e associação criminosa, com penas que podem chegar a 15 anos de reclusão. O termo "Déjà Vu" reporta-se à expressão francesa que significa algo já visto, porém, ocorrendo em situação futura, referindo-se à prática delituosa de cobrança de propina reprimida na mesma Unidade Operacional de Boa Viagem/CE da PRF em 2015./////Com informações do portal Cnews

CRUELDADE: Família se muda e abandona cães de raça em SP


Animais (um shih-tzu e um golden retriever) foram resgatados no último domingo após quatro dias sem água ou comida, na Vila Liviero.
Dois cachorros de raça foram abandonados, sem comida e água, por uma família na Vila Liviero, bairro da região sudeste da cidade de São Paulo. Um golden retriever e um shih-tzu ficaram trancados por aproximadamente quatro dias, quando foram resgatados por protetores de animais e levados para adoção.

O fato despertou a curiosidade no bairro, devido ao fato do preço elevado dos cães, que chegam a custar cerca de R$ 2 mil cada.
Na última quinta-feira (dia 20), o imóvel que fica na Rua Francisco da Silveira foi simplesmente desocupado. A família levou tudo, menos os dois cachorros. Como existe uma praça e uma quadra de bocha ao lado da residência, os vizinhos logo perceberam o abandono dos animais.

Como os donos não retornaram, uma moradora da região alimentou os cachorros pelas pequenas frestas do portão. Pelas redes sociais, protetores de animais organizaram um encontro no último domingo para fazer uma denúncia à Polícia e resgatar os bichinhos.

Ainda no domingo, descobriu-se que o portão estava aberto. Os animais foram retirados, levados para tomar banho e disponibilizados para adoção – já foram adotados. Os cachorros estavam desidratados, famintos e deixados em meio às fezes e urina.

comportamento da família que vivia no local já chamava a atenção no bairro. Segundo vizinhos, eles ficaram por pouco mais de dois meses na região. Possuíam muitos veículos e tinham hábitos estranhos. Os carros populares eram guardados na garagem, enquanto os veículos de alto valor eram deixados na calçada.

Nenhum vizinho tinha o contato telefônico dos moradores.

Fonte: noticias uol band