Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Kid Vinil está em coma induzido, e produtor tenta transferi-lo a SP

Cantor Kid Vinil passou mal e foi internado em Minas. (Foto: Izzy Massei/Divulgação)
Cantor Kid Vinil passou mal e foi internado em Minas

O produtor do cantor Kid Vinil, Márcio de Souza, disse nesta segunda-feira (17) que o estado de saúde do artista é grave e que ele está em coma induzido. Disse ainda que tenta transferir Kid Vinil para um hospital de São Paulo.
O cantor está internado no Hospital e Maternidade São José, em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de Minas Gerais. Ele passou mal durante um show na cidade e foi internado na madrugada deste domingo (16) na unidade de saúde.
Souza afirmou que tenta viabilizar uma forma para transferir o cantor para a capital paulista, pois o plano de saúde dele não cobre uma transferência aérea.
Kid Vinil participava de um projeto com outros cantores dos anos 1980, como Kiko Zambianchi e Ritchie, no último sábado em um clube de Conselheiro Lafaiete. O produtor do artista informou que ele foi o primeiro a se apresentar e, depois de sair do palco, começou a passar mal e foi atendido por uma enfermeira no clube. Ele foi socorrido pelo Samu e levado para o hospital.
Carreira - Nome artístico de Antônio Carlos Senefonte, Kid Vinil destacou-se no cenário musical do rock brasileiro dos anos 1980, com o grupo Magazine. Cantor, radialista, compositor e jornalista, foi vocalista do Verminose, Magazine, Kid Vinil e os Heróis do Brasil, Kid Vinil Xperience.

Papa envia carta a Temer e recusa visita ao Brasil


Em uma carta na qual recusa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco cobrou do presidente Michel Temer para evitar medidas que agravem a situação da população carente no país.
A correspondência foi uma resposta a outra enviada pelo mandatário no fim de 2016, na qual o líder da Igreja Católica era convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, comemorados em 2017.
"Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", escreveu o Pontífice.
"Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira".
Sobre o convite, o Papa disse que, devido a sua intensa agenda, não poderia visitar o Brasil neste ano. Afirmou rezar pelo país e que acompanha "com atenção" os acontecimentos na maior nação da América Latina.
Citando sua exortação apostólica "A Alegria do Evangelho", Francisco também lembrou que não se pode "confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado", em um momento em que o governo Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a confiança dos investidores.
Em setembro passado, na inauguração de uma imagem de Nossa Senhora Aparecida no Vaticano, o Pontífice já havia dito que o Brasil passava por um "momento triste". Um mês antes, Francisco enviara uma carta não oficial em apoio a Dilma Rousseff, que na época ainda não tinha sofrido o impeachment.

Só me encontrei com Lula e Temer socialmente, diz FHC

BRASILIA, DF, 12.04.2017, BRASIL, Cerimonia de Assinatura de Atos em Prol das Mulheres Michel Temer promove cerimonia de assinatura de Atos em Prol das Mulheres no Palacio do Planalto. Foto Pedro Ladeira / Folhapress cod:4847///Former Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva delivers a speech as he takes part in a protest, during a national strike against the government's social welfare reform bill, which seeks to extend the time of contributions and raise the minimum age required to obtain full retirement benefits, in Sao Paulo, Brazil on March 15, 2017. Since replacing leftist President Dilma Rousseff in Congress in 2016, President Michel Temer has been pushing for an adjustment program aimed at regaining market confidence and reactivating the country's economy, in recession for more than two years. / AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL///SAO PAULO, SP, 27.03.2017: Fernando Henrique Cardoso - Lancamento do livro Drogas: as historias que nao te contaram, da Ilona Szabo, seguido de debate com Fernando Henrique Cardoso, dr. Drauzio Varella, com mediacao do Joao Gabriel. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress, FSP-MONICA BERGAMO) ***EXCLUSIVO FOLHA***
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) negou que tenha se articulado com Michel Temer (PMDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para criar um acordo para livrá-los da Lava Jato.

"Saiu no Brasil que eu, o Lula e o Temer estamos fazendo uma operação para parar com a Lava Jato. Qual é o fato? Eu não me encontrei com eles, só me encontrei socialmente", disse.

FHC criticou ainda a repercussão que a imprensa tem dado a essa questão.

"Alguém disse, isso circulou, e eu tenho de responder [à imprensa]. Não adianta eu saber que não é verdade, eu tenho de responder", completou.

Folha de S.Paulo