Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 16 de abril de 2017

Juiz é assassinado na frente do filho em Porto Alegre


Foto: Reprodução / RBS TV
 A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga o assassinato de um juiz na manhã deste sábado, 15, na zona sul de Porto Alegre. Cláudio Roberto Ost, de 50 anos, foi alvejado com cinco tiros quando saía da casa da namorada, uma jovem de 25 anos. O suspeito, segundo a polícia, é um adolescente de 17 anos, ex-namorado da companheira de Ost. O juiz morreu no local, em frente ao filho de 9 anos de idade. O magistrado atuava na Justiça do Trabalho de Santa Rosa, cidade do noroeste gaúcho. Conforme o delegado Daniel Mendelski, Ost havia chegado de viagem com a namorada, quando encontraram o ex-namorado dela dentro de sua casa, no bairro Jardim Vila Nova. Depois de uma discussão, o menor foi embora. Mais tarde, porém, ao deixar o local, o juiz foi surpreendido e assassinado já na rua, quando entrava em seu carro. O suspeito possui passagem por tráfico e está sendo procurado. Ost era viúvo, deixa um filho de 9 e outro de 28 anos. por Chico Guevara, especial para AE | Estadão Conteúdo

Número de mortos em explosão de carro-bomba na Síria chega a 100


Foto: Sana Handout
 A Defesa Civil da Síria informou ter resgatado mais de 100 corpos do local onde um carro-bomba explodiu neste sábado nos arredores da cidade de Aleppo em uma área onde estavam cerca de 5 mil pessoas retiradas dos redutos xiitas de Fua e Kefraya. Em sua página no Facebook, os chamados "capacetes brancos" disseram que estão prestando assistência a mais de 50 feridos, segundo informações da Agência Brasil. A organização não governamental Observatório Sírio de Direitos Humanos calculou anteriormente em 43 o número de mortes no atentado na região de Rashidin, onde as vítimas esperavam desde ontem para serem levadas a seu destino final, como parte de um acordo entre o governo de Bashar al Assad e a oposição.