Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Gasolina é economicamente mais viável que etanol nos postos do CE


Após aumento mo preço dos combustíveis, a gasolina segue como opção economicamente mais vantajosa em relação ao etanol nos postos do Ceará. De acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP), o litro de gasolina é vendido no estado, em média, a R$ 3,81; enquanto o etanol tem o valor médio de R$ 3,19. A pesquisa da estatal foi feita com base na coleta de preço em 181 estabelecimentos entre os dias 4 e 10 de dezembro.


Apesar de ser mais cara, a gasolina tem um rendimento maior que o etanol nos veículos bicombustíveis (flex), o que a torna economicamente mais viável. De acordo com a cálculo da ANP, o rendimento do etanol, considerando o mesmo valor pago para os dois combustíveis, é de apenas 83% do da gasolina.
O litro da gasolina no Ceará ficou, em média, R$ 0,09 mais caro após anúncio da Petrobras de aumento de 9,5% nas refinarias. Em novembro, a estatal havia anunciado duas reduções de preço, que não foram repassados ao consumidor final.


Antes do anúncio da estatal, o litro de gasolina era vendido no Ceará, em média, a R$ 3,801; nesta sexta-feira (9), o litro subiu para R$ 3,891, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Aumento no país

Em todo o Brasil, o preço médio do litro da gasolina no país ficou em R$ 3,691, cerca de 1% acima do valor praticado na semana anterior (R$ 3,655). A Petrobras elevou em 8,1% o valor da gasolina na refinaria no último dia 6.

Há variações significativas nos valores praticados por estado. O Amazonas, onde a gasolina é mais barata, o preço do litro fechou a semana em R$ 3,442. Já no Acre, que tem a gasolina mais cara do país, o preço foi de R$ 4,137.
O reajuste feito nas bombas ficou abaixo da correção feita nos preços na refinaria. A estimativa da Petrobras era de que o preço do litro da gasolina subisse R$ 0,12 se a alta de preços fosse repassada integralmente. Na semana, o valor foi corrigido em R$ 0,036.
Em novembro, os preços dos combustíveis subiram acima da inflação oficial. A alta, no entanto, foi puxada pelos reajustes do etanol. A gasolina e o diesel tiveram queda de preço no mês passado, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Fonte: G1

Camilo anuncia pacote para reduzir gastos


O governador Camilo Santana (PT) anuncia hoje o Plano de Sustentabilidade para o Desenvolvimento do Estado do Ceará. A medida é vista como alternativa para custos e garantir a eficiência da administração pública.
De acordo com a Casa Civil, o plano irá “iniciar um novo clico de desenvolvimento sustentável, buscando sempre aumentar a capacidade de investimentos do Estado”. Hugo Figueiredo, titular da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), destaca que o programa visa manter a capacidade de investimentos do Estado. “Temos algumas ações para manter o equilíbrio financeiro do Ceará. E deveremos continuar nesse ritmo”, destacou sem informar os pontos do programa.
A estimativa, no entanto, é que o pacote de cortes gere uma economia entre R$ 150 milhões e R$ 200 milhões aos cofres do Estado. A redução nas despesas tem, dentre os objetivos, gerar economia para garantir o pagamento dos servidores públicos e investimentos prioritários para o desenvolvimento do Ceará. 
Um dos reflexos para que o Governo reduza gastos está na queda dos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE). As perdas podem chegar a mais de R$ 700 milhões até o final deste ano, considerando janeiro a dezembro.
Lauro Chaves, professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), destaca que o plano estadual de redução de gastos é uma maneira de manter o Estado firme para as incertezas econômicas do ano de 2017.
“O Ceará figura entre os estados que possuem melhor situação fiscal do Brasil. 
Não teremos um ano de crescimento em 2017. A medida vai na direção certa”, destaca. Ele faz menção aos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, que sofreram com déficit primário no 1º semestre deste ano, conforme balanço fiscal dos estados, disponível no Sistema de Informações Fiscais do Setor Público Brasileiro (Sincofi), do Tesouro Nacional. Contudo, pondera como vão se dar as medidas. “Precisamos analisar o que será cortado. Se forem recursos destinado ao aluguel de carros ou diárias, é o correto. Mas se reduzir os já escassos recursos da Educação ou Saúde, fica inviável” aponta.
Cortes
O Governo do Estado havia anunciado um pacote para reduzir as perdas financeiras em 2015. As despesas foram contingenciadas do aluguel de veículos, limitação de carros oficiais, contratos de aluguéis de imóveis. Despesas com telefonia fixa e celular também foram reduzidas.
Fonte: O Povo