Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Com imagem desgastada, Temer é reprovado por mais da metade da população


Mais da metade da população brasileira está insatisfeita com o governo de Michel Temer. De acordo com nova pesquisa Datafolha, 51% dos brasileiros consideram gestão do peemedebista ruim ou péssima. Em julho, a rejeição era de 31%. Os que avaliaram como regular passou de 42% para 34%. Apenas 10% considera o governo Temer como bom ou ótimo ante a 13% quando ele ainda era presidente interino.
Segundo a pesquisa Datafolha, 63% é favorável à renúncia do presidente em 2016 para que haja eleição direta. Os que se manifestaram contra a saída do peemedebista para esse fim somam 27%. Apenas 6% de declarou indiferente e 3% não soube responder. As informações são do jornal Folha de São Paulo.
Especialistas apontam que a queda da popularidade de Temer está relacionada à crise econômica no Brasil. O levantamento mostra que 66% dos entrevistados acreditam que a inflação vai aumenta; 19% apostam que permanece como está e 11% preceem queda. O desemprego deve subir parta 67%, enquanto que 16% apostam na redução. 14% avaliam como estável. De acordo com a legislação brasileira, Michel Temer precisaria deixar o cargo até 31 de dezembro para que a população vá às urnas.
Imagem do presidente
65% consideram o presidente falso, 63% muito inteligente e 75% defensor dos mais ricos. Metade dos brasileiros veem temer como autoritário e 58% como desonesto. De zero a 10, a nota média dada ao desempenho do governo de Michel temer é 3,6
Pesquisa Datafolha com 2.828 pessoas com 16 anos ou mais em 174 municípios nos dias 7 e 8 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
Fonte: Diário do Nordeste

Sérgio Cabral é transferido para presídio de Curitiba


O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó pouco depois das 10h deste sábado (10) para ser transferido pela Polícia Federal, informou a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária.
Cabral estava preso em Bangu 8, onde cumpre prisão preventiva pedida pelo Ministério Público Federal no âmbito da Operação Calicute. A operação investiga um esquema de corrupção que envolvia pagamento de propinas e lavagem de dinheiro e aponta Cabral como chefe da organização.
A transferência foi decidida pela Justiça Federal após um ofício do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro apontando que Cabral vinha recebendo visitas irregulares em Bangu 8.
O promotor André Guilherme Freitas diz no ofício que o réu teve visitas de amigos e familiares em desconformidade com a Resolução SEAP nº584, de 23 de outubro de 2016. O promotor destaca que apenas uma pessoa amiga poderia ter sido credenciada para visitá-lo, e apenas após a satisfação de formalidades listadas na resolução.
"Por outro lado, caso se tenha como visitação extraordinária a que vem ocorrendo em relação a este réu, cabe esclarecer que esta, quando desempenhada por autoridades públicas, deve estar estritamente relacionada ao exercício da função", diz o ofício, acrescentando que as visitas foram divulgadas amplamente pela imprensa, reconhecidas pela Secretaria de Administração Penitenciária e confirmadas em declarações públicas de um dos visitantes.
Em nota, a Seap afirma que todas as visitas de Cabral foram cadastradas dentro das normas da secretaria. "Cabe ressaltar que deputados possuem prerrogativas parlamentares para entrar e, inclusive, fiscalizar unidades prisionais a qualquer momento, sem necessariamente ser o dia de visita", diz o texto que informa ainda que câmeras da unidade prisional poderão ser solicitadas para a apuração de irregularidades.
Fonte: Agência Brasil