Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Com o fim do pacto de paz entre facções criminosas, Ceará deve fechar o ano com cerca de 3.500 assassinatos

bandidos mortos 2
Este é o verdadeiro retrato da Segurança Pública no Ceará, sem maquiagem
Após novembro registrar, nada menos, que 292 homicídios no Ceará, dezembro também começou violento. Nos seis primeiros dias do último mês do ano, 56 pessoas foram assassinadas no Estado, numa média de 9,3 casos por dia. As estatísticas tendem a registrar em 2016 cerca de 3.500 homicídios. Entre janeiro e novembro, já são 3.204.
No mês de novembro, foram registrados 97 assassinatos em Fortaleza, 57 na Região Metropolitana, 86 no Interior Sul e mais 52 crimes no Interior Norte, totalizando, portanto, 292 homicídios, latrocínios (roubo seguido de morte) e lesões corporais seguidas de morte, delitos denominados pelas autoridades como Crimes Violentos, Letais e Intencionais, os CVLIs.
Na tentativa de reduzir o impacto das estatísticas, o Governo do Estado do Ceará deixa de contabilizar a sua estatística os casos em que pessoas são assassinadas dentro das unidades do Sistema Penitenciário, isto é, crimes de mortes ocorridos nos presídios, penitenciárias e cadeias públicas. Neste ano, já são 49 casos.
Também ficam de fora da estatística oficial do Ceará os casos de mortes decorridas de intervenção policial, ou seja, pessoas mortas em confronto com a Polícia. Neste ano já são 88 casos registrados em todo o estado.
Pacto quebrado
Entre os meses de janeiro e agosto, os números de assassinatos na Capital cearense revelaram uma queda, fruto de um pacto firmado entre as facções criminosas que dominam o tráfico de drogas  em diversas comunidades periféricas da cidade. No entanto, em setembro, esta trégua foi quebrada e as execuções sumárias voltaram a atormentar moradores de diversos bairros, deixando um rastro de sangue nas ruas e dor nas famílias das vítimas.
A Barra do Ceará, na zona Oeste de Fortaleza, é um exemplo disso. Depois de um longo período de trégua entre as facções criminosas do Gueto e do Morro de São Tiago, as duas quadrilhas entraram novamente em “guerra” pelo controle da venda de drogas na área e os tiroteios e mortes voltaram a ser registrados, conforme admite a própria Polícia. //////blogdofernandoribeiro.com.br

Trabalhadores tem até 29 de dezembro para sacar o PIS-PASEP


A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou um comunicado informando que não haverá atendimento ao público nos bancos em 30 de dezembro, pois as agências estarão fechadas para o balanço anual. Portanto, as pessoas que ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 precisam se programar para fazer o saque do benefício até o dia 29. Cerca de 935 mil trabalhadores ainda não retiraram o dinheiro, no valor de uma salário mínimo (R$ 880).

O coordenador geral do Seguro-desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges, lembra que os trabalhadores que possuem o Cartão Cidadão e têm senha registrada poderão ainda sacar o PIS nos terminais de auto-atendimento da Caixa e em casas lotéricas no dia 30. Mas, ele recomenda não deixar para o último dia. “Se houver qualquer problema, o trabalhador não terá mais como resolver no dia 30 pois os bancos não atenderão o público e, depois dessa data, o dinheiro do abono volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador”, explica.

Têm direito ao Abono Salarial ano-base 2014 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e tenha seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Para ter certeza se está entre os beneficiados, o trabalhador pode acessar o portal trabalho.gov.br/abono-salarial, inserir CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento e fazer uma consulta. A Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também tem informações sobre o PIS/Pasep.

Se, mesmo depois de verificar que tem direito ao abono, o trabalhador for informado na rede bancária que não tem direito ao benefício, a recomendação é pedir nova consulta ao atendente a partir do CPF e solicitar atualização dos dados cadastrais. “É comum os agentes bancários confundirem o abono de 2014 com o de 2015. Nós estamos falando, nesse momento, do de 2014. Se o nome do trabalhador aparecer na lista de beneficiados do Ministério do Trabalho, ele, com certeza, tem direito ao benefício”, afirma.

Como sacar

PIS – para sacar o Abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada, pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa, ou a uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão Cidadão, pode receber o abono em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07 da Caixa.

Pasep – os servidores públicos que têm direito ao Pasep, precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

 
Com Ministério do Trabalho,Via Ceará Agora