Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Criminosos estão agora filmando suas ações e divulgando nas redes sociais



post-feature-image

O fato ocorreu nesta última terça-feira (10) em uma lotérica localizada no centro do município de Itabela (557 km de Salvador). De acordo com as imagens gravadas pelos próprios bandidos, os indivíduos rendem os clientes e funcionários e levam dinheiro e pertences das vítimas.

Segundo informações, pelo menos 06 homens participaram da ação criminosa e após assaltar o local três dos criminosos acabaram morrendo em um confronto com a Polícia Militar. Dois assaltantes também foram presos e um conseguiu fugir tomando rumo até então ignorado.

Com os marginais a PM conseguiu recuperar cerca de R$ 21 mil em espécie, além de 05 armas de fogo. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Eunápolis que trabalha na tentativa de localizar o criminoso que fugiu.

Mãe mata o próprio filho e depois coloca fogo no corpo




post-feature-image

Nesta quarta-feira (11/1), a Polícia Civil prendeu uma mulher suspeita de matar e queimar o corpo do próprio filho, na cidade de Cravinhos – SP, com ajuda de seu companheiro, que é padrasto da vítima. O casal acabou confessando o crime que ocorreu dia 29 de dezembro, segundo a Folha de S. Paulo.

A mãe, Tatiana Lozano Pereira, de 33 anos, em seu depoimento à polícia, ainda de acordo com a Folha, enforcou seu filho, Itaberli Lozano, de 17 anos e logo depois esfaqueou o menino no pescoço. O marido dela, Alex Canteli Pereira, levou o corpo do jovem até um matagal e pôs fogo.

A mãe justificou o crime alegando que o adolescente tinha problemas com drogas e a havia ameaçado de morte. Mas segundo informações divulgadas pelo G1, o tio do jovem, Dario Rosa, disse que Tatiana não aceitava a homossexualidade do filho.

Segundo o tio da família, a mãe não aceitava a orientação sexual do filho.

“A relação deles tinha eventuais brigas. Ele era um rapaz que trabalhava, era educado, era um menino, mas estava na fase de trabalhador. Meu sobrinho falou que a mãe dele brigava muito com ele e já não estava contente na casa dele e por isso pegou as coisas dele e foi morar na minha casa”, diz o tio.

“Essa informação não é verdadeira, a gente nunca pegou ele com drogas. Essa é a primeira vez, através da mãe dele, que estamos sabendo disso, mas eu acho que isso aí é só pra afastar a investigação e eu acho que tem mais gente envolvida porque apenas uma pessoa não ia ser capaz de fazer o que fizeram com ele”, finaliza.

O corpo da vítima foi encontrado carbonizado por perto da rodovia José Fregonese, em Cravinhos. Os responsáveis pelo crime foram transferidos para a Cadeia Pública de Cajuru.


 Agência de Notícias e Notícias ao Minuto