Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Jamaicano é punido por doping, Bolt perde ouro e Brasil herda bronze


Nesta Carter (terceiro da esq. para a direita) foi pego no doping (Foto: foto/divulgação)

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quarta-feira que o velocista Nesta Carter foi flagrado com a substância Metilhexanamina em reanálise das amostras de urina dos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e com isso a equipe da Jamaica foi desclassificada do revezamento 4x100m rasos, no qual acabou com a medalha de ouro. Quarto colocado na prova, o Brasil herdará o bronze.

Com esta decisão Usain Bolt perderá uma de suas nove medalhas de ouro. Os outros integrantes da equipe na final eram Asafa Powell e Michael Frater. Naquela prova, os jamaicanos cruzaram a linha de chegada com o tempo de 37s10, um novo recorde mundial.

A equipe brasileira - formada por Vicente Lenílson, Sandro Viana, Bruno Lins e José Carlos Moreira (Codó) - acabou na quarta colocação naquela prova com a marca de 38s24, e herdará a medalha de bronze. Trinidad e Tobago ficará com o ouro e o Japão com a prata.

"Para mim não é surpresa. Em um ano competi como juvenil contra o Nesta Carter e ganhei dele fácil no Rio. No ano seguinte, o cara já estava o dobro do tamanho, correndo constantemente para baixo de 10s. Eu não tinha dúvida (que ele usava doping), mas dependendo do que você for falar, tem que provar. E eu não tinha como fazer isso. Mas o importante é que agora a justiça foi feita", afirmou ao UOL Esporte Vicente Lenílson, que já tinha a prata de Sydney-2000.

"No ano passado, se falava disso, mas não tinha nada oficial. Eu meio que tinha dado uma desencanada, não contava mais com esta medalha. Achava que não iriam tirar uma medalha do Bolt. Mas agora é oficial. Somo bronze! Não tenho palavras para descrever o sentimento", afirmou Bruno.

De acordo com o comunicado do COI, a Federação Internacional de Atletismo (Iaaf) deverá alterar imediatamente o resultado da prova e a Associação Olímpica Jamaicana deverá providenciar a devolução das medalhas e dos diplomas.

Segundo a decisão disponibilizada pelo COI em seu site, Carter em nenhum momento contestou a validade da reanálise, mas contestou que as amostras pudessem ser reanalisadas.

Com a devolução do ouro, Bolt ficará com oito medalhas de ouro olímpicas (100m rasos em 2008, 2012 e 2016; 200m rasos em 2008, 2012 e 2016; revezamento 4x100m rasos em 2012 e 2016).
Time feminino do Brasil também havia sido beneficiado
Em agosto do ano passado, a equipe feminina do Brasil no revezamento 4x100m rasos havia sido beneficiada com a desclassificação da equipe russa também por doping em Pequim-2008.

O time nacional terminou a prova no quarto lugar e acabou herdando o bronze. O Comitê Olímpico do Brasil (COB) ainda aguarda o COI enviar as medalhas para o Brasil para que possa premiar as atletas.

A Bélgica herdou o ouro e a Nigéria ficou com a prata.

Rival de Maurren Maggi é punida e perde a prata

A russa Tatyana Lebedeva, que disputou o ouro em Pequim com Maurren Maggi até o último salto e acabou com a prata, também perderá a sua medalha. De acordo com o COI, ela foi pega na reanálise com um metabólico.

Com esta desclassificação, a nigeriana Blessing Okagbare ficará com a prata e a jamaicana Chelsea Hammond com o bronze.

Lebedeva ficou com a segunda colocação na prova ao saltar apenas um centímetro a menos do que Maurren Maggi. Ela fez 7,03 m contra 7,04m da brasileira.
UOL

Globo e SBT entram na briga por Rodrigo Faro visando substituições


No SBT seu nome foi citado para substituir Silvio Santos. Na Globo, para substituir Faustão ou Luciano Huck (Foto: Reprodução/Google Maps)


Começo de ano é renovação também para as emissoras. Neste 2017, porém, as três maiores TV´s têm um embate: Rodrigo Faro. Com a popularidade em alta e rendendo muitos pontos de audiência, o apresentador pode ser dar ao luxo de negociar.

Tanto Globo quanto SBT entraram em contato com representantes de Faro para saber mais sobre a situação dele na Record, segundo informações do colunista Ricardo Feltrim. Isso porque, até onde se sabe, o contrato do rapaz terminava no dia 31 de dezembro, logo, ele pode estar livre para mudanças.

A Record bem que tentou fazer um longo contrato com Rodrigo, mas, até onde se sabe, foi em vão.

No ano passado, muito se especulava sobre uma possível ida do apresentador para o SBT, mas ele negou, dizendo que a visita foi feita para gravar o comercial da Tele Sena.

E Faro está com a bola cheia mesmo. No SBT seu nome foi citado para substituir Silvio Santos. Na Globo, para substituir Faustão ou Luciano Huck.

Com tanta popularidade e possíveis negociações, seu salário, que hoje é de 1,8 milhão, pode subir consideravelmente. Tá podendo!
Notícias ao Minuto