Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Dona Marisa, esposa de Lula, permanece em coma induzido após AVC


Nas últimas horas ela foi submetida à nova avaliação tomográfica de crânio para controle do sangramento cerebral
A ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segue internada no hospital Sírio-Libanês nesta quarta-feira sob cuidados intensivos depois de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Segundo a assessoria do Instituto Lula, ela está em coma induzido. De acordo com boletim médico divulgado na manhã desta quarta-feira, nas últimas horas Dona Marisa foi submetida à nova avaliação tomográfica de crânio para controle do sangramento cerebral. Após avaliação da equipe médica, diz o informe, foi realizada a passagem de um cateter ventricular para monitoramento da pressão intracraniana. Dona Marisa está sendo acompanhada pelo cardiologista Roberto Kalil, que cuida da família do ex-presidente há dez anos, e os médicos Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas. Em entrevista ao “Jornal Hoje”, da TV GLOBO, Kalil disse que, do ponto de vista clínico, o quadro da paciente é estável, e que os próximos exames irão esclarecer sobre seu quadro neurológico. O vereador Eduardo Suplicy (PT) esteve no hospital nesta manhã para prestar solidariedade à família de Lula. Segundo Suplicy, o quadro de Dona Marisa ainda é delicado, e o ex-presidente estava bastante emocionado durante o encontro. — Ele (Lula) sabe de pessoas que tiveram esse problema e depois não puderam voltar a ter uma vida normal. Mas ele tem toda a esperança (de que ela vai melhorar). A situação da Marisa é delicada e vai ser necessário um cuidado muito grande para que ela venha a ter um pronto restabelecimento. Ela se constituiu nos últimos 44 anos num apoio fundamental ao Lula em todas as situações — contou. Familiares se revezam para ficar com a ex-primeira dama no hospital. De acordo com a assessoria do ex-presidente, ele deixou o local no início da tarde. Dona Marisa passou mal no apartamento em que mora em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, no início da tarde de ontem. Ela foi levada a um pronto-socorro da cidade, de onde, após exames constatarem o AVC, foi transferida para o Sírio-Libanês em uma ambulância. Marisa chegou consciente ao hospital por volta das 15h30. Segundo Kalil, houve rompimento de um aneurisma, o que provocou sangramento no cérebro, e Marisa foi submetida a um cateterismo. Os médicos do Sírio conseguiram estancar o sangue e fizeram uma arteriografia — um exame cujo objetivo é avaliar a gravidade do sangramento nas artérias. — Ela rompeu um aneurisma, que é uma alteração ou dilatação na artéria do cérebro. Com o rompimento, teve um sangramento no cérebro. Como todo AVC, é um estado delicado — afirmou Kalil. O hospital informou que Marisa foi “imediatamente submetida a um atendimento de emergência, seguido de cirurgia endovascular (embolização)”, uma cirurgia feita dentro de uma artéria para fechá-la, e “oclusão do aneurisma” — o fechamento do sangramento. O ex-presidente Lula acompanhou todo o procedimento no hospital desde o meio da tarde. Ele continua na unidade, mas a assessoria dele não soube informar se Lula passou a noite no hospital. Por meio de sua conta no Facebook, ele desejou melhoras à mulher: “Estamos torcendo muito para que ela se recupere logo”, escreveu Lula. Após a confirmação de que Marisa iria para a UTI, ele agradeceu o apoio que recebeu: “Obrigado por todo o carinho e pensamentos positivos. Agora, é aguardar a recuperação com muita fé.” Pessoas próximas ao ex-presidente afirmaram que, devido a coágulos no cérebro, Marisa Letícia já havia sido alertada por Kalil sobre o risco de um AVC. O próprio cardiologista afirmou que o aneurisma fora identificado há dez anos, mas que, por ser pequeno, não oferecia riscos. — Marisa tinha tendência a esse tipo de acidente (vascular). Havia essa preocupação — disse uma pessoa próxima do ex-presidente. À noite, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, afirmou que o procedimento ao qual a ex-primeira-dama foi submetida havia sido bem-sucedido. No fim da noite, Marisa Letícia estava inconsciente após a cirurgia que estancou um sangramento em seu cérebro. Questionado se o AVC pode ter influência emocional, Okamotto respondeu que sim: — Para qualquer ser humano que passa pelo que ela está passando, ter os filhos perseguidos injustamente - disse. Segundo Okamotto, Lula e outros familiares estão no hospital. Outros políticos acompanharam Lula e a ex-primeira-dama no hospital, como ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT), o vereador Jamil Murad (PCdoB) e o presidente estadual do PT, Emídio de Souza.Fonte: O Globo

Só nos 22 primeiros dias de 2017 já caíram mais de 6 mil raios no Ceará, os Inhamuns aparece com maior incidência


Chuva no Ceará costuma ser sinônimo de alívio nas temperaturas e esperança de abastecimento dos reservatórios hídricos. Contudo, ela também pode trazer perigos: de janeiro a dezembro de 2016, a Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas registrou 70 mil raios nuvem-solo no Estado, média de 190 por dia. Segundo levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Elat/Inpe), o Ceará é o 4º do Nordeste e 19º no ranking de incidência geral dos estados brasileiros. Na região, o Ceará aparece atrás apenas de Bahia, Maranhão e Piauí. Só nos primeiros 22 dias de 2017, as nuvens carregadas levaram à queda de 6.167 raios no Estado, conforme a Enel Distribuição Ceará. O número é quatro vezes maior se comparado ao mesmo período do ano passado. No último fim de semana, domingo (22) foi o dia com a maior ocorrência de descargas, registrando 301 raios. Em 2017, Parambu, no Sertão dos Inhamuns, foi o município com maior incidência de raios, registrando 584, seguido de Granja, com 454, e Tauá, com 274. No ano passado, Granja havia sido a cidade cearense com a maior incidência: ao todo, foram 1.291 casos; em seguida, vieram Santa Quitéria, com 946, e Sobral, com 941. Contudo, segundo o Elat, embora o volume de raios seja alto, o Nordeste está localizado numa área de menor incidência. São as unidades do Sudeste e principalmente do Sul que concentram a maior densidade de raios do País, com Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul acumulando as ocorrências mais expressivas. Conforme o meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Davi Ferran, os raios se formam em nuvens conhecidas como cumulonimbus, que são mais densas, escuras e de grande altitude. Segundo a Climatempo Meteorologia, esse tipo de nuvem pode se formar em qualquer época do ano, mas os dias quentes e úmidos, típicos do verão, iniciado no dia 21 de dezembro, são os ideais para o desenvolvimento delas. "Nas cumulonimbus, há presença de cristais de gelo que realizam uma grande movimentação junto às gotículas de água. Essa movimentação começa a formar diferenças de potencial elétrico entre as partes da nuvem e, eventualmente, ocorre uma descarga", explica o especialista. O Corpo de Bombeiros do Ceará informa que, com intensidade típica de 30 mil ampères, os raios podem causar danos ao meio ambiente e ao patrimônio, lesões físicas e até mesmo a morte. Queimaduras O órgão alerta que as vítimas podem sofrer queimaduras, ferimentos graves e paradas cardíacas ou cardiopulmonares, ainda que, na maioria das vezes, elas sejam atingidas por correntes elétricas indiretas. Devido à imprevisibilidade do fenômeno, o órgão sugere a adoção de medidas que podem salvar as vítimas, como o início imediato da massagem cardiorrespiratória. O Elat estima que, em média, 111 mortes por raios ocorrem no Brasil a cada ano, e é justamente o verão a época de maior incidência do fenômeno. No Ceará, o grupo informa que ocorreu uma morte por raio em Santana do Acaraú, em 2016 e, em 2017, uma em Caririaçu. Para se precaver dos perigos durante tempestade, o grupo indica ser importante buscar veículos fechados, moradias com proteção contra raios ou abrigos subterrâneos, tais como metrôs ou túneis. Já a Enel explica que o monitoramento dos raios busca orientar as equipes de manutenção da empresa no Estado sobre danos provocados na rede elétrica. Site: Diário do Nordeste

Estudo mostra que o Brasil está na 79ª posição no ranking sobre a percepção de corrupção do mundo


Análise foi feita pela entidade Transparência Internacional no ano de 2016 com 176 países A entidade Transparência Internacional divulgou nesta quarta-feira (25), um estudo que aponta a posição de 176 países no ranking sobre a percepção de corrupção no mundo. O Brasil ficou em 79ª lugar, empatado com a China, Índia e Bielorrússia. O ranking avalia a percepção que a população tem sobre a corrupção entre os servidores públicos e políticos. A pontuação vai de 0 (extremamente corrupto) a 100 (muito transparente). De acordo com o estudo divulgado, o índice brasileiro foi de 40 no ano de 2016, dois pontos a mais que em 2015. Os escândalos envolvendo políticos e empresários na Operação Lava-Jato, fez com que a posição do Brasil caísse significantemente no ranking, aponta a entidade. "Apesar disso, o país mostrou neste ano (2016) que, através do trabalho independente de organismos responsáveis pela aplicação da lei, é possível responsabilizar publicamente aqueles antes considerados intocáveis", diz a entidade. Ranking Dinamarca e Nova Zelândia, são os países que estão na liderança do ranking com um índice de transparência de 90. Sendo seguido pela Finlândia (com 89), Suécia (88) e Suíça (86). Na última posição está a Somália com 10 pontos no ranking de transparência. Por Layanna Vasconcelos Com informações do site: globo.com