Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 22 de janeiro de 2017

Pesquisa Cearense: Venenos de cascavel e cururu do Nordeste devem substituir a morfina como analgésico

A pesquisa acontece e será avaliada pela Anvisa (FOTO: Divulgação)

Novos analgésicos produzidos a partir do veneno de animais estão sendo desenvolvidos no Ceará e devem ser submetidos à análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até o fim de 2018.

Em entrevista à Tribuna Band News FM, o responsável pela pesquisa, Cris Namurti Carvalho, conta que as substâncias foram produzidas a partir de animais da biodiversidade do Nordeste, como o cururu e a cascavel. Segundo ele, o objetivo é que esses analgésicos substituam a morfina.

“São dois animais da biodiversidade que têm venenos muito ricos em diversas substâncias que são muito interessantes. Desse dois animais, nós isolamos duas substâncias naturais que serviram de modelos para que nós desenvolvêssemos novos analgésicos”, revela. 

Os testes em humanos só devem começar depois que o estudo for aprovado pela Anvisa. 

Segundo Cris Namurti Carvalho, o custo dos analgésicos deve ser baixo e que os animais já não são mais utilizados para produzi-los. “Nós usamos analgésicos naturais como modelos para o desenvolvimento de analgésicos mais eficazes, que hoje são os sintéticos”, explica. A pesquisa está sendo desenvolvida pela iniciativa privada em parceria com a Universidade
Fonte Tribuna do Ceará

Jovem tem 80% do corpo queimado após recusar relação sexual com o companheiro


mulher queimada
A vítima foi levada ao hospital da cidade onde está internada em estado grave - Foto: Divulgação / Polícia Civil
 
Uma jovem de 18 anos, identificada como Stéffani Aparecida Pereira Ribeiro, de 18 anos, teve 80% do corpo queimado pelo companheiro, após recusar-se a manter relações com ele. O caso aconteceu no município de Vacaria, a cerca de 240 Km de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

De acordo com informações da Polícia Civil, o companheiro da vítima, Michael de Andrade Ribas, de 28 anos, chegou à residência durante a madrugada após uma festa e quis manter relação sexual com a companheira. Com a recusa, ele jogou gasolina sobre o corpo dela e depois ateou fogo. 

queimada
Fogo se espalhou por outros cômodos, destruindo parte da residência - Foto: Divulgação / Polícia Civil 
  
Outras três pessoas, que residem na casa, prestaram socorro à jovem. Eles tentaram apagar as chamas com um banho de chuveiro, mas o fogo se espalhou por outros cômodos, destruindo parte da residência. A vítima foi levada a um hospital da cidade onde está internada em estado grave. O suspeito fugiu.

Histórico criminal

De acordo com as autoridades locais, Michael de Andrade Ribas é foragido do sistema penitenciário. Ele cumpria pena no Instituto Penal de Passo Fundo, de onde foi liberado para procurar emprego e não voltou mais.

Na sua ficha criminal, Michael tem passagens na polícia por roubos, furtos e tentativas de homicídio.



Fonte Diário do Nordeste

Jovem cearense morre em acidente no sertão da Paraíba .



post-feature-image

Um grave acidente foi registrado por volta das 3h da madrugada na rodovia PB 393, que liga a cidade de Poço José de Moura a São João do Rio do Peixe, no Sertão da Paraíba. Segundo informações da militar Magna, do 6º Batalhão de Polícia Militar de Cajazeiras, duas vítimas fatais foram o saldo do acidente e uma terceira ferida.

As vítimas fatais foram identificadas por Loyane Dantas Duarte, 21  que é natural de Iguatu e David Alves Moraes, 20 anos, que seguiam na rodovia em uma motocicleta tipo Biz, quando colidiu frontal com outra moto, segundo a PM. O David é da cidade de Poço José de Moura.

David morreu ainda no local, já Loyane foi socorrida pelo Samu, mas quando seguia para o Hospital Regional de Cajazeiras, a vítima não resistiu e faleceu dentro da ambulância. A terceira vítima não foi identificada pela PM e foi socorrida para o HRC. Os corpos serão encaminhados ao ILM de Patos.

Loyane tinha um bebê de apenas três meses de vida.
 | Diário do Sertão