Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Câmeras mostram execuções sumárias de pessoas nas ruas e avenidas de Fortaleza, revelando a crueldade e frieza dos assassinos


 EXECUÇÃO EM AVENIDA DA CAPITAL 
 ASSALTO E MORTE NO SÍTIO CÓRREGO - MONDUBIM
Câmeras instaladas em residências, condomínios e prédios comerciais flagraram nas últimas 24 horas, ao menos, três casos de assassinatos em Fortaleza.  As imagens podem ajudar as autoridades policiais na investigação para identificar e prender os criminosos, e revelam a crueldade e frieza de como os matadores deixam o rastro de sangue nas ruas de Fortaleza, com as vítimas sendo executadas sumariamente, sem chance nenhuma de defesa.
Um dos vídeos mostra um jovem correndo e ao tentar atravessar uma avenida, ele é executado com vários tiros disparados à queima-roupa. Neste caso, as imagens foram captadas através da câmera de um telefone celular e, certamente, quem filmou participou, mesmo que indiretamente, do crime. O local da execução não é revelado.
Latrocínio?
O segundo vídeo mostra as cenas de um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) que, supostamente, teria ocorrido na tarde desta segunda-feira no bairro Sítio Córrego, uma comunidade localizada no Grande Mondubim. Nas imagens, um homem caminha pela rua e se distrai no celular, quando é surpreendido por um casal de assaltantes, numa motocicleta.
A vítima é tomada pela surpresa e tenta reagir, ao travar uma rápida luta corporal com o assaltante na moto, mas acaba sendo alvejada por vários tiros à queima-roupa. Em seguida, o casal foge na moto enquanto o homem assaltado agoniza no meio da rua e ali mesmo morre.
A terceira cena gravada mostra a execução sumária de um homem em uma rua que, supostamente, seria a Humberto Lomeu, localizada no bairro Granja Portugal, na zona Sul de Fortaleza. O rapaz é abordado por três homens armados, usando balaclavas (capuzes)  e coletes à prova de balas. Eles descem de um veículo importado, fazem uma revista (busca de armas) no suspeito e, em seguida, o matam friamente com vários tiros de pistola. Em seguida, vão embora no mesmo automóvel.
As execuções sumárias nas ruas de Fortaleza viraram rotina, contrariando o discurso do Governo, que tenta convencer a população de que os assassinatos estão em queda. Quem acredita???

blogdofernandoribeiro.com.br