Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Bandidos atacam Ibaretama na madrugada e explodem caixas do Bradesco, no 62º roubo a banco do ano (ver lista)

Carro fogo
Na fuga após o ataque, bandidos costumam incendiar os carros nas estradas
Uma quadrilha fortemente armada, composta por cerca de oito homens, atacou a cidade de Ibaretama (a 130Km de Fortaleza), na madrugada desta quarta-feira (14). Os bandidos explodiram os caixas eletrônicos da agência do banco Bradesco e fugiram após atirar contra o Destacamento da PM.
O ataque dos criminosos ocorreu por volta de uma hora, quando a cidade já estava completamente deserta. Os criminosos se dividiram em dois grupos. O primeiro foi para a agência bancária e o segundo cerco o prédio do Destacamento da PM, repetindo uma cena que se tornou corriqueira nos últimos meses em diversas cidades de  pequeno e médio portes do Interior cearense.
Depois de explodir os equipamentos da agência, os ladrões trataram de fugir e, no caminho, incendiaram um dos veículos usados na fuga. O carro em chamas foi deixado atravessado em uma estrada na zona rural de Ibaretama.
A Polícia Militar foi acionada para tentar prender os criminosos e reforços foram enviados das cidades de Quixadá, Baturité, Itapiúna, Ocara e Ibicuitinga.  De fortaleza, foi enviado já na manhã desta quarta-feira um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) para dar apoio nas diligências na zona rural.
Segundo informações extra-oficiais, os ladrões não conseguiram roubar o dinheiro.
ATAQUES BANCÁRIOS NO CEARÁ EM 2016
01 – (23 de janeiro) – Arrombamento (furto) dos caixas eletrônicos e do cofre da agência do BANCO DO BRASIL na cidade do EUSÉBIO
02 – (1º de fevereiro) – Arrombamento (furto) de valores na  agência do BANCO DO BRASIL da cidade de FARIAS BRITO
03 – (4 de fevereiro) – Assalto praticado por uma quadrilha na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de NOVO ORIENTE, com reféns e fuga em vários veículos. Muitos tiros de fuzil
04 – (4 de fevereiro) – Arrombamento (furto) de caixas eletrônicos na agência  do BANCO DO BRASIL na cidade de CARIÚS
05 – (17 de fevereiro) – Assalto à mão armada praticado por uma dupla de ladrões na agência do BRADESCO da cidade de SOLONÓPOLE
06 – (19 de fevereiro) – Assalto com tiros e explosão de cofre e caixas eletrônicos na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MADALENA
07 – (1º de março) – Assalto do tipo “sapatinho”, isto é, com seqüestro de funcionário e seus familiares, contra a agência do BANCO DO BRASIL na cidade de CAMPOS SALES
08 – (3 de março) – Ataque de uma quadrilha fortemente armada na agência do BRADESCO  da cidade de SENADOR SÁ
09 – (23 de março) – Ataque com explosão de caixas eletrônicos na agência do BRADESCO da cidade de IBARETAMA. Grupo metralhou também a sede do destacamento da PM
10 – (3 de abril) – Arrombamento do cofre da agência do BRADESCO  da cidade de CANINDÉ
11 – (4 de março) – Assalto com explosão da agência do BANCO DOBRASIL da cidade de ORÓS
12 – (7 de abril) – Ataque de uma quadrilha com explosão na agência do BANCO DO BRASIL  da cidade de MORRINHOS
13 – (11 de abril) – Ataque ao estilo novo cangaço na Cidade de INDEPENDÊNCIA com roubos simultâneos nas agências do BRADESCO  e BANCO CO BRASIL com reféns e confronto com a Polícia Militar
14 – (17 de abril) – Ataque violento de uma quadrilha à cidade de SÃO JOÃO DO JAGUARIBE, com tiros disparados contra o Destacamento da PM e explosão de caixas do BANCO DO BRASIL.
15 –(29 de abril) – Bandidos atacam carro-forte na Prossegur na BR-122, no Município deIBARETAMA, à altura da localidade de Triunfo. Veículo tem o cofre explodido e os ladrões levam todo o dinheiro.
16 – (1º de maio) – Ladrões arrombam a agência do BANCO DO BRASIL da cidade de ICAPUÍ.
17 – (14 de maio) – Bandidos explodem a agência dos Correios da cidade de BANABUIÚ, onde funcionava um correspondente bancário do Banco do Brasil
18 – (17 de maio) – Quadrilha furta caixas eletrônicos da agência do BANCO DO BRASIL na cidade deFORQUILHA  depois de render os policiais militares do Destacamento.
19 – (17 de maio) – Quadrilha fortemente armada ataca um carro-forte da empresa Corpvs na rodovia estadual CE- 226, na ponte sobre o sangradouro do Açude Feiticeiro, na zona rural do Município deJAGUARIBE.  O veículo é explodido. Um vigilante ficou ferido a tiro.
20 – (30 de maio) – Ataque a um carro-forte da empresa de segurança privada Corpvs na CE-060, no Município de ACOPIARA. Bandidos armados com fuzis explodiram o blindado e levaram os malotes, abandonando depois uma Hilux na estrada em direção à Mombaça.
21 – (30 de maio) – Bandidos usaram maçaricos para violar um caixa eletrônico na agência do BANCO DO BRASIL na cidade de ITAITINGA.
22 – (2 de junho) – Quadrilha explode caixas eletrônicos da agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MONSENHOR TABOSA.
23 – (3 de junho) – Assalto à mão armada praticada por cinco bandidos na agência do BRADESCO da cidade de QUIXADÁ.
24 – (4 de junho) – Uma quadrilha tenta explodir os caixas eletrônicos da agência do BRADESCO  da cidade de CHORÓ, no Sertão Central
25 – (4 de junho) – Ladrões usam maçarico e violam caixas eletrônicos da agência do BANCO do BRASIL  da cidade de ARACOIABA.
26 – (7 de junho) – Assalto do tipo “sapatinho” na agência do BANCO DO BRASIL da cidade dePARAMBU. O gerente e sua família foram seqüestrados no dia anterior. Na manhã seguinte, o gerente foi levado à agência onde retirou o dinheiro e entregou à quadrilha.
27 – (13 de junho) – Bandidos explodem caixa-eletrônico do BANCO DO BRASIL  na Praia do Morro Branco, no Município de BEBERIBE
28 – (14 de junho) – Arrombamento na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de COREAÚ, onde os ladrões fizeram um buraco na parede lateral e usaram maçaricos para violar um caixa eletrônico e um cofre onde estavam armas e coletes dos seguranças.
29 – (15 de junho) – Quadrilha fortemente armada, inclusive com fuzis, ataca a cidade de CAPISTRANOdurante a madrugada. O bando invade o prédio do BANCO DO BRASIL  e causa explosão nos caixas eletrônicos. Na fuga, incendeia dois automóveis.
30 – (16 de junho) – Quadrilha ataca a cidade de CARIÚS e tenta roubar um cofre da agência doBANCO DO BRASIL, além de atirar contra o destacamento da PM
31 – (17 de junho) – Quadrilha usa maçaricos para arrombar um caixa eletrônico da CAIXA ECONÔMICA instalado nas dependências da Universidade do Cariri, na cidade do CRATO
32 – (18  de junho) – Arrombamento da agência do BANCO DO BRASIL da cidade de FORTIM. Bandidos usaram maçarico para Vilar os caixas eletrônicos.
33 – (18 de junho) – Arrombamento e violação de caixas eletrônicos com maçarico na agência doBANCO DO BRASIL  da cidade de VÁRZEA ALEGRE
34 – (18 de junho) – Assalto na sede do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), na Rua Castro e Silva, Centro, em FORTALEZA. Bandidos armados invadiram o local, dominaram e amarraram o vigilante e violaram um caixa eletrônico da CAIXA ECONÔMICA.
35 – (20 de junho) – Bandidos assaltam o posto do correspondente te bancário do BRADESCOEXPRESS na cidade de TABULEIRO DO NORTE.
36 – (20 de junho) – Uma dupla assalta o posto do correspondente bancário do BRADESCO da cidade de LIMOEIRO DO NORTE.
37 – (22 de junho) – Criminosos atacam a agência do BANCO DO BRASIL da cidade de ARACOIABAdurante a madrugada
38 – (22 de junho) – Polícia Militar troca tiros com bandidos durante uma tentativa frustrada de assalto á agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MADALENA.
39 – (30 de junho) – Arrombamento da agência do BRADESCO da cidade de SÃO JOÃO DO JAGUARIBE.
40 – (17 de julho) – Arrombamento a caixa eletrônico, com maçarico, na agência do bancoSANTANDER, na Avenida Santos Dumont, em  FORTALEZA
41 – (24 de julho) – Arrombamento de caixas eletrônicos com uso de maçarico na agência do BANCO DO BRASIL  localizado na Avenida Heráclito Graça, bairro Aldeota, FORTALEZA
42 – (29 de julho) – Ataque de uma quadrilha fortemente armada na cidade de PARAMBU, na Região dos Inhamuns. O grupo usou artefatos para explodir a agência do BRADESCO
43 - (29 de julho) – Bandidos desconhecidos praticam arrombamento à agência do BANCO DO BRASILda cidade de PALHANO, com maçarico e furtam o dinheiro do equipamento.
 44 - (29 de julho) – Bandidos desconhecidos praticam arrombamento à agência do BANCO DO BRASIL da cidade de PALHANO, com maçarico e furtam o dinheiro do equipamento.
45 – (31 de julho) – Ataque de uma quadrilha a agência do BANCO DO BRASIL no Município dePEDRA BRANCA. Bandidos explodiram os caixas eletrônicos e fugiram levando todo o dinheiro.
46 – (31 de julho) – Arrombamento de caixas eletrônicos do banco SANTANDER na agência localizada na Avenida Santos Dumont, bairro Aldeota, em FORTALEZA
47 – (1º de agosto) – Bandidos atacam a cidade do CEDRO e explodem caixas eletrônicos da agência do BRADESCO, além de atirar contra o Fórum daquela Comarca
48 – (2 de agosto) – Uma quadrilha fortemente armada ataca a cidade de TAMBORIL e explode caixas eletrônicos da agência do BRADESCO. Além disso, o bando atirou contra o Destacamento da PM e fugiu.
49 – (2 de agosto) – Bandidos tentam realizar uma “saidinha” bancária na agência do BRADESCO na esquina das ruas Major Facundo e Senador Alencar, no Centro de FORTALEZA. Acabam trocando tiros e matando o agente penitenciário JOSILEUDO LEITE DA SILVA, 46 anos.
50 – (9 de agosto) – Bandidos assaltam discretamente a agência do Banco SANTANDER  localizado no Campus da Universidade Federal do Ceará, no Pici, em FORTALEZA. Roubam dinheiro, armas e coletes dos vigilantes.
51 – (10 de agosto) – Uma quadrilha fortemente armada ataca a cidade de SENADOR POMPEU e, de forma simultânea, assalta as agências do BANCO DO BRASIL e da CAIXA. Na troca de tiros com a Polícia, um bandido acaba morto.
52 – (11 de agosto) – Bandidos invadem prédio onde funciona o gabinete do vice-prefeito de Fortaleza, na Avenida Luciano carneiro, no bairro Vila União, em FORTALEZA, e violam, com um maçarico, um caixa eletrônico do BANCO DO BRASIL, subtraindo o dinheiro.
53 – (11 de agosto) – Quadrilha fortemente armada ataca um carro-forte da empresa BRINKS, na BR-222, no Município de SÃO LUÍS DO CURU. Blindado foi interceptado na “Curva dos Frios” e teve o cofre explodido. Bandidos  levaram todo o dinheiro.
54 – (22 de agosto) – Quadrilha especializada em arrombamentos bancários ataca a agência da CAIXA ECONÔMICA  da cidade de HORIZONTE. O grupo fez um buraco na parede  do cofre e teve acesso a todo o dinheiro.
55 – (2 de setembro) – Uma quadrilha fortemente armada e numerosa atacou a cidade de BARREIRA e utilizou artefatos para explodir a agência do BRADESCO. Grupo agiu com extrema violência.
56 – (7 de setembro) -  Ataque de uma quadrilha à agência da CAIXA ECONÔMICA  na cidade deTAMBORIL. Bandidos tentaram  abrir o cofre-forte e dispararam tiros dentro da agência.
57 – (12 de setembro) – Bandidos violam o caixa eletrônico da agência da CAIXA ECONÔMICA situada na Avenida Francisco Sá, no bairro Carlito Pamplona, em FORTALEZA.
58 – (6 de outubro) – Quadrilha armada faz reféns num assalto à agência do BANCO DO BRASIL  da cidade de IPAUMIRIM. Utilizam artefato para explodir um caixa eletrônico e levam todo o dinheiro.
59 – (4 de novembro) – Bandidos invadem a sede da Prefeitura da cidade de ALTANEIRAS e explodem um caixa eletrônico do BANCO DO BRASIL .
60 – (5  de novembro) – Quadrilha ataca a agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MARCO, explodem a agência e depois fogem disparando tiros.
61 – (6 de novembro) – Mesma quadrilha do ataque anterior, supostamente, ataca desta vez na cidade vizinha de BELA CRUZ e explode os caixas eletrônicos do BANCO DO BRASIL.
62 – (14 de dezembro) – Ataque à agência do BRADESCO da cidade de IBARETAMA. Bandidos explodem os caixas eletrônicos e não conseguem roubar o dinheiro, segundo informação da Polícia.
ATUALIZADO EM 14.12.2016/////////////.blogdofernandoribeiro.com.br

Homicídios aumentam 34% em três meses em todo o Estado. Na Capital, a elevação chega a 36,6%

Chacina 10
Execuções sumárias ocorrem diariamente nos bairros periféricos da Capital, por conta das drogas
A Assembleia Legislativa do Ceará realiza na manhã desta quarta-feira (14), sessão especial para a apresentação dos trabalhos do Comitê de Prevenção a Homicídios. O evento acontece no momento em que os números da criminalidade crescem no Estado. Nos últimos três meses,  esta elevação foi da ordem de 34,2 por cento. E em apenas 12 dias de dezembro, já foram registrados 115 assassinatos.
Segundo dados divulgados pela própria Secretaria da segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em setembro foram contabilizados em todo o estado 222 assassinatos. Em outubro, o número saltou para 278. E em novembro, passou para 298.
Somente neste mês de dezembro, entre os dias 1º e 12,  foram registrados 35 homicídios na Capital cearense, 29 na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), outros 29 nos Municípios que compõem o Interior Sul; e mais 22 casos no Interior Norte, totalizando 115 execuções.
Capital
Entre as quatro regiões do Estado monitoradas na estatística da criminalidade, a Capital é a que apresentou nos últimos três meses  maior alta nos casos de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLI), isto é, homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesões corporais seguidas de morte.
Em setembro, Fortaleza registrou 57 assassinatos. Em outubro o número saltou para 71. E em  novembro, foram 97 casos, o que revela  um crescimento em apenas 90 dias da ordem de 36,6 por cento nos homicídios, fato que preocupa as autoridades da Segurança Pública e atormenta a população.
Contabilizando o período de janeiro a novembro de 2016, somando-se os 3.087 CVLIs  com as 48 mortes em unidades do Sistema Penitenciário e mais 90 óbitos decorrentes de intervenção policial (90), chega-se a, nada menos, que 3.225 pessoas assassinadas no Ceará em 11 meses. A previsão, dentro da média mensal, é que o ano termine com aproximadamente  3.500 homicídios no Ceará. /////blogdofernandoribeiro.

Ciclo de previsões populares começa com chuva no Ceará

Image-0-Artigo-2174315-1
A experiência predileta do agricultor Francisco Domingos Dias, de Iguatu, é a tradição de, a cada ano, colocar as pedras de sal na janela ( Fotos: Honório Barbosa )

Iguatu. A principal pergunta que se faz no sertão cearense é se haverá ou não inverno em 2017. Nos açudes não há mais água, a mata secou, o cenário é de aridez. A preocupação de todos é com a possibilidade de um sexto ano seguido de chuva abaixo da média. Os profetas das chuvas, que observam as plantas, animais, ventos, nuvens, estrelas, o horizonte, a lua, segundo reza a tradição, começaram com o ciclo de experimentos, neste dia 13, dedicado a Santa Luzia.

Na madrugada de ontem, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuva em nove municípios. A maior precipitação foi em Viçosa do Ceará, com 14,8mm. Nos últimos dias a intensidade do céu nublado começou a aumentar, sobretudo nos municípios do Interior.

Segundo o meteorologista da Funceme, Raul Fritz, as precipitações desta terça-feira foram as primeiras do que é considerada a pré-estação chuvosa, período que, conforme explica, deve se intensificar. "Dezembro costuma ter uma frequência maior de chuvas a partir da segunda quinzena, apesar de não serem muito regulares", disse. No período, as precipitações registram uma média histórica de 32mm no Estado. Até ontem, as primeiras precipitações já registraram 6,5 mm. "Até o fim do mês pode ser que cheguemos próximo dessa quantia", sinaliza Raul.

Ele explica que as chuvas são consequência de fenômenos meteorológicos oriundos da Bahia, e que podem atuar com mais intensidade no Sul do Ceará. O principal fenômeno da pré-estação, os vórtices ciclônicos de altos níveis, também colaboram. Raul adianta que ainda nesta semana, caso se confirmem, os fenômenos devem trazer novas chuvas. "Temos uma tendência razoável, de que a partir de sexta-feira venham mais chuvas, a se confirmar nos próximos dias".

Pedras de sal

Da noite do dia 12 para o dia 13, alguns sertanejos mantêm a tradição de colocar pedras de sal nos parapeitos das janelas, que recebem umidade durante a madrugada. Ontem, cedinho, verifica-se que as pedras estavam molhadas. São seis. Cada uma representa um mês de janeiro a junho.

O agricultor Francisco Domingos Dias, 74, morador do Sítio Açude do Governo, no distrito de José de Alencar, em Iguatu, mantém a tradição e, a cada ano, faz a sua experiência predileta: coloca as pedras de sal. Neste ano, ele contou com a sobrinha, Maria Carvalho. Conhecido por Chico de seu João, Francisco Dias, disse que a experiência foi boa. "Os melhores meses foram janeiro e abril, que deverão ter mais chuva. Junho vai ser melhor que maio", conta. A próxima experiência será observar a barra (horizonte) no Natal.

O poeta Patativa do Assaré deixou o poema "A triste partida", que foi musicado na voz de Luiz Gonzaga. A música fala do sofrimento do sertanejo em meio à seca que se agrava e a fé nas experiências místicas dos agricultores. "A 13 do mês/ ele fez experiência/ perdeu sua crença/ nas pedras de sal".

Barra do Natal

Outra crença em que o sertanejo se agarra é na barra do Natal. É a esperança e o esforço do agricultor em encontrar indicações da natureza para se saber se as chuvas serão abundantes, tardias ou irregulares e escassas. O agricultor Francisco Dias enfrentou anos de seca com os pais, passou fome e viu muita gente morrer em 1958, quando uma estiagem intensa castigou o Ceará. Ainda hoje ele fica emocionado quando recorda as dificuldades para conseguir trabalho e alimento para a família. "Só tinha água no pote. Depois o governo colocou frentes de serviço nas estradas e entregou de comer", recorda.

As experiências, aprendeu com o avô, que veio da Paraíba. "Antes havia mais agricultores que observavam muitas coisas, mas hoje esse costume está se perdendo entre os jovens. Além disso, acho que o tempo está virado, uma experiência aponta para um caminho, outra diz diferente", afirma. Na casa do agricultor Francisco Dias, mulher, filhos e nora acompanham as experiências. Depois de cinco anos seguidos de reduzida chuva, o produtor rural mostra confiança em 2017. "Espero um bom inverno, pois já é tempo".




Fonte Diário do Nordeste