Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 6 de novembro de 2016

Vídeo mostra jovens sendo torturadas e agredidas por traficantes

Jovens foram torturadas em comunidade com UPP na Zona Sul do Rio

Vídeo mostra jovens sendo torturadas e agredidas por traficantesFoto: Reprodução
A polícia investiga um vídeo que mostra três jovens sendo agredidas por criminosos no Morro dos Tabajaras, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Segundo o delegado Deoclécio Assis, titular da unidade, as mulheres teriam sido torturadas e agredidas por traficantes da comunidade, que conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), sob a alegação de que seriam “informantes de policiais”.
As imagens, que vêm sendo compartilhadas na internet, trazem as três mulheres, com os cabelos raspados, sendo forçadas por um homem a trocar tapas no rosto. “De quem ela falou a casa?”, pergunta o bandido. “Não falei nada de você”, responde uma das vítimas. “Quem deu a minha casa?”, insiste o criminoso, que chega a agredir duas das jovens com um chinelo.
De acordo com a 12ª DP, foram PMs da UPP que localizaram a gravação nas redes sociais e as apresentaram na delegacia. No vídeo, chegam a ser citados dois nomes de traficantes que atuam na região — um deles, inclusive, já foi identificado pela polícia.
Trata-se de Gabriel Alves de Lima, de 25 anos, preso um dia antes por agentes da UPP Tabajaras. Segundo os PMs, o suspeito, antes de ser capturado, havia entrado em uma casa e feito como reféns duas das três jovens que aparecem nas imagens. A ocorrência acabou apresentada na própria 12ª DP, onde Gabriel foi autuado pelos crimes de associação para o tráfico de drogas e constrangimento ilegal. As mulheres foram ouvidas e liberadas.
Fonte: Extra

Mulher da à luz a um bb depois mata e joga em açude no Maranhão



                       post-feature-image

De acordo com os informações uma mulher matou seu próprio filho e jogou no açude na cidade de Sítio Novo do Maranhão.

Segundo informações a mãe da criança teve uma depressão pós parto. IML já si deslocou para sítio novo.

Foto da criança ainda no açude e da mãe que já está presa.


  IMPRENSA POLICIAL DO BRASIL

Pai é preso por estuprar as filhas de 8,10 e 11 anos e uma enteada de 12



post-feature-image

Um homem foi preso na manhã de quarta-feira (3), no bairro Tomba, em Feira de Santana (BA), acusado de estuprar uma enteada de 12 anos, e suas três filhas, de 8, 10 e 11 anos de idade. O acusado foi identificado como Moisés de Jesus da Silva, 33 anos. O acusado nega todas as acusações. De acordo com a Delegacia de Adolescente Infrator (DAI), os policiais cumpriram o mandado de prisão preventiva contra o suspeito por volta das 10 horas da manhã.

Conforme relata a polícia, os estupros aconteciam sempre à noite na casa do suspeito, que fica localizada no bairro Santo Antônio dos Prazeres, em Feira de Santana. Segundo informações repassadas pela delegada Milena Calmom, titular da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), em uma entrevista dada ao portal 'Acorda Cidade', as denúncias dos abusos sexuais foram feitas pela própria mãe das vítimas. Ainda de acordo com a delegada Milena, foi comprovado que a menina de 12 anos teve o seu hímen rompido durante os abusos e que as outras meninas descrevem com clareza os abusos sofridos pelo pai.

"Quando a mãe ficou sabendo dos abusos sofridos pelas meninas, ela veio direto na delegacia. A mãe tem seis filhas e todas moram com o acusado. As meninas foram levadas para a perícia, incluindo a de 12 anos, que teve o seu desvirginamento confirmado, então, sem nenhuma dúvida ouve uma introdução em seu órgão genital, assim provocando o rompimento do seu hímen. Logo após, as outras meninas foram ouvidas e relataram com clareza os abusos que elas sofriam pelo pai, e que ele tocava em suas partes íntimas todos os dias", relata a delegada.

Segundo a delegada, como a casa onde eles moram tem poucos quartos, as meninas dormiam todas juntas e o acusado dormia todas as noites sempre no meio das vítimas. O acusado prestou seu depoimento na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI) e, logo após, foi encaminhado para a penitenciária de Feira de Santana (BA). Um inquérito foi aberto e o caso está sendo investigado pela polícia.

Um caso semelhante aconteceu na semana passada em Feira de Santana. De acordo com o portal 'Acorda Cidade', um homem identificado como Roque Bispo dos Santos, de 59 anos, foi preso após ser acusado de estuprar seis meninas - entre as vítimas, netas e sobrinhas. #Crime #Casos de polícia #Estupro