Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 3 de junho de 2017

Acusado de degolar o pescoço de um menor em Juazeiro já matou um guarda e foi preso em Barbalha


post-feature-image

A polícia esclareceu o assassinato do adolescente Luiz Manoel Rodrigues Bento, de 17 anos, que residia na Avenida Carlos Cruz, 889 (Pio XII) em Juazeiro e o acusado do crime já está preso. O corpo da vítima foi encontrado com a cabeça decepada em um matagal na Rua Francisco Martins de Sousa no bairro Frei Damião na noite de segunda-feira (29). Entretanto, a polícia já sabe que o mesmo foi morto na madrugada daquele dia após retornar da abertura da festa em louvor a Santo Antonio em Barbalha.

Por volta das 13 horas desta quinta-feira o diretor do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa da 20ª DRPC, Delegado Giovani Aquino, comandou a prisão de Antonio Cláudio Jacó da Silva, de 36 anos, o "Mermeu", que já responde por crimes de latrocínio, tráfico de drogas, assaltos, furtos, receptação, crimes de trânsito, porte ilegal de arma de fogo e danos em Crateús, Sobral e Juazeiro. Trata-se de um ex-presidiário residente no bairro Jardim Gonzaga em Juazeiro.

A prisão aconteceu na Rua Zuca Sampaio imediações do Fórum de Barbalha no bairro Santo Antonio e os policiais civis encontraram com “Mermeu”. Com ele, o delegado e inspetores encontraram uma bolsa contendo vários papelotes de cocaína dentro de uma toca preta. O mesmo é considerado foragido da Comarca de Crateús onde matou um Guarda Municipal para roubar e tem contra si um mandado de prisão em aberto.

A princípio, sua custodia se dá por conta do crime de tráfico de drogas pelo qual foi indiciado em Inquérito Policial, mas o Delegado Giovani Aquino já adiantou que vai pedir sua prisão preventiva junto ao poder judiciário para responder pelo homicídio. “Mermeu” nega envolvimento no assassinato de Luiz Manoel, porém a polícia diz não ter dúvida da autoria delitiva e vai indiciá-lo no Inquérito que apura o crime por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e a forma cruel decepando a cabeça).

Segundo o que foi apurado pelo delegado e sua equipe de investigadores, a motivação do crime seria passional já que Luiz Manoel estaria mantendo um romance com a esposa de “Mermeu”. Inclusive, a vítima e a garota estiveram juntas participando do cortejo do Pau da Bandeira em Barbalha juntamente com uma amiga dela. No retorno, estavam seguindo para a residência desta última sem saber que “Mermeu” se encontrava de tocaia.

Ao se deparar com Luiz, o acusado passou a atirar quando a vítima correu para o matagal e as mulheres adentraram o imóvel. “Mermeu” acompanhou seu rival e concluiu a execução. Depois foi ao encontro da companheira, agrediu a mesma e a levou consigo. O casal estaria tramando fuga para São Paulo, sendo ele por conta do homicídio e a esposa devido a supostas ameaças feitas por familiares da vítima.
Créditos: Demontier Tenório via Miséria.com.br

Jovem de 19 anos é queimada viva por dívida com tráfico


post-feature-image

O corpo de uma jovem de 19 anos foi encontrado carbonizado na última quarta-feira (31) em uma cova rasa em uma área rural de Brusque, no Vale do Itajaí. Segundo a Polícia Civil, a vítima teria sido executada em razão de uma dívida envolvendo tráfico de drogas. Quatro pessoas foram presas.

Segundo a polícia, Roberta Keller foi morta na madrugada do dia 25 de maio. Quatro pessoas obrigaram a vítima a entrar em um táxi. O veículo foi até o início de uma estrada rural e a garota, levada para uma clareira no matagal, segundo a investigação.

Conforme os laudos cadavéricos, Roberta foi agredida. A polícia acredita que a vítima foi queimada viva com gasolina.

Entre os suspeitos presos preventivamente estão o suposto mandante do crime, o taxista e um homem e uma mulher que estavam no táxi. Uma quinta pessoa está com mandado de prisão em aberto.

A jovem não tinha endereço fixo e mantinha um relacionamento com um suspeito de tráfico.

A investigação começou na terça (30) a partir de informações da inteligência enviadas pela comarca de São Bento do Sul, que davam conta de dois homens eram suspeitos de ter cometido um assassinato.
Créditos: G1