Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Evangélicos preferem Lula e Doria para 2018


A pesquisa realizada pelo grupo de estudos de mídia, religião e cultura (Mire) da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp), durante a marcha para Jesus, na última quinta-feira (15), durante a 25ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo, mostrou que os evangélicos votariam em Lula e Dória em 2018.

A preferência se polariza entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 12,5% das intenções de voto, e o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), com 11,56%.

Trata-se do primeiro recorte evangélico das intenções de voto a um ano do começo da campanha de 2018, mas sem o peso de uma pesquisa eleitoral tradicional. O grupo entrevistou 424 evangélicos.

Fonte: Notícias ao Minuto

Moro anunciará a qualquer momento condenação de Lula


Um dos argumentos usados pela defesa de Lula veio abaixo nesta terça-feira (21). Em suas alegações finais, a defesa afirma que a OAS transferiu os direitos econômicos e financeiros sobre o imóvel a partir de 2010 para um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Assim, não teria como ceder a Lula a propriedade do imóvel ou prometer a sua posse.

Como lembrou o Blog do Noblat, em nota oficial, a Caixa afirmou que não é dona dos direitos econômicos do imóvel. O FGTS adquiriu debêntures da OAS garantidos pela hipoteca do prédio, do qual o tríplex faz parte. Mas isso não impediria a comercialização dos imóveis.

A qualquer momento, o juiz Sérgio Moro poderá divulgar a sentença que condenará ou absolverá Lula. Ainda de acordo com o Blog do Noblat, nem Lula nem os que o cercam mais de perto apostam na absolvição. Se ela acontecesse, segundo alguns, seria como se Moro assinasse o atestado de morte da Lava Jato.

Da mesma forma, Lula e os seus não imaginam que Moro possa decretar a prisão do ex-presidente. Se Lula permaneceu solto até aqui, não haveria razão para prendê-lo antes de a segunda instância da Justiça confirmar ou rever a sentença de Moro.

Fonte: Notícias ao Minuto