Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Telefones pré-pago agora terão detalhes de uso no Ceará

A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou nesta quinta-feira, 29, projeto de lei que obriga operadoras de telefonia a disponibilizar, na internet, extrato de uso da modalidade pré-pago, detalhando serviços utilizados, com informações similares ao que já se tem em serviços de conta ou pós-pago. A matéria segue para sanção do Executivo e deve ser obedecida pelas operadoras em 180 dias após publicação no Diário Oficial do Estado.

Segundo o do projeto de lei nº 154/15, além de extratos com o relatório de uso dos créditos da linha pré-pago, os portais de internet das operadoras deverão apresentar “condições de venda dos produtos ou serviços adquiridos, com o mesmo padrão de acesso, segurança de dados, qualidade de serviço e detalhamento das contas de serviços prestados mediante contrato conhecidos como ‘planos pós-pagos’”.

As operadoras de telefonia lideram rankings de reclamações em órgãos de defesa do consumidor e, para o autor da matéria, o deputado estadual Odilon Aguiar (PMB), o número também está ligado aos serviços de pré-pago, uma vez que “é muito comum consumidores fazerem a recarga nos aparelhos e verem os créditos desaparecer, ficando cheios de questionamento”.

“Hoje as pessoas lançam seus créditos e não sabem como são consumidos. Desaparecem. Presidindo a Comissão de Defesa do Consumidor, deparei-me com muitas reclamações nesse sentido”, diz o parlamentar.

Caso as operadoras não sigam os requisitos, decorridos os 180 dias de prazo estabelecido pela lei, serão multadas em R$ 1972,12 “por número de celular que utilize os serviços da operadora na modalidade pré-pago”. A quantia será destinada ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDID).


Fonte O Povo

Mulher desmaia ao descobrir que quebrou joia de R$ 145 mil em uma loja

Mulher foi levada a um hospital após o desmaio
Mulher foi levada a um hospital após o desmaio

Uma mulher desmaiou após ter acidentalmente quebrado um bracelete de US$ 44 mil (cerca de R$ 145 mil) em uma joalheria na China.

A mulher, identificada como sendo uma turista, mas que não teve o nome divulgado, experimentava o bracelete de jade, em um mercado em Ruili, no sudoeste da China.

Assim que o vendedor informou o preço, a mulher tentou tirar o bracelete. Mas, na pressa, acabou derrubando no chão e o partindo em dois.

Imediatamente, a turista entrou em pânico, ficou pálida, começou a suar e desmaiou nos braços dos clientes que tentavam acalmá-la. Ela foi levada de ambulância a um hospital, mas passa bem.
Shanghaiist.com
O bracelete de jade quebrado por uma turista

O vendedor disse que ela poderia pagar US$ 25 mil (cerca de R$ 82 mil) para resolver o assunto, mas a mulher disse que só teria US$ 1.500 (cerca de R$ 5.000). A polícia não chegou a um acordo e o caso pode ir parar na justiça.

Para o portal de notícias Sina, uma associação de pedras preciosas local disse que o bracelete vale "apenas" US$ 26 mil (cerca de R$ 85 mil). Jade é o nome genérico para dois tipos de pedras precisosas: jadeíte e nefrite.

Os chineses acreditam que ela representa boa saúde e vida longa. A pedra, que pode ser encontrada em várias cores, foi usada em ferramentas e armas por ser bastante resistente.


Fonte UOL