Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Piloto de avião com 600 quilos de cocaína diz que informou plano de voo falso à FAB


Foto: Divulgação / PM Goiás
 O piloto do avião que foi interceptado com mais de 600 quilos de cocaína em Goiás disse à Polícia Federal que informou à Força Aérea Brasileira (FAB) um plano de voo falso. Inicialmente, a FAB divulgou a informação de que o piloto havia decolado de uma fazenda no Mato Grosso que pertence à empresa Amaggi, administrada pela família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (veja mais). No entanto, depois de serem presos na noite desta segunda-feira (26), o piloto e o copiloto do avião bimotor disseram à PF que partiram da Bolívia com destino à cidade de Jussara, em Goiás. "Ele [piloto] informou que repassou um plano de voo como se tivesse saído de uma fazenda no Mato Grosso, e que fosse a outra fazenda, mas na verdade, como ele mesmo alegou, seria um plano de voo falso. Ele não saiu daquela fazenda", comentou o delegado responsável pelo caso, Bruno Gama, em entrevista à TV Anhanguera.