Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 20 de junho de 2017

PM à paisana é assassinado em movimentado cruzamento nos Jardins, em SP

Policiais preservam local onde PM foi baleado nos Jardins, em SP (Foto: Rogério de Santis/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Policiais preservam local onde PM foi baleado

Um policial militar à paisana morreu após ser baleado na Alameda Franca, nos Jardins, bairro nobre de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (19). Jefferson Salles de Souza, de 34 anos, foi baleado na cabeça e levado ao pronto-socorro do Hospital das Clínicas, onde morreu.
O crime aconteceu na movimentada esquina com a Avenida Nove de Julho. Testemunhas disseram que o policial, que estava em uma moto, foi abordado por dois criminosos em outra motocicleta, que dispararam e fugiram.
A polícia vai investigar se os criminosos tentaram assaltar o PM ou se o executaram.
Outros casos - No fim da tarde, um outro policial militar que estava a serviço foi baleado no ombro no Butantã, na Zona Oeste. O PM foi atingido quando tentou abordar homens que estavam numa moto roubada. O policial foi levado para o Hospital das Clínicas e não corre risco de vida.
Na Rua do Glicério, no Centro, uma outra PM que estava indo para o trabalho foi rendida por um casal. A policial reagiu, atirou no homem que saiu correndo, mesmo baleado. A PM conseguiu prender a mulher.
Neste ano 15 policiais militares foram assassinados na capital e na Grande São Paulo. A maioria estava de folga

R$ 520 mi em multas foram aplicadas no Ceará

A aplicação de multas é algo crescente nos últimos dois anos na Capital cearense e demais municípios do Estado. 

Os números podem ser confirmados por meio de dados do Fundo Nacional de Segurança e Educação no Trânsito (Funset), solicitados pelo Diário do Nordeste ao Ministério das Cidades (MCid). 

Ao todo, a quantia arrecadada é calculada em cerca de R$520 milhões em infrações divididas nos anos de 2015, 2016 e 2017, até o último dia 18 de maio.

DN Online