Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 25 de junho de 2017

Vídeos mostram porque você nunca deve permitir que seus filhos vão à um Baile Funk



Menores de idade, armas, orgias e muitas drogas. São esses os ingredientes de um baile funk. O Engatilhado é um site feito para pessoas de bem, e aqui não temos medo de dizer a verdade. Enquanto a grande mídia defende que o Funk é cultura, nós fazemos questão de mostrar os motivos para jamais permitir que seus filhos vão à um Baile Funk.

A primeira coisa que você tem que entender é que 99,9% dos bailes funk são organizados por criminosos. Geralmente para vender suas drogas, lavarem dinheiro e se divertirem com as “novinhas”.  Em baile funk o seus filhos estão sujeitos a se envolverem com criminosos, a serem assassinados, a entrarem no mundo das drogas, a serem estupradas, a serem torturados, etc…

Você sabia que o suposto estupro coletivo da semana passada começou em um baile funk? Então veja os vídeos abaixo e decida se você vai deixar seu filho participar desse circo dos horrores, que é chamado de cultura aqui no Brasil. Clique para ver o video no link a seguir.


MULHER É BALEADA NA PERIFERIA, MAS DISPARO ATINGE CELULAR





'Ficou vermelho do impacto, mas não foi nada de grave', contou parente da vítima. Veja imagens do aparelho. Aparelho de vítima foi atingido por bala durante tiroteio no Alemão (Foto: Reprodução Voz Da Comunidade) ma mulher foi baleada na manhã deste sábado (24) no Complexo do Alemão, na Zona Norte da cidade, mas foi salva graças a um telefone celular que estava no bolso. A bala atingiu o aparelho e evitou que a vítima se ferisse de forma mais grave. As informações foram antecipadas pelo Jornal Voz das Comunidades e confirmadas pelo G1 com um parente da mulher. "Ela só sentiu o impacto. Inclusive, se assustou, mas [a bala] só atingiu o celular. Ficou vermelho do impacto, mas não foi nada de grave", contou o cunhado da vítima, o segurança Eder Queiroz. De acordo com Eder, a vítima, Elida (irmã da esposa dele) estava na loja de motos do pai quando começou o tiroteio, na Rua Antônio Austragésio, uma das principais vias do conjunto de favelas. Segundo o segurança, tudo ocorreu por volta das 10h. O aparelho, da marca Samsung, ficou destruído, mas salvou Elida. Eder contou, ainda, que a troca de tiros começou "do nada" e que, por isso, "não deu tempo do pessoal correr". Impacto destruiu aparelho (Foto: Reprodução Voz Da Comunidade) O comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, comunicou que policiais faziam um patrulhamento na Rua Austregésilo quando criminosos armados atiraram contra a equipe, por volta das 10h. A PM confirma que houve confronto, mas os criminosos fugiram. Além de Elida, a UPP informou que, até às 15h50, não havia registro de presos ou feridos no incidente.




FONTE: G1