Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 3 de junho de 2017

Janot denuncia Aécio Neves ao STF por corrupção e obstrução da Justiça


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta sexta-feira, 2, denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB) pelos crimes de corrupção e obstrução da Justiça. Na denúncia, a PGR acusa Aécio Neves de solicitar R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos delatores da JBS.

A irmã do parlamentar, Andrea Neves, o primo de Aécio, Frederico Pacheco, e Mendherson, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), também foram denunciados. Todos foram citados na delação premiada da JBS. De acordo com o procurador, o recebimento do valor teria sido intermediado por Frederico e Mendherson, que teria entregue parte dos recursos em uma empresa ligada ao filho de Perrella. A denúncia está baseada em gravações feitas pela Polícia Federal, durante uma ação controlada.

A denúncia será analisada pelo ministro Marco Aurélio e julgada pela Primeira Turma do Supremo, composta pelos ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux. A data ainda não foi definida.

A defesa do senador afastado têm alegado que o pedido de dinheiro a Joesley Batista, feito em conversa gravada pelo delator, foi um empréstimo. Em vídeo divulgado recentemente, Aécio disse que o valor se referia à venda de um apartamento da família dele a Joesley. Segundo ele, a partir daí Joesley teria armado uma situação na qual o empréstimo de R$ 2 milhões pareceria um ato ilegal. O senador nega que tenha havido qualquer contrapartida pelo empréstimo, descaracterizando atos de corrupção.


Fonte O Povo

Mulher apanha e faz vídeo ao vivo no Face para pedir socorro: “meu ex vai me matar”


post-feature-image

'Eu estou com medo de morrer. Ele me espancou por mais de uma hora e ninguém fez nada', diz a jovem no vídeo, que já foi visto por mais de quatro milhões de internautas.

Com marcas de hematomas nos olhos, pescoço e braços, Danila Areal denunciou uma agressão do seu ex-marido, na noite desta segunda-feira, em uma transmissão ao vivo no Facebook. "Eu estou com medo de morrer. Ele me espancou por mais de uma hora e ninguém fez nada. Não teve polícia e nenhum vizinho veio me socorrer", relata a mulher no vídeo, que tem duração de 12 minutos e já foi visto por mais de quatro milhões de internautas nas últimas 24 horas.

De acordo com a vendedora de 28 anos, a última agressão do homem aconteceu neste sábado — um mês após a separação — na casa dela, em Volta Redonda, no Sul Fluminense. "Eu fui agredida por ele durante oito anos, desde os primeiros meses de relacionamento, mas não tinha coragem de denunciar. Me sentia acuada e envergonhada", revelou ao DIA.

Danila conta que o ex-companheiro, de 39 anos, não entrou em contato após sua publicação nas redes sociais. "A última vez que eu o vi foi no sábado. No entanto, ele mandou dois amigos dele no hospital que eu estava. Acho que para ver o estrago que ele tinha feito". A autonôma conta que o homem soube dos seus planos de compartilhar a agressão e pediu para que uma amiga fosse até sua casa. "Ela foi me acovardar e disse que ele faria coisa pior caso a história vazasse."

Créditos: O DIA VIA iG