Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 15 de janeiro de 2017

Policiais militares entram em presídio de Natal; 10 mortes confirmadas


Os policiais militares esperaram amanhecer para entrar na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na Grande Natal, onde já houve pelo menos dez mortes, após rebelião. A corporação entrou no presídio às 5h30 deste domingo (15), com veículos blindados, vans e carros.

Segundo o G1, o objetivo da entrada dos agentes é acabar com o motim, iniciado ontem e que já dura mais de 13 horas. Nas áreas externas dos pavilhões, a polícia entrou minutos depois, às 6h10. Já às 6h50, na área interna.

Por volta das 6h20, diz a reportagem, uma fumaça negra pôde ser vista nos pavilhões, além de bombas de efeito moral do lado de fora do presídio. Um helicóptero da PM auxilia na operação, que envolve Choque, Bope e Grupo de Operações Especiais (GOE).



Fonte Noticias ao Minuto

Guerra entre facções já tem pelo menos 10 mortos no Rio Grande do Norte


força
O Batalhão de Choque, o Bope e a Força Nacional estão no local para tentar conter a rebelião ( Foto: Agência Brasil )
 
A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, cidade ao lado de Natal, registra nesta sábado (14) mais um capítulo da guerra entre facções com a morte de ao menos 10 presos. Segundo a assessoria do governo estadual, trata-se de uma disputa entre as facções Primeiro Comando da Capital (PCC) e Sindicato do Crime RN.

Maior penitenciária do Rio Grande do Norte, Alcaçuz tem cerca de 1.150 presos em um espaço com capacidade total para 620.

O motim começou por volta de 16h30 e ainda não foi controlado pelas autoridades estaduaisOs presos teriam invadido o pavilhão 1 e o 5. O pavilhão 5 é uma unidade separada e que faz parte do Complexo de Alcaçuz. Atuam no Rio Grande do Norte, além do Primeiro Comando da Capital (PCC), o Sindicato do Crime do RN rival do grupo paulista e mais próximo da Família do Norte e Comando Vermelho.

Em Alcaçuz, segundo fonte ouvida pelo Estado, os pavilhões 1,2,3 e 4 são dominados pelo Sindicato do Crime RN e o 5 encontra-se com presos com algum tipo de ligação o PCC.

O Batalhão de Choque, o Bope e a Força Nacional estão no local para tentar conter a rebelião. O governo um grupo de gerenciamento de crise para acompanhar a rebelião com integrantes de todas as forças de segurança do estado e Ministério Público. O grupo, segundo a assessoria do governo, vai trabalhar em regime de plantão para tentar reverter a situação de descontrole dentro do sistema prisional.



Fonte Diário do Nordeste

Novo golpe no WhatsApp promete mostrar quem viu sua foto


   (Crédito: Reprodução/Catraca Livre)
(Crédito: Reprodução/Catraca Livre)

Um novo golpe no WhatsApp promete mostrar quem visualizou suas fotos e status. Em duas semanas, mais de 60 mil dispositivos foram infectados. As informações são do Olhar Digital.

De acordo com o presidente da ESET Brasil, Camillo Di Jorge, o modo de atuação do golpe não é novo. “Os cibercriminosos tentam enganar os usuários do WhatsApp para que eles se inscrevam em serviços de SMS premium”, explica.

Os criminosos prometem ativar o novo recurso quando o usuário compartilhar o link com dez amigos ou cinco grupos. Depois disso, é preciso inserir dados de contato, que resulta na inclusão da linha em um serviço pago.

Uma das novidades em relação a outros golpes é a modificação do código-fonte da página, que dificulta a análise.

A recomendação é para que os usuários fiquem atentos às mensagens do WhatsApp e não cliquem em links que contenham informações suspeitas, independentemente de quem as tenha enviado.



Fonte R7