Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 6 de junho de 2017

Dez presos fogem de Complexo Penitenciário em Itaitinga

Todos os foragidos se evadiram da CPPL III, em Itaitinga, dominada por membros do PCC.

Mais uma fuga de presos foi registrada na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. Pelo menos 10 presos se evadiram da unidade na noite deste domingo (4).
Os agentes penitenciários localizaram ainda um túnel (Foto: VC/Repórter)

Conforme uma fonte oficial da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), que optou por não se identificar, os foragidos estavam na Rua 'C' da CPPL III. A Casa de Privação é conhecida por ter sido dominada por integrantes da facção PCC.

Ainda no domingo, houve pelo menosduas tentativas de fugas frustradas no complexo Os agentes penitenciários encontraram nas ruas A e D túneis, combobós e cerca quebradas. A Pasta afirmou ainda estar promovendo a contagem do número de detentos a fim de divulgar os números oficiais.

A última fuga registrada em presídios do Ceará aconteceu há duas semanas, no dia 21 de maio. Na ocasião fugiram quatro internos da CPPL I, também em Itaitinga.

Fonte: Diário do Nordeste

EXCELENTE NOTÍCIA: Novo procedimento consegue controlar câncer considerado incurável



Médicos e pesquisadores divulgaram, nesta segunda-feira (5), os resultados da pesquisa com imunoterapia.
"Sem precedentes", foi assim que médicos e pesquisadores classificaram, durante a reunião anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica 2017 (ASCO), em Chicago, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (5), os resultados de uma pesquisa com imunoterapia em pacientes com mieloma múltiplo, tipo de câncer no sangue considerado incurável e que pode danificar os ossos, o sistema imunológico, os rins e a contagem de glóbulos vermelhos.

A pesquisa, de autoria de Wanhong Zhao, realizou o procedimento em 35 pacientes. Desses, 33 (ou 94%) apresentaram remissão da doença, fase em que não há sinais da enfermidade, mas ainda não é possível dizer que se está curado.

Os resultados apareceram apenas dois meses depois de ser iniciada uma terapia com células T, que são as responsáveis pelo sistema imunológico. Os cientistas retiraram as células dos próprios pacientes, modificaram-nas em laboratório com receptor de antígeno quimérico (CAR) e as injetaram novamente nos participantes, por meio intravenoso.
Próximos passos

De acordo com o médico Kenneth Anderson, do Dana-Farber Instituo de Câncer de Boston, em entrevista ao CTV news, "é preciso estar atento para o tempo em que essas células persistirão e manterão o câncer sob controle".

Novas pesquisas ainda serão realizadas para determinar se esse tratamento é capaz, de fato, de curar a doença.

Fonte: jconline.ne10