Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 6 de junho de 2017

Balanço final do fim de semana aponta que 66 pessoas tiveram morte violenta no Ceará

Na Capital, a DHPP atendeu a 20 casos de homicídios, além de outros 15 na Região Metropolitana (RMF)

O balanço final do último fim de semana registrou 66 mortes violentas no estado do Ceará. Entre a última sexta-feira (2) e o começo da madrugada de segunda (5), foram contabilizados pelas autoridades policiais 56 casos de homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesões corporais seguidas de morte, os Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs). Além disso, 10 pessoas morreram em acidentes de trânsito.
Em Fortaleza, a Polícia fez o registro de 20 casos de homicídios. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram 15 homicídios nos seguintes Municípios: Aquiraz (6), Maracanaú (4 casos), Horizonte (2 casos), Pacajus, Caucaia e São Gonçalo do Amarante.

SERTÃO - No Interior Sul, 13 pessoas foram assassinadas nos seguintes Municípios: Juazeiro do Norte (2 casos), Senador Pompeu (2), Crato, Acopiara, Aracati, Campos Sales, Solonópole, Quixadá, Icó, Lavras da Mangabeira  e Aiuaba.
No Interior Norte, foram registrados oito homicídios nos seguintes Municípios:  Monsenhor Tabosa, Forquilha, Sobral, Aratuba, Tururu, Amontada, Aracoiaba e Bela Cruz.

ACIDENTES - Dez  pessoas morreram em acidentes de trânsito no fim de semana nos seguintes Municípios: Fortaleza/Capital, Morada Nova, Trairi, Limoeiro do Norte, Quixadá, Ibiapina, Camocim, Várzea Alegre, Crato e Caririaçu.

ESTUDO - Três cidades do Ceará estão entre as mais violentas do País


Um estudo do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública aponta que três cidades cearenses estão entre as 30 mais violentas do Brasil. Maracanaú aparece em 6º lugar, enquanto Fortaleza e Caucaia aparecem em 13º e 27º, respectivamente. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) contesta levantamento.
Maracanaú teve incidência de 89,4 homicídios para cada 100 mil habitantes. Fortaleza é a primeira Capital do ranking, com taxa de 78,1. Caucaia ficou nas últimas posições, com taxa de 69,8. A cidade mais violenta do País, conforme o Ipea, é Altamira do Pará.
O estudo retrata um cenário de crise para a segurança pública, resultado direto da incapacidade dos governos em planejar, propor e executar políticas efetivas para a área. Isso tudo conforme os próprios autores da pesquisa, com base em dados de 2015.
A região mais citada na lista do Ipea é Nordeste, com 18 cidades. Também houve aumento de assassinatos nas regiões Norte e Centro-Oeste. No Sul, houve estabilização. Já no Sudeste, houve queda de mortes.

Secretaria da Segurança - Em nota, a Secretaria da Segurança informou que a metodologia de contagem e transparência de divulgação dos seus dados estatísticos está consolidada. "O levantamento divulgado hoje utiliza indicadores do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Datasus – Ministério da Saúde e são referentes até o ano de 2015, que não é a instituição com competência legal para classificar a natureza dos crimes", comunicou a pasta.
Conforme a SSPDS, diferente dos anos anteriores, os institutos adicionaram à sua metodologia os dados de Mortes Violentas com Causa Indeterminada (MVCI), que inclui ocorrências em que a causa da morte é desconhecida, impossibilitando à autoridade policial classificar a natureza do fato, ficando esta para ser aplicada quando das investigações durante o inquérito policial, bem como sua elucidação. "Nessa contagem, constarão casos que não serão classificados como CVLI, que implica em dolo, após sua elucidação", informou a Secretaria.