Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

PMs fardados mantêm relações íntimas com mulher no meio da rua


PMs fardados mantêm relações íntimas com mulher no meio da rua em Santa Catarina
PMs fardados mantêm relações íntimas com mulher no meio da rua em Santa Catarina
PMs fardados mantêm relações íntimas com mulher no meio da rua em Santa Catarina
Na segunda-feira (8), imagens de dois policiais militares de Santa Catarina, fardados próximo a viaturas mantendo relações sexuais com uma mulher em via pública, vazaram nas redes sociais. De acordo com o blog local Notícia Hoje, em nota oficial, o departamento de comunicação Social da PM catarinense, informou que o comando da PM, está apurando os fatos e condena com veemência tal prática, que macula a imagem de toda a corporação. Se identificados e comprovada a veracidade das imagens, serão expulsos.///

Por Redação Bocão News | Fotos: Reprodução Fonte:  yesmania.com.br

Defesa de Lula recorre ao STF e diz que Moro invadiu competência da Corte

 
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu novamente ao Supremo Tribunal Federal (STF). Os advogados querem que seja declarado que o juiz federal Sérgio Moro invadiu competência da Corte para julgar processos envolvendo Lula e investigados com foro privilegiado.
 
Na nova petição, a defesa alegou que Moro atuou ilegalmente nos processos ao afirmar que os áudios em que o ex-presidente conversa com autoridades com foro privilegiado tinham “relevância jurídico-penal”, além de autorizar o fim do sigilo das gravações e o compartilhamento em outros inquéritos e ações penais. 
 
As interceptações da Polícia Federal foram autorizadas pelo juiz.
 
Em junho, o ministro Teori Zavascki remeteu ao juiz Sérgio Moro as investigações sobre o  ex-presidente na Operação Lava Jato e anulou a gravação, feita durante a operação, de uma conversa telefônica entre Lula e a presidenta afastada Dilma Rousseff. 
 
A defesa também discordou do parecer no qual o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que não houve ilegalidades em outras gravações que fazem parte das investigações.
 
“Conclui-se, com o devido respeito, que o parecer ofertado pelo procurador-geral da República está lastreado em premissas equivocadas e não logrou afastar o óbvio cabimento e a clara procedência da presente reclamação”, acrescentou a defesa./////Agência Brasil 

É PMDB (15)! Vem aí aumento de energia! Temer… Temer…


eita