Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Funcionários do INSS ameaçam paralisar atividades e prejudicar revisão de benefícios


Funcionários da área administrativa do INSS ameaçam paralisar as atividades nos próximos dias. Um dos motivos é a remuneração que será liberada apenas para médicos que farão perícias extras que devem começar em setembro. Sindicatos dos servidores organizam um boicote durante o processo de revisão dos benefícios auxíli-doença e aposentadoria por invalidez. As principais entidades que representam os funcionários da Previdência, a CNTSS/CUT (confederação dos trabalhadores da seguridade social) e a Fenasps (federação dos sindicatos dos trabalhadores do setor), também discordam da decisão de priorizar esses atendimentos, em vez de antecipar as perícias qeu não são abrangidas pelo programam de revisão. Segundo a Folha de S. Palo, há orientação para que os funcionários do setor administrativo não permitam qeu so beneficiários convocados para a perícia sejam atendidos. Uma das formas para fazer isso seria não chamar as pessoas que esperam pelo atendimento. Também não está descartado decretar greve e fechar as agências da Previdência para impossibilitar as revisões. PENTE FINO DOS BENEFÍCIOS O INSS pretende convocar 1,7 milhão de beneficiários que recebem auxílio-doença e aposentadoria por invalidez há mais de dois anos. O governo estima uma economia de R$ 6,3 bilhões por ano. As pessoas serão convocadas por carga e poderão escolher uma data para atendimento. Informação publicada na edição deste sábado (20) da Folha de S. Paulo. Ceará News 7

Chacina: Cinco homens são executados a tiros


Cinco corpos foram encontrados na manhã deste sábado (20) com marcas de tiros, na comunidade da África, no bairro da Redinha, zona Norte de Natal. A Polícia Militar acredita que as execuções tenham acontecido devido à disputa entre facções criminosas. O local onde as vítimas foram encontradas é uma estrada de terra utilizada para passagem de bugueiros e considerado de difícil acesso. Alguns objetos utilizados para simular armas de fogo estavam próximos aos corpos. De acordo com a polícia, o grupo é suspeito de praticar diversos roubos na região, sendo inclusive conhecido como "A turma do arrastão". Populares informaram que ouviram diversos disparos durante a madrugada. Os nomes das vítimas ainda não foram divulgados. Uma equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) irá fazer a perícia inicial e a remoção dos corpos. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil. Fonte: No Minuto.com

Irmãos são mortos a tiros


A violência não dá trégua em Petrolina. Depois da chacina do último dia 10 na zona rural da cidade, na qual quatro jovens (sendo dois irmãos) foram mortos a tiros próximo ao Sítio Muquém, a área irrigada de Petrolina voltou a ficar chocada neste sábado (20). Dois irmãos foram encontrados mortos no N-10 do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho. As vítimas, identificadas como UELTON VIEIRA DOS SANTOS, 29 anos, e WELTON VIEIRA DOS SANTOS, 28 anos, foram mortas com vários disparos de arma de fogo, efetuados por pessoas ainda desconhecidas. Não há informações sobre o que teria motivado do duplo homicídio. Os corpos foram removidos para o Instituto de Medicina Legal (IML). A Polícia Civil deve investigar o caso. Diario Popula