Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 27 de agosto de 2016

Acabar com o tráfico de armas e drogas na Favela do Gueto virou desafio para a Secretaria da Segurança Pública

Gueto - sábado
Na tarde de ontem, a Polícia encontrou explosivos e um colete da PM escondidos na favela
Gueto - fuzil
Na semana passada, em outra operação, a PM localizou um fuzil calibre 5.56 e drogas no Gueto
Gueto - barricada
A Polícia Militar encontrou uma barricada na entrada da favela, impedindo a entrada das viaturas
Uma semana após realizar uma operação e encontrar um fuzil, e muiotas drogas, além de ter que derrubar barricadas, as polícias Civil e Militar voltara a fazer um cerco na Comunidade do Gueto, na Barra do Ceará, na zona Oeste da Capital, na manhã desta sexta-feira. Dessa vez, os policiais encontraram ali explosivos, um colete balístico pertencente à PM e camisas com o brasão da Polícia Civil.
A operação mobilizou agentes das delegacias que fazem parte da Área Integrada de Segurança Um (AIS-1), além de policiais militares. As bisnagas de emulsão explosivas estavam escondidas numa pilastra no terceiro andar do prédio que foi invadido e se transformou em uma favela, localizado no cruzamento das avenidas Francisco Sá e Senador Robert Kennedy.
Duas pessoas que faziam a guarda do material explosivo foram detidas e encaminhadas ao 33º DP (Goiabeiras)  para prestar esclarecimentos sobre o fato. Mas, segundo os policiais, o material estaria ali guardado a mando de traficantes que atuam na Barra do Ceará e também no Bom Jardim, bairro da zona sul da Capital pertencente à Área Integrada de segurança Dois (AIS-2).  Sua identidade não foi revelada.
Desafio
O Gueto se transformou numa das principais áreas de tráfico de drogas de Fortaleza e as operações policiais feitas de forma repetidas no local parecem não intimidar os criminosos. Para dificultar a entrada das viaturas policiais, os traficantes ordenam aos moradores colocar barricas nas duas únicas entradas da comunidade. Virou um desafio para as autoridades policiais repelir os criminosos naquele local.
Os  traficantes do Gueto mantém o comércio de drogas e armas no local mesmo após a prisão do chefe do tráfico em 2013, o bandido Márcio Gledson Dias da Silva, o “Márcio do Gueto”. Recentemente, ele foi transferido de um presídio da Grande Fortaleza para a penitenciária federal de segurança máxima de Catanduvas, no estado do Paraná (a476Km de Curitiba). 
A penitenciária federal é conhecida como “Cadeião” e ali estão confinados os bandidos considerados mais perigosos do País, ligados à organizações e facções criminosas e  responsáveis por atentados contra as forças de segurança em seus respectivos estados./////.blogdofernandoribeiro.com.br

Aos 90 anos, mãe do deputado Gony Arruda é candidata mais velha à prefeitura no Ceará


pessoa mais velha a disputar uma prefeitura no Ceará é a ex-prefeita e mãe do deputado Gony Arruda (PSD), Carmen Salles de Oliveira Arruda (PSD). Aos 90 anos, Carmen Arruda disputará um terceiro mandato na cidade de Granja, concorrendo com o atual prefeito, Romeu Aldiguere (PDT), e Raimundo Félix Pereira (SD). No Ceará, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) registrou candidatos entre 17 e 90 anos.
Matriarca de uma família com tradição política em Granja, Carmem Arruda foi prefeita por dois mandatos consecutivos entre 1997 e 2004. Na nova campanha, tem usado a idade a seu favor, com o slogan de “vovó”.
Mãe do deputado estadual Gony Arruda, Carmen é viúva de Esmerino Arruda, falecido aos 91 anos, em 2013. Sua herança política parte da família do marido, cujo irmão, Eliezer Oliveira Arruda Coelho, foi prefeito de Granja em três mandatos, 1973 a 1977, 1983 a 1988 e 1993 e 1996, sendo sucedido por Carmen.
Esmerino Arruda faleceu em setembro de 2013 em decorrência de um câncer. Sua carreira política durou mais de seis décadas. Ele foi deputado federal de 1955 a 1963 e senador na década de 1990. Governou sua terra natal, Granja, de 1989 a 1992 e de 2009 a abril de 2012, quando renunciou. Ele também é irmão do deputado federal Vicente Arruda e primo do ex-senador e ex-deputado federal Edgar Cavalcante Arruda, falecido em 1965.
Gony Arruda, além de deputado estadual, já foi secretário estadual dos Esportes, na gestão de Cid Gomes. Em 2012, a família perdeu a hegemonia política para Romeu Aldiguere.
Idade dos candidatos
Dos quase 15 mil candidatos do Ceará, em 2016, o candidato mais novo ainda não completou 18 anos. Douglas Cardoso, do PV, é candidato a vereador em Maranguape e só atinge a maioridade no dia 24 de novembro. A idade mínima para concorrer ao cargo é de 18 anos completos até o prazo final dos registro, que foi dia 15 de agosto.

Além de Douglas, a candidata Leah Vera Thiers Carneiro (PMDB), de Chaval, também tem 17 anos e só fará aniversário dia 2 de outubro. A terceira candidata mais jovem é Bruna Gois da Costa (PRTB), que completou 18 anos no dia 7 de agosto, e solicitou registro para concorrer ao cargo de vereador no município do Crato. Os registros ainda não foram julgados nas zonas eleitorais.
Em Maracanaú, está o candidato mais velho a vereador. Com 90 anos, Pedro Ferreira Barbosa (PCdoB) completou 90 anos no dia 10 de julho.
No caso de cargos do Poder Executivo, a idade mínima permitida é 21 anos, tendo como referência a data de posse. O candidato mais novo no Ceará é Francisco Souto de Vasconcelos Júnior (PMDB), no município de Ipueiras. Ele nasceu em 1995 e completou 21 anos no dia 19 de março.
Fonte: Tribuna do Ceará

Médico que enfaixou perna de idosa por cima da calça é afastado


A direção da Santa Casa de Misericórdia de Bariri (SP) informou que o médico responsável por enfaixar a perna de uma idosa por cima da calça e do tênis que vestia foi afastado temporariamente das suas atividades nesta sexta-feira (26). A mulher de 70 anos machucou a perna esquerda após cair.

Maria Ivone Rodrigues Leme conta que chegou a dormir com sapato e ficar sem tomar banho por dois dias, até que um novo atendimento médico fosse realizado na Santa Casa de Bariri para tirar a faixa e colocar gesso.

Em nota, a direção da Santa Casa informou ainda que a conduta médica  foi encaminhada ao Conselho de Ética Médica da Santa Casa de Bariri. O hospital ressaltou ainda que prestou todo o atendimento necessário à paciente. O médico não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Segundo Maria Ivone, quatro exames de raio-X foram realizados para que a lesão na perna esquerda fosse identificada e tratada. “Já vai fazer um mês que estou atrás de médicos aqui em Bariri. Na terça-feira vi que precisava de atendimento e passaram de médico para médico, até que um deles falou que eu precisava engessar porque a perna estava quebrada mesmo. Eu fui de ambulância para a Santa Casa, então o médico enfaixou minha perna, mas ele enfaixou tudo. Eu estava de calça comprida por causa desse frio que está fazendo e ficou tudo ‘empelotado’. Foi calça comprida, foi meia e pegou até o tênis”, conta.

Repercussão
Uma dia depois do procedimento, Francisco Fernando Leme, filho de Maria Ivone, visitou e fotografou a mãe. As imagens foram publicadas nas redes sociais e o caso repercutiu até que um enfermeiro da cidade visitou a idosa. "Ele [o enfermeiro] falou que não poderia por a mão, a não ser um médico. Ele achou um absurdo, mas não pôde fazer nada", diz Fernando.

Na quinta-feira (25), a idosa retornou à Santa Casa, onde o procedimento foi realizado corretamente. "Eu fui ao médico de novo e troquei o gesso. Falei para desta vez o doutor colocar o gesso bem colocado, porque antes estava feio e eu estava passando vergonha", lembra Maria Ivone.

“A gente dá risada, mas é grave. Como ela iria tomar banho? Como dormir com sapato? Eu acho isso um pouco caso porque é uma falta de consideração com o ser humano", pontua Valdirene Rodrigues Leme, também filha da paciente.

Ainda segundo Fernando, a idosa se levantou durante a noite, caiu e machucou o joelho e o braço. "Ela chegou a tirar quatro raios-X e agora está com a perna quebrada. Na quinta-feira, ela foi com minha sobrinha para trocar o gesso e, na terça-feira, dia 30, ela volta a ser consultada", diz. "Apesar da lesão, ela não sossegou. Hoje cheguei na casa da minha mãe e ela estava lavando o quintal. Apesar de ser uma situação grave, ela ri da situação", finaliza.

Fonte: G1